If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:3:51

Transcrição de vídeo

Digamos que nós temos uma empresa que tem exatamente quatro ações, só para simplificar. Obviamente poucas empresas tem apenas quatro ações, mas assim a explicação fica mais fácil. E digamos que cada ação esteja sendo negociada no mercado agora mesmo, e acho que poderíamos dizer, na última negociação que ocorreu, elas foram negociadas ao preço de dois dólares por ação. Então, o mercado está dizendo que cada ação vale dois dólares existem quatro ações no total, e estamos supondo que esta empresa não tem passivo (dívidas), logo os acionistas simplesmente são donos do ativo (patrimônio e caixa), logo se existem quatro ações a dois dólares cada, o mercado está dizendo que o ativo da empresa vale exatamente oito dólares. Oito dólares, bem aqui. O valor do ativo, o valor de mercado dos ativos é o mesmo que o valor de mercado neste caso, porque não há dívida. Agora o que eu quero analisar é, o que acontece se a empresa quer obter mais dinheiro? Digamos que eles querem emitir mais ações e vendê-las para obter dinheiro e comprar uma fábrica ou outra coisa qualquer. Literalmente, o que eles fazem é, o conselho aprova para que eles criem duas novas ações, então agora eles tem um total de seis ações, então a empresa arranja um banco de investimentos e eles fazem uma oferta pública secundária no mercado de ações e vendem as novas ações. E eles conseguem vendê-as por, vamos dizer para simplificar, dois dólares por ação. Normalmente quando você aumenta a oferta, não consegue obter o valor prévio de mercado, mas pela simplicidade digamos que eles conseguiram dois dólares por ação. E vendendo duas novas ações por dois dólares cada, a empresa conseguiu mais quatro dólares. Então, a razão pela qual estou fazendo este exercício é para levantar uma questão. Houve diluição? E há diferentes maneiras de analisar isso. Quando se pensa em diluição, é como se imaginássemos, se temos um xarope doce, como groselha, e adicionamos água, ele fica menos doce. Cada tanto de água, cada gota faz com que o todo seja menos doce. Você diluiu. E parece que temos uma analogia aqui. Agora existem mais ações para a mesma empresa. É verdade, Se você tinha essa ação aqui, antes da oferta secundária, você era dono de 25% da empresa. Depois da oferta secundária, você é dono de um dezesseis avos. Então... dezesseis avos não! Um sexto. Então, você tem um sexto , ou cerca de 16%. Parece que o percentual que você tinha foi diluído e isso é verdade até certo grau. Ma às vezes diluição tem outro significado no qual, como mais ações estão sendo usadas pela propriedade da mesma empresa, talvez essas ações valham menos. E é isso que eu estou questionando. Há diluição na percentagem que você possui, mas não há diluição no valor de cada ação. Pois antes, você tinha quatro ações representando algo que valia oito dólares, e agora voê tem seis ações representando ago que vale doze dólares. Pois a empres não emitiu as novas ações sem receber nada em troca. Ela obteve quatro dólares em caixa. Não se pode discutir o valor de quatro dólares. Quatro dólares valem quatro dólares. Então agora o ativo da empresa vale doze dólares. Então você tem doze dólares de ativo, sem passivo, seis ações, doze dólares divididos por seis ações continuam sendo dois dólares por ação. Logo, o preço por ação não foi diluído, apenas a percentagem da empresa que você possui.