If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:4:48

Transcrição de vídeo

Vamos pensar um pouco sobre por que os swaps de crédito são notoriamente referidos por Warren Buffet como armas financeiras de destruição em massa. No centro disso, não há somente um emissor de swaps de crédito, mas colocarei um no meio, porque cada um deles está vendendo muitos swaps de crédito. AIG é o mais famoso, mas há alguns emissores aqui que recebem boas avaliações de crédito. Pode ser que no passado a avaliação de crédito era conferida por uma agência de crédito. Mas as agências de avaliação de crédito ficaram um pouco desleixadas e não estavam propensas a rebaixá-los, dada a quantidade de swaps de crédito, as obrigações que estavam assumindo. Agências de avaliação de crédito. Como você pode imaginar, vejo esses dois caras como os principais culpados, e talvez também agências reguladoras dizendo: "Esses caras estão emitindo seguros, talvez nós devêssemos regulá-los". Dito isso, você tem empresas aqui - vou desenhá-las em rosa - que querem pegar dinheiro emprestado de terceiros. Digamos investidores, vou desenhá-los em laranja. Então os investidores estão emprestando dinheiro. As empresas lhes pagam juros. Então investidores emprestando, pagando juros. Emprestando dinheiro, pagando juros. Então parece razoável que estes investidores digam: "Vejam, tem esse cara aqui com uma avaliação AA, as pessoas para quem emprestamos não têm avaliação AA. Esse cara tem um B, esse tem um BB, e talvez esse outro apenas um A." Então ele diz: "Vejam, eu quero ficar totalmente seguro, então eu vou pagar um pequeno prêmio para o AIG, ou para o emissor, quem quer que seja, e em troca, receberei um seguro. Eu receberei um seguro sobre essa dívida. Eu receberei um seguro. Seguro. E é bastante razoável, exceto pelo fato de que esse agente aqui não reservou nenhum dinheiro, ou pelo menos não o montante adequado, para responder adequadamente por todos esses passivos, por todo o risco que ele está assumindo. Além disso, todos esses riscos são correlacionados. Imagine uma situação em que a economia vai mal. De repente, essa empresa dá calote em suas dívidas e essa empresa também. Na verdade, quando a economia vai bem, é provável que poucas destas empresas deem calote, e quando a economia vai mal, é provável que muitas deem calote. Mas o verdadeiro problema é que assim que esses calotes começam a acontecer, o emissor dos swaps de crédito começa a pagar pelos calotes. Eles receberão essa dívida ruim, e em troca irão pagar ao outro lado do swap de crédito, àquele que o detém, eles vão ter que pagá-los pela dívida, e isso pode quebrá-los. De repente, as pessoas que pensavam que estavam seguradas não estão mais, e eles podem dizer: "Espera aí, eu só posso aceitar uma dívida AA," e eles podem ter que descarregar essa dívida para o mercado. Pior ainda, você tem todas essas pessoas aqui que não emprestaram nenhum dinheiro para ninguém, mas eles queriam fazer algumas apostas por fora. Ambas as apostas podem ter sido puramente direcionais sobre o rumo da economia. Eles dizem: "Eu acho que muitas empresas, ou que essa empresa vai dar calote em seus credores, e elas também podem comprar swaps de crédito como apostas por fora. Então talvez haja uma dívida de um bilhão de dólares, talvez todos esses agentes tenham feito apostas por fora neste cara. Então mesmo que haja apenas um bilhão de dólares em dívidas, talvez haja quatro ou cinco bilhões de dólares em seguros sobre essa aposta de um bilhão de dólares. Então, se de repente esta empresa não consegue pagar, um bilhão de dólares, agora o AIG vai ter que arcar, não com um bilhão, mas com quatro ou cinco ou seis bilhões, o quanto tiver sido segurado. Isso permite que as pessoas façam seguros de coisas para as quais não têm passivos de contrapartida. Aí você pode imaginar, esse cara, algumas dessas pessoas vão ter perdas caso esse cara não consiga. E isso é ruim. Eles não estavam esperando isso. Mas alguns desses participantes podem ter alguns <i>hedges</i> em contrapartida. O único motivo para eles terem se sentido confortáveis em assumir alguns outros passivos é que eles disseram: "Se a economia for muito mal, eu tenho esse seguro aqui." E eles fizeram essa transação com um terceiro. Agora, de repente, se a economia vai mal e esse cara diz: "Eu estou com problemas, que bom que eu tenho esse swap de crédito, mas aí acontece que não, porque a outra parte quebra, o emissor do swap de crédito, e de repente este cara se torna insolvente. Porém, esse cara era dependente do pagamento deste outro cara, e ele pensou que estava bem, pois olhou em seus livros e pensou que havia hedges de contrapartidas, mas agora esse cara pode quebrar, e isso pode afetar todo o sistema financeiro. [Legendado por Pedro Barros] [Revisado por: Karoline]