Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:9:01

Transcrição de vídeo

Digamos que eu sou um economista e estou curioso para saber se, em geral, as coisas estão ficando mais caras ou não. E se elas estão mais caras, quão mais caras estão? O modo que eu vejo isso é pensar em quais seriam os conjuntos de bens e serviços que uma pessoa compraria em média? Eu pensaria em algo como uma cesta de bens e serviços e tentaria ponderá-los baseado em como as pessoas gastam. Então, eu diria: "OK, 40% do gasto, em média, é relacionado com a casa; talvez outros 10% é gasto em transporte; talvez outros 10% em comida," e eu iria ao mercado e tentaria fazer a média do custo dessas coisas - e eu pegaria uma amostra de de produtos e serviços para poder ter uma média decente. Isso não é uma tarefa simples, mas eu sou um economista, e levo a sério esse cálculo. Suponhamos que quando eu faço a média ponderada de tudo aquilo - eu vou inventar um número. Não vou entrar em detalhes de como isto é calculado, mas somente dar uma noção do que é feito. Eu obtenho um número. Para comprar ou alugar o o carro médio, para alugar o apartamento médio, para comprar a média de comida para um família qualquer - todo o resto - digamos que eu obtenha - isso custe - e estou inventando um valor - digamos que isso custe $20 000, minha cesta de bens e serviços. Dado a maneira como eu ponderei a cesta. Isso tudo ocorre no Ano 1. Isto é no Ano 1. Agora, estou curioso para saber se entre o Ano 1 e, digamos, o Ano 5 - e o Ano 5... se as coisas ficaram mais caras. Eu pego a mesma cesta de bens e serviços - cesta de bens e serviços... E eu tento descobrir qual é a média ponderada dos custos no Ano 5. Isso é muito mais difícil do que aparenta ser, pois a cesta de bens e serviços muda. Se os computadores ficam mais rápidos, você usa o mesmo computador de antes ou você pensa qual é o computador médio, que agora seria um computador melhor? Se a maioria das pessoas têm uma TV maior, você usa a mesma TV do Ano 1 para o Ano 5 ou você ajusta isso para a TV média de hoje, que é maior? Se as casas tornaram-se maiores, em média, você usa a mesma casa ou a casa média de hoje? Há uma variedade de tópicos que podem ser explorados e eles são assuntos de discussões sobre qual é o verdadeiro aumento dos custos. Suponha que você seja capaz de fazer isso de uma maneira razoável e você descobre a mesma cesta de bens e serviços, ajustada de acordo com a tecnologia e tudo mais, custa hoje $22 000. Aqui, a lição é que as mesmas coisas que custavam $20 000 - o que proporcionava um certo padrão de vida no Ano 1, no Ano 5, esse padrão custa 10% mais. Ficou $2 000 mais caro em relação aos $20 000, ou seja, 10% mais caro Você, como um economista, diria que, do modo como você definiu isso, o Índice de Preços ao Consumidor, abreviado como IPC, Índice de Preços ao Consumidor... O IPC está 10% maior. Ou, de um outro jeito, baseado em como você mede isso - e isso varia de país para país, até mesmo em um mesmo país, eles mudam a composição dessa cesta - mas pelo modo como você mediu isso, você diria que a inflação do preço - ou melhor, você diria que a inflação do preço foi 10% entre o Ano 1 e o Ano 5 - ou tudo ficou 10% mais caro, em geral, ou você precisa de 10% mais dinheiro para obter o mesmo padrão de vida. Geralmente, quando falam somente em inflação - se você ver apenas a palavra "inflação", principalmente hoje em dia, ela refere-se à inflação do preço. Esse aumento geral do preço dos bens e serviços, mensurado por algum tipo de cesta de bens. Existe um outro tipo de inflação, a inflação monetária. E elas são relacionadas. Inflação monetária é causada puramente por um aumento na emissão de dinheiro. Aumento na emissão de dinheiro. Em geral, se esse aumento na oferta de dinheiro exceder a capacidade produtiva do país, ele pode causar inflação de preço, mas normalmente o que é medido quando se fala sobre inflação, de um ano para o outro, É sobre a cesta de bens e serviços. É sobre inflação do preço. Outra coisa que você pode notar as vezes, talvez no Ano 5, alguém diz: "Hey, eu te vendo essa casa." Então, isto é no Ano 5, "Eu te vendo esta casa," e essa casa no Ano 5 custa $660 000. $660 000. Alguém poderia perguntar qual seria o preço se o ajustarmos com a inflação em dólares do Ano 1. O que estão querendo dizer é, se você ajustar para o quanto o seu dinheiro desvalorizou, já que tudo ficou mais caro, isso significa que cada dólar vale menos. Você pode comprar menos para cada dólar Quando falam: "Quanto isso custa, ajustado pela inflação, do Ano 1?" essencialmente significa, "Quanto que aquela casa teria que custar no Ano 1, quando ajustado pela inflação, quando você a aumenta em 10%." Então, isso é a mesma coisa. Aumentar em 10% é o mesmo que multplicar por 110% - ou mulplicar por 1,1 - então, "quanto que aquela casa teria que custar no Ano 1, se multiplicando por 1,1, ela custaria $660 000?" Podemos fazer algumas contas para descobrir. Se temos - não sei - vamos chamar de P. P é o preço da casa no Ano 1. Vou chamá-lo de P1. Isto multiplicado por 1,1... por 1,1... terá de ser igual a $660 000, quando se considera 10% de inflação ao longo desses anos. Isso é uma conta simples. Você pode dividir ambos os lados por 1,1. Divida os dois lados por 1,1 e temos - isso se cancela - você obtém o preço daquela casa no Ano 1. 66 dividido por 11 é 6... Você pode usar uma calculadora, se não sentir-se confortável com o que estou fazendo - mas isso resulta em $600 000, fazendo as contas - e você pode calcular os décimos. Podemos fazer - acho que você entendeu a ideia. Pode usar a calculadora. Eu fiz de cabeça, mas a idea é, uma casa que custa $600 000 no Ano 1 - $600 000 - se você considerar a desvalorização da moeda - ou o quanto tudo ficou mais caro - custaria $660 000 no Ano 5. Alguém poderá dizer, falando sobre inflação ou aumento de preços, "Essa casa no Ano 5 custa $660 000, que é o mesmo que $600 000 no Ano 1." Como exemplo, eu vivo em um bairro onde as casas subitamente tornaram-se - já que eu moro no centro do Vale do Silício - não é por nada um bairro rico, mas as casas hoje são bem caras, e tenho vizinhos que mudaram-se nos anos 50 que falam, "Meu Deus, comprei nossa casa por $10 000 e hoje vendem essas casas por muito mais." A realidade é que isso é verdade. A casa valorizou-se, mas $10 000 em 1950 era, na verdade, muito, mas muito dinheiro. Médicos e engenheiros não ganhavam muito mais que isso por ano. Eu não sei dizer a quantia exata. A verdade é que você tem que ajustar o dinheiro para o ano a qual você se refere - e você deve ajustá-lo pela inflação. Se você acredita na inflação de 10%, espera-se que a renda das pessoas também aumente pelo mesmo tanto. Então, uma mesma pessoa, com as mesmas capacidades e o mesmo emprego, que pudesse comprar a casa no Ano 1 por $600 000, poderia pagar $660 000 hoje - e não seria uma parcela desproporcionalmente grande de suas despesas. Seria a mesma parcela do que no Ano 1. Espero que isso tenha esclarecido um pouco algumas coisas e eu vou, no futuro, fazer mais vídeos - e entrar nos detalhes da inflação Legendado por [Fernando M. Ramacciotti]