Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:3:59

Transcrição de vídeo

Para ver a diferença entre os regimes de caixa e de competência veja um pequeno exemplo. Primeiro, vou contabilizar as coisas com base no regime de caixa, e depois vou fazê-lo pelo regime de competência. Só para contextualizar, o regime de caixa é: toda vez que você recebe dinheiro de um cliente você o contabiliza como receita, e toda vez que você desembolsa dinheiro você o conta como despesa, como é feito pela maioria das pequenas empresas. Já os negócios mais sofisticados costumam usar o regime de competência, que representa melhor, em cada período, as despesas e receitas. Vejamos este primeiro exemplo usando o regime de caixa. Vamos supor que começamos sem nenhum dinheiro. Então no mês um você presta um serviço de buffet ao custo de 100 dólares. O cliente lhe paga 200 dólares pelo serviço, e digamos que eles lhe adiantem esses 200 dólares para você ter dinheiro para comprar a comida, os descartáveis e outras coisas. Você tem uma receita de 200 dólares. Isso é regime de caixa, e você tem que gastar 100 dólares em mercadorias, contratar um ajudante e pagar a si mesmo um salário. Então, se você tem 200 dólares e gastou 100 dólares, o seu lucro... Vou calcular o lucro em verde. O seu lucro será... Isso não é verde. O seu lucro será de 100 dólares. Como você começou o mês sem dinheiro, no final do período, ou seja, no final do mês um, você terá 100 dólares em dinheiro. Vamos para o mês dois. Você presta um serviço de buffet ao custo de 200 dólares. Você e seu cliente combinam que ele pode pagar 400 dólares no mês que vem, e no mês atual teremos que gastar 200 dólares. Talvez nosso banco tenha cheque especial. Digamos que... Na verdade isso não é uma despesa. Devo anotar como negativo, o dinheiro está saindo. Farei em vermelho. Vamos usar 200 dólares, mas não vamos receber nenhuma receita pois estamos usando o regime de caixa. O cliente não vai nos pagar este mês. Vão pagar 400 dólares no mês seguinte. Então não recebemos receita neste período. Não temos receita e tivemos 200 dólares em despesas. Nosso lucro será 200 dólares negativos. Então vemos no caixa que tivemos 100 dólares em dinheiro entrando no mês dois e estamos usando 200 dólares, então acabamos entrando no cheque especial. Agora devemos 100 dólares ao banco. Vamos para o mês dois. Você recebe 400 dólares do cliente pelo mês passado. Você também recebe 200 dólares adiantados do cliente que você vai servir no próximo mês. Então esse mês não servimos buffet, mas temos muito dinheiro. Temos os 400 dólares do cliente do mês passado e 200 dólares do cliente que vamos servir no mês que vem. Então nós temos 600 dólares em caixa como receita, e não tivemos despesas naquele mês. Temos um lucro de 600 dólares e nosso balanço de caixa aumenta 600 dólares. No fim deste mês temos 500 dólares. Agora, mês quatro. Você serve o evento do último cliente. Isso custa 100 dólares para você. Mais uma vez, você só gasta... Vou escrever em magenta. Você só gasta 100 dólares no mês quatro para servir o buffet, mas você não tem receita neste mês, então você teve um prejuízo de 100 dólares e seu balanço de caixa irá diminuir para 400 dólares. Isso é um regime de caixa, como muitas empresas fazem. Mas veja que há um problema aqui. Parece que o lucro se eleva e cai o tempo todo. Às vezes é lucrativo, às vezes não. Às vezes é lucrativo, às vezes não, embora nosso negócio seja mais estável do que parece. [Traduzido por Pedro Barros]