If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:4:13

Transcrição de vídeo

No último vídeo, estabelecemos um limite superior razoável da liquidação do contrato a termo de ouro de um ano. Estabelecemos isso em US$ 1.150, que é essencialmente o preço spot mais a taxa de juro para tomar um empréstimo de US$ 1.000, mais o custo de carregamento do ouro. O que eu quero fazer neste vídeo é pensar sobre um limite inferior razoável. Para fazer isso, vamos imaginar um mundo onde, em vez do preço de liquidação do contrato a termo ser US$ 1.150, vamos imaginar um mundo onde o preço de liquidação é US$ 1.050. Continua sendo maior do que o preço spot. Vamos pensar sobre o ponto de vista de alguém que queira manter ouro em um ano. Vamos dizer que você é essa pessoa e nesse momento você tem US$ 1.000 que queira usar para ter ouro. Você quer manter o ouro no longo prazo. Você tem duas opções aqui. Você poderia comprar ouro logo agora. Comprar uma onça (oz) com seus US$ 1.000 agora. Quando você for para frente um ano, você terá essa uma onça de ouro e você terá que pagar o custo de carregamento. O cofre de segurança e o seguro do ouro. Você terá uma onça de ouro menos US$ 50. Isso que você terá que pagar. A outra opção -- você diz: "olha, em vez de colocar os meus US$ 1.000 em ouro agora, deixe-me colocar os meus US$ 1.000 em um título livre de risco, e, ao mesmo tempo, concordar a ser o comprador em um contrato a termo de um ano, no contrato a termo de um ano. Então, concordei em ser o comprador em US$ 1.050. Se você for para frente um ano, os seus US$ 1.000 em título livre de risco vão lhe dar 5% de juros ao ano. Você terá US$ 1.050. Isso é apenas o juro sobre o seu título. Assim, você poderá usá-lo para comprar o ouro, o que você já fechou o preço ao concordar a ser o comprador no contrato a termo. Depois você compra o ouro. Nas duas situações, você acaba com uma onça de ouro daqui a um ano começando com seus US$ 1.000. Nessa situação, você tem apenas uma onça de ouro e não teve que pagar custo de carregamento algum. Nessa situação, você tem uma onça de ouro e você teve que pagar custo de carregamento. Então, claramente, qualquer pessoa racional, supondo que estejam comprando ouro para o longo prazo, gostariam desta situação. Eles economizam US$ 50 ao longo do ano. Realmente, o preço racional, se isso fosse acontecer, todos gostariam de ser comprador aqui. Estamos falando de um preço de US$ 1.050. Isso fica bem aqui. Esse foi o preço no exemplo anterior. Todos gostariam de ser um comprador em um contrato futuro ou em um contrato a termo. Isso elevaria o preço ali. Sabendo que você teria menos compradores no contrato spot. Isso reduziria o preço ali. Em geral, esse preço parece baixo demais. O preço em que as pessoas seriam neutras é se esse preço fosse US$ 50 mais alto, porque, assim, fica competamente equivalente. Um limite inferior racional, dado tudo isso, teria sido um preço de US$ 1.100. Em geral, voltado ao vídeo anterior, um limite superior racional será o preço spot mais o custo de carregamento e a taxa em que alguém poderia tomar dinheiro emprestado. Um limite inferior racional será o preço spot mais a taxa de juro livre de risco e o custo de carregamento. Em geral, a única diferença entre os limites superior e o inferor é essa taxa e essa taxa. Essa taxa e essa taxa. Se elas fossem iguais, o preço racional seria o mesmo. Se ambas fossem 10%, o preço racional seria US$ 1.150. Se ambas fossem 5%, o preço racional, os limites superior e inferior, teriam sido US$ 1.100.