If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:11:12

Transcrição de vídeo

nós vamos observar aqui nesse vídeo mercado imobiliário e aqui nós temos uma curva de oferta e demanda que relaciona o preço em reais por metro quadrado por mês qual a área a área disponível para aluguel em metros quadrados por mês isso está medido em bilhões 1 milhão 2 milhões 3 milhões 4 milhões 5 milhões se nós estamos falando aqui da curva de oferta nós estamos disponibilizando uma certa área para alugar e se nós estamos falando da demanda é o quanto que as pessoas estão alugando ou querendo alugar por mês nesse vídeo aqui eu quero observar essa curva de demanda e basicamente conversar com você sobre o benefício marginal diga se de passagem quando a gente tem um preço muito alto a gente tem uma demanda muito pequena ea partir dessa idéia nós vamos conversar aqui sobre o benefício marginal tudo bem então se nós estamos falando dessa pequena região aqui nós estamos falando de pessoas que estão desesperados para alugar uma casa alugar um imóvel o mais rápido possível então por isso que quando eles alugaram eles vão estar conseguindo um alto benefício marginal em compensação à medida que nós vamos nos avançam do kiss são aquelas pessoas que não estão tão dispostas assim alugar uma casa então benefício marginal vai diminuindo cada vez mais o mesmo ocorre com a ideia que da oferta se nós observamos aqui a curva de oferta nós vamos ter algo que nós podemos dizer que é o custo marginal então aqui nós temos o nosso custo marginal quando a gente pensa que nessa curva como um custo marginal nós precisamos levar em consideração que se os produtores ou seja se as pessoas que são donas da terra querem utilizar o primeiro metro quadrado aqui para construir eles vão precisar disponibilizar ou se eles vão precisar custear com o valor de pelo menos 1 real em compensação para é essa pessoa que está desesperada querendo alugar uma casa o mais breve possível mais rápido possível ela está disposta a pagar 4 reais pelo primeiro metro quadrado aqui que ela vai alugar sendo assim do ponto de vista que do ofertante para qualquer valor acima de si um real ele vai estar conseguindo um certo benefício em contrapartida do ponto de vista da pessoa que vai alugar para qualquer valor abaixo de 4 reais aqui por metro quadrado e para esse primeiro metro quadrado que ele vai estar lugano ele também vai estar conseguindo um benefício então vamos supor que a gente feche o negócio aqui a 3 reais a gente vai fechar a 3 reais tanto o ofertante quanto a pessoa que está obtendo esse metro quadrado para alugar vão estar recebendo o benefício já que ele estava disposto a pagar 4 reais e vai pagar 3 enquanto isso aqui estava disposto a alugar por um real e vai receber 3 então o negócio com certeza vai acontecer na verdade em qualquer valor aqui nesse intervalo que vai de 1 a 4 o negócio provavelmente vai acontecer porque os dois vão estar recebendo um benefício bem isso vai acontecendo à medida que a gente vai avançando aqui com certeza o fornecedor vai querer comprar mais e mais e mais terreno para alugar porque ele sabe que quanto mais a ele poder disponibilizar para o lugar vão ter mais e mais pessoas aqui querendo alugar essas terras querendo um lugar essa construção que ele vai fazer nessas terras até chegar nesse ponto nesse ponto nós temos um ponto de equilíbrio em que o benefício marginals igual a com o custo marginal a partir desse ponto não é mais interessante para o produtor obter mais terras para lugar enquanto que as pessoas não estão dispostas a lugar a esse valor elas estão dispostas na verdade alugar um valor abaixo de 3 reais então aqui vai ficar cada vez mais difícil de fechar o negócio então provavelmente o ofertante não vai querer obter uma área mais aqui acima desses dois milhões de metros quadrados então o que o nosso ponto de equilíbrio é 2 milhões a 15 metros quadrados e o preço de equilíbrio é 3 reais por metro quadrado isso por mês já que nós estamos falando de um mercado de aluguéis nós podemos observar que é que nós vamos ter um excedente um superávit total esse excedente total corresponde a toda a área dessa região aqui inclusive nós podemos dividir isso em duas áreas a primeira área a área que desse uma corresponde ao excedente do consumidor enquanto que a área que de baixo corresponde ao excedente do ofertante do produtor e nós podemos calcular isso essa área aqui formada por esse triângulo ou responde ao excedente ou superávit excedente do consumidor enquanto que essa área que de baixo corresponde ao excedente do produtor excedente do produtor beleza é uma coisa interessante de observar aqui que em qualquer ponto é que dentro dessa região os dois vão estar obtendo um benefício a mais qualquer coisa que lhe pagar aqui dentro dessa região claro que há uma certa quantidade aqui disponibilizada o consumidor vai estar adquirindo um benefício já que ele vai estar pagando menos do que ele estava disposto a pagar e aqui nessa região o produtor também vai estar conseguindo um benefício a mais porque ele vai estar alugando por um preço acima do que estava disposto a alugar inclusive nós podemos até calcular esses excedentes calculando a área dessas regiões então vamos calcular aqui o excedente do consumidor para fazer esse cálculo como a gente tem um triângulo basta a gente multiplica altura pela base e dividir por dois assim a gente vai ter um vezes 2 / 2 que vai ser igual a um milhão de reais a gente vai ter aqui um milhão e aqui também a gente pode calcular o excedente do produto você dente total aqui calculando a área desse triângulo para calcular do triângulo a gente também vai multiplicar altura pela base vai dividir por dois então a gente vai ter aqui 2 vezes 2 / 2 que é igual a 2 então a gente também vai ter aqui um superávit do produtor igual a dois milhões de reais nesse caso só que isso daqui é um mercado ideal tudo bem mas vamos dizer que esse valor aqui a 3 reais por metro quadrado seja um valor muito alto um valor muito alto para a realidade local aí o governo observando esse valor decide regulamentar algumas coisas e decidiu fazer um controle de preços aqui de preço e decide estabelecer um teto um valor máximo para o aluguel aqui por metro quadrado vamos dizer então que esse teto seja igual a dois reais no teto o máximo que o estabelecimento uma casa alguma coisa pode ser alugado seja igual a dois reais por metro quadrado por mês claro isso daqui é apenas um modelo as coisas são bem mais complicadas do que isso daqui apenas uma simplificação para a gente entender as idéias vêm se nós temos aqui um novo preço a 2 reais por metro quadrado o preço estaria aqui sabendo disso vamos calcular aqui o novo excedente do consumidor e do produtor então se a gente observar que do ponto de vista do produto a gente vai ter um novo excedente e esse novo excedente corresponde a essa área que abaixo dessa curva ou seja esse triângulo mas por que isso vem se nós temos uma regulamentação aqui no preço ou seja um valor máximo que a área pode ser alugada não faz nenhum sentido o produtor queria obter mais áreas para alugar essas áreas porque será um lugar qualquer terra a mais é que acima dessa quantidade que nesse caso aqui é um milhão de metros quadrados dados por mês ele vai está saindo no prejuízo porque ele vai estar gastando mais para alugar essas terras do que ele vai obter nenhuma empreiteira vai querer produzir mais casas ou qualquer coisa para poder alugar esteja acima desse ponto que eles vão sair no prejuízo então eles vão se manter dentro dessa região então a gente pode calcular esse novo excedente do produto como é que a gente faz isso a gente vai calcular a área desse triângulo e aqui a gente vai ter um triângulo com base em um e altura 11 vezes um é um dividido por dois é igual a meio milhão meio milhão é igual a 500.000 então novo excedente aqui e te coloca que o excedente do produtor nesse caso será igual a 500 mil a mesma coisa acontece aqui do ponto de vista do consumidor a gente tem toda essa região aqui que corresponde ao novo superávit do consumidor e para calcular esse novo excedente do consumidor nós também vamos calcular a área dessa figura e claro existem diversas formas geométricas calcular essa área e eu aqui vou dividir essa região em duas figuras geométricas porque aqui a gente vai ter um retângulo e aqui um triângulo vamos dizer que aqui se já 3,5 de que seja 3,5 então nós vamos ter uma altura igual a 0,5 em uma base igual a 10 1,5 vezes 1 e 0,5 / 2 vai dar 0,25 milhões então é 250 mil então novo excedente do consumidor pelo menos essa região aqui é 250 mil mas a área que abaixo desse retângulo aqui a gente vai ter uma altura igual a 1,5 e uma base igual a um 1,5 vezes um é igual a 1,5 como é um retângulo a gente não dividir por dois então a gente vai botar que apenas 1,5 milhão mães 1,5 milhões isso vai se igual a um milhão e 500 mais 250 mil é igual a um milhão setecentos e cinquenta mil ou 1,75 milhões como você pode perceber o excedente do consumidor aumentou o consumidor está obtendo tudo isso aqui do produto se a gente parar pra pensar que o excedente total a gente vai ver que vai ter uma região ac que deixou de ser produzido e consumido ou seja isso foi perdido então vamos fazer um cálculo aqui do excedente total antes e depois então para observar isso vamos fazer o cálculo do excedente que a gente tinha antes da regulamentação e depois da regulamentação antes a gente tinha toda essa área que sendo o excedente certo para calcular tudo isso basta a gente sou mais se humilham com esse 2 milhões então a gente vai ter antes um excedente total igual a 3 milhões de reais certo agora depois da regulamentação isso diminuiu depois da regulamentação a gente passou a ter 500 mil mais um milhão setecentos e cinquenta mil ou seja um total igual a 2 milhões 250 mil nós podemos colocar aqui que depois da regulamentação o excedente total passou a ser a 2,25 milhões se a gente fizer a diferença que esse - e se a gente vai obter aqui um valor igual a 750 mil e 750 mil que deixou de ser obtido ele não é obtido nem pelos produtores e nem pelos consumidores esse valor a que corresponde a toda essa região diga se de passagem essa região aqui até recebe o nome é chamada de peso morto perdido a gente tem aqui um peso morto perdido porque não foi nem para o produtor e nem para o consumidor inclusive dados como esses a gente até pensa se a regulamentação realmente algo positivo se realmente vale a pena quando a gente pensa no todo quando a gente pensa no mercado como um todo