If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:4:05

Transcrição de vídeo

Nos exemplos anteriores, no mês dois, tínhamos 100 dólares em caixa e acabamos gastando 200 dólares no mês dois. Então chegamos à conclusão de que nosso saldo em caixa estava negativo em 100 dólares no final do mês dois. É uma situação improvável, mas vamos considerar este saldo negativo para simplificar, mas normalmente não se vê um balanço financeiro negativo. Quando o balanço está negativo em uma empresa em atividade significa que alguém está emprestando dinheiro. Para trazer esse exemplo mais próximo da realidade, vamos imaginar que no mês dois temos apenas 100 dólares. O cliente, com quem estamos gastando esses 200 dólares de custos, só vai pagar no próximo mês. Então, avisamos ao fornecedor que só temos 100 dólares, mas temos este cliente para quem vamos vender o produto. Pagaríamos 100 dólares este mês e os outros 100 no próximo mês. Vamos supor que aceitem isso. Então, no mês dois, não gastamos 200 dólares, mas só 100 dólares. E no mês três, também gastamos 100 dólares. Isso vai mudar os valores do caixa. Agora isto será menos 100 e isto será 500 dólares, mas o importante é saber contabilizar isso em contas a pagar. O fato de termos combinado com os fornecedores que pelos 200 dólares em mercadoria, pagaremos 100 dólares agora e o restante depois, isso significa que aumentamos o total de contas a pagar em 100 dólares. Aumentamos nossa obrigação de dívidas a outras pessoas. Vamos adicionar contas a pagar. Eu vou criar uma linha nos dois gráficos. Vou escrever de forma abreviada: contas a pagar. Neste período não tínhamos nenhuma conta a pagar, mas agora que estamos praticamente pegando emprestado 100 dólares, pois podemos parcelar a dívida, agora temos contas a pagar de 100 dólares. Não vamos falar desses números aqui, mas vamos ver como isso afeta a receita e o balanço geral. Aqui teremos mais um dividendo. Contas a pagar é um dividendo. Temos uma conta a pagar de 100 dólares... Desculpe, neste ponto não temos contas a pagar, mas no início do próximo mês teremos a obrigação de pagar 100 dólares. Temos uma dívida de 100 dólares com o fornecedor. E o dinheiro em caixa é zero. Note que isso não muda o patrimônio. Adicionamos 100 dólares no caixa, e adicionamos 100 dólares no passivo: eles se cancelam. Observe que nosso total de ativos agora é 400 menos 100 de obrigações, é igual a 300 de patrimônio líquido. Mas agora o nível do caixa vai mudar de 100 dólares para zero. e evitamos ficar com o caixa negativo. E o motivo é porque temos um excedente de caixa. Deixe-me apagar isso, e adicionar mais uma linha aqui. Então teremos um aumento em contas a pagar. Isso é uma fonte de caixa. Pode não ser óbvio, mas estamos aumentando o ativo. É uma fonte de caixa porque não usamos recursos financeiros próprios. Aumentando o total de contas a pagar, não precisamos usar recurso próprio. Temos o aumento de 100 em contas a pagar. É uma nova fonte de recursos financeiros. Agora temos 200 de receita, menos 400, mais 100. O resultado final é menos 100 no volume de caixa. Começamos com 100 dólares e usamos 100. O volume de caixa agora é zero e tudo se encaixa. [Legendado por Lucas Murtada] [Revisado por Angela Barbosa]