If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:12:05

Transcrição de vídeo

o que eu quero fazer este vídeo é aprofundar um pouco num assunto que falamos em meses passados que é o keynesianismo aqui temos uma foto do nosso amigo que é esse o de homem na área de games que foi um economista que teve um trabalho muito famoso durante a grande depressão dos estados unidos porque no seu ponto de vista os modelos clássicos não estavam funcionando durante esse período de depressão norte-americana então pra ilustrar isso melhor vamos comparar o modelo clássico de oferta e demanda agregada com um modelo que é mais que inesiano então nesse vídeo vamos fazer essa comparação e é uma comparação não falando que um é melhor ou pior que o outro inclusive o próprio keynes declara que o modelo clássico faz muito sentido no longo prazo mas é claro que ele também disse que a longo prazo estaremos todos mortos uma frase clássica e atribuir ao case e também já quero esclarecer que isso aqui não é nenhum vídeo defendendo o modelo keynesiano inclusive tem algumas ressalvas é a fazer sobre o pensamento keynesiano de economia e vocês vão ver esses vídeos com ressalvas logo depois mas nesse aqui vamos entender de fato o pensamento da economia que a resina então pra começar vamos fazer aquele nosso gráfico que já é clássico que é aquele tráfico com o preço do eixo y e no eixo x nós temos o pib é a produção real aqui o preço e como nós vamos usar esse mesmo tipo de gasto no modelo keynesiano eu vou copiar e colar o nosso gráfico aqui as duas escolas de pensamento nós temos aí a nossa curva de demanda agregada de crescente por todos os motivos que nós já vimos então vou apenas apresentar aqui a nossa demanda agregada e como são iguais eu também vou copiar e colar esta curva aqui como nós já vimos várias vezes aí no pensamento clássico a produção econômica ou seja o pib não depende do preço logo a oferta agregada no longo prazo vai ser algo mais ou menos assim então oferta agregada no longo prazo então podemos dizer que os preços são meio que a forma de sinalizar qual é a demanda das pessoas sobre as coisas mas no final das contas o preço do dinheiro acabam sendo apenas os facilitadores de transações afinal você sai para trabalhar ganhar seu dinheirinho e aí você vai usar esse dinheiro pra que vai ser pra comprar as coisas que a economia produz como comida moradia e transporte por exemplo portanto o dinheiro acaba sendo um jeito de facilitar esse tipo de troca mas a economia em teoria acaba sendo baseada simplesmente enquanto as pessoas estão trabalhando no qual tipo de tecnologia existente em qual tipo de indústria existe no momento quais são os recursos naturais que estão disponíveis e no final ela acaba produzindo o que ela dá conta de produzir bom agora se a gente mudasse a nossa curva de demanda agregada imagine que o governo imprimir se dinheiro e sair distribuindo por aí de helicóptero e aí a nossa curva de demanda ea ser deslocado aqui para a direita fazendo aqui a nossa nova curva de demanda o que iria acontecer de fato é que o preço de equilíbrio que era aqui antes seria também deslocado para cá e aí teríamos com a experiência de aumento de preço só que sem maiores produções apenas teremos uma inflação acontecendo e existem várias maneiras de colocar essa curva de demanda agregada mais para direita poderia usar por exemplo algum tipo de política fiscal na qual mantém os impostos constantes e aumenta os seus gastos ou tenta fazer o contrário neve mantém os gastos mas diminui os impostos de um jeito ou de outro ele está injetando dinheiro na economia e isso acaba fazendo que a curva de demanda econômica vá para a direita esse é o pensamento clássico né que no longo prazo aumentar a demanda é trazer essa curva para a direita você não vai fazer nada com a produção apenas vai conseguir uma inflação nos preços e o único jeito de fazer esse pib alavancar aqui pra direita é aumentando a produtividade seja por tecnologia seja tentando deixar a economia mais eficiência ou talvez por um aumento da força de trabalho da população esse seria o único jeito de fazer com que a produção do país aumentar se deslocando a oferta para a direita e os games não via nada de errado com esse tipo de pensamento mas lá raciocinando durante a grande crise de 29 aí ele começou a assinar parece que de repente todo mundo ficou pobre aqui nos anos de 1930 as fábricas não for embora as pessoas não desapareceram na verdade as fábricas até querem funcionar mas elas estão fechando porque ninguém está demandando os seus produtos serviços e as pessoas as pessoas querem trabalhar mas ninguém está pedindo para que elas trabalhem não está tendo a procura do emprego então ele suspeitou que tinha alguma coisa errada com a demanda agregada principalmente se a gente pensar no curto prazo então se a gente pensar e no curtíssimo prazo sei que a gente já falou alguma coisa sobre curto prazo o fato de uma oferta de curto prazo ser uma curva crescente tipo essa aqui ó mas o que nós vamos ver aqui é um pensamento num curtíssimo caso inclusive vamos escrever aqui ó no kur chicisimo prazo o que lhes que pensou assim bom nesse tipo de situação que estamos aqui os preços vão ser bem rígidos os preços não vão mudar especialmente a produção estiver muito aquém do que ela poderia está nesse caso vamos colocar que os preços estão rígidos inclusive isso faz sentido intuitivamente né pensa no seguinte se as coisas estão indo bem as fábricas estão a todo vapor já está todo mundo trabalhando no seu limite e ainda assim o pessoal está pedindo para que os funcionários façam hora-extra qualquer um vai pedir um aumento de salário para que isso aconteça mas se eu já tivesse desempregado ou tá um desemprego enorme todo mundo correndo risco de perder o emprego eu não vou pedir um aumento no seu salário ou então se tem uma fábrica que está produzindo 30 por cento de sua capacidade mais ou menos e chega alguém querendo comprar um pouco mais a sua produção você não vai aumentar o preço pra esse cara então o que a gente observa num curtíssimo prazo na nossa oferta agregada é o oposto do que nós vemos no modelo clássico e aí ele diz o seguinte no curtíssimo prazo nesse tipo de situação para qualquer que seja o nível de produção o preço não vai ser afetado então nós temos aqui a nossa oferta agregada no curtíssimo prazo é claro que você pode querer discutir o que é curto prazo o que é curtíssimo prazo sete dias semanas meses ou até alguns anos mas o que interessa é quando a gente começa a olhar as coisas dessa maneira algumas observações interessantes podem ser feitas nesse modelo aqui o único jeito de aumentarmos o quibe s a gente mexer na oferta já nesse modelo aqui o único jeito que nós temos de aumentar o pib é se mexemos na d manda que vai ser com políticas monetárias imprimindo dinheiro ou com políticas fiscais baixando impostos e mantenha os gastos constantes ou até usar as duas estratégias seja como for se trouxermos essa curva aqui pra direita esse aí vai ser o jeito de aumentar a nossa produção e a grande sacada do kings foi o seguinte ele disse bom o economista clássico diria a você que o mercado ia chegar na sua melhor produtividade de forma natural essa interferência nenhuma e aí o que me foi lá e disse é algumas vezes isso é verdade mas algumas vezes isso não vai acontecer então ele disse vamos pensar nessa ideia que muito simples digamos que nós temos a pessoa a pessoa b a pessoa ser ea pessoa de digamos aqui que a pessoa vende para bebê abebê defende para ser e as e vende pra de ead vem de parar digamos que cada uma e vem de duas unidades de seja lá qual for os produtos e serviços que elas oferecem e digamos que de repente aí algum dia por seja lá qual for o motivo digamos que há pessoas e teve um pesadelo ou acordo do lado errado da cama ou tá e se sentindo muito pessimista e falar vou dar uma segurada aqui um pouquinho eu acho que eu tô gostando demais acho que o mercado não está lá essas coisas então ao invés de comprar duas unidades de b eu vou agora comprar apenas uma unidade e aí a pessoa bem fala nossa senhora e agora agora eu não vou conseguir mais bancar a produção de dois ou três que comprará apenas uma unidade de ar ea mesma coisa que acontece com a contando de b e d e comprando aqui das e aí a cpi a nossa meu deus do céu estava certo eu fiz uma profecia econômica e agora tá tudo indo mal mas foi uma profecia que ele fez se tornar realidade e agora esse pequeno circula aqui vai operar com essa produção que de forma alguma é uma produção natural e agora não tem jeito de eles voltarem aquele ciclo onde eles produziam e compravam duas unidades pelo menos não sem alguma interferência externa mas provavelmente uma interferência governamental e aí o governo vai lá e fala pra ver se é bom se senão vai comprar uma segunda unidade de você deixa que eu compro essa segunda unidade e tem um perigo nesse tipo de comportamento é é um comportamento bem perigoso por parte do governo e nós vamos falar desse tipo de perigo nos vídeos futuros então é que o governo e compra uma unidade de bebê rb falar olha agora consigo comprar novamente duas aqui de ar eu também consegui comprar duas de e de fala olha vou comprar duas descer e ser passa a comprar duas db e agora que vem o perigo desse tipo de comportamento porque num mundo ideal o governo agora tem que ser bom para as coisas voltaram ao normal então eu não preciso mais de comprar essa unidade de betim e como nós sabemos isso é muito difícil de acontecer porque uma vez que o governo começa a gastar dinheiro em alguma coisa fica muito difícil de ele parar de gastar com aquilo mas basicamente esse aí é o pensamento keynesiano em resumo seria o seguinte se a gente pensar aí em situações como a grande depressão a crise de 29 que é quando a economia estava produzindo muito aquém do que ela poderia produzir que aí você tem que pegar e dar um estímulo na demanda e não um estímulo na oferta para aumentar o pib mas é claro que a melhor estratégia talvez seja um meio-termo desses dois pensamentos e provavelmente um modelo mais preciso seja algo mais ou menos assim vamos lá novamente com o preço e o pib real também aqui nossa curva de demanda agregada então vamos pensar que mais ou menos está aqui a produção máxima teórica é quando as fábricas estão trabalhando ao máximo ninguém está dormindo todo mundo só pensa em trabalhar produzir e tudo mais e aqui nós vamos dizer que vai ser o seu potencial mais saudável de produção então aqui nós temos a nossa oferta agregada no longo prazo e pensando no meio termo talvez a curva de oferta agregada seja algo mais ou menos assim vamos lá vamos imaginar que por seja lá qual for o motivo seja um sonho ruim ou mercado de ações quebra ou várias pessoas tiveram o mesmo serve ao mesmo tempo a demanda agregada seja arrastada para a esquerda ao ou mais ou menos aqui então com isso aqui a produção caiu bastante e nesse tipo de cenário talvez as idéias 15 anos que sejam a melhor estratégia para aumentar novamente essa produção mas por acaso já estamos aqui no nível de produção natural e o governo resolve fazer algumas medidas keynesianas que o governo sempre vai querer fazer medidas 15 anos nós vamos ver o porquê nos vídeos futuros mesmo que essas medidas não tenham nenhum tipo de justificativa e isso vai acabar puxando a demanda agregada pra cá aí nesse tipo de situação o efeito concreto que nós teremos inclusive quanto mais inclinado for essa curva aqui é que nós vamos ter um aumento nos preços sem um aumento significativo de produção então veja um modelo onde a oferta agregada começa a meio que constante é começa a crescer devagarzinho e depois ela começa a crescer mais rapidamente é um tipo de modelo que vai acabar contemplando tanto o pensamento clássico quanto o pensamento keynesiano