If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:9:59

Transcrição de vídeo

então iniciamos nossa jornada pela economia eu quero colocar aqui citar economia tendo citado aqui um dos primeiros economistas que tivemos que foi adam smith escocês adam smith aí tem um trecho aqui do do livro publicado por ele a riqueza das nações publicado no ano de 1776 mesmo ano que foi a declaração de independência dos estados unidos e nem se ele nesse trecho que ele fala o seguinte ele geralmente de fato não pretende promover o interesse público nem sabe o quanto estava movendo isso dirigindo a indústria de tal maneira que seu produto pode ser o maior do maior valor ele pretende apenas seu próprio ganho e ele está nisso como em muitos outros casos liderado por uma mão invisível interessantes aqui tava promover no fim um fim que não fazia parte a atenção ele quer mostrar aqui que o produtor as empresas as pessoas geralmente não pretende promover o interesse público eles querem apenas o próprio interesse certo e ele não percebe que produzindo o próprio interesse ele acaba criando interesse público também né liderado por uma mão invisível esse trecho de mão invisível que o guiado pela mão invisível é é muito usado tal significa que demonstra a não há não vontade disso acontecer ainda não está liberado se isso ocorrer não é de propósito continuando aquilo nem sempre é o pior para a sociedade que não faz parte dessa dela ao perseguir seu próprio interesse e freqüentemente provoca o móvel da sociedade mais efetivamente do que quando ele realmente pretende fazer então sem perceber procurando seu interesse ele provoca o bem da sociedade mais do que se ele quisesse ver então a economia estuda isso né as ações que as pessoas têm economicamente e ela dividirá hoje em duas partes era dividida na microeconomia micro economia e na macroeconomia macro-economia mia certo e vamos diferenciar as duas equipes seria a microeconomia a microeconomia economia michael quer dizer pequeno né economia individual é uma economia pequena de poucas pessoas então por exemplo são economias onde se avalia muito a decisão não tem muitas decisões a locações onde eu vou colocar cada coisa alocações decisões e recursos naturais e aqui em recursos naturais a gente tem a gente leva em conta não só a gente não leva em conta só as coisas da natureza e recursos naturais da economia para que ela se que exista então nós temos aqui os recursos naturais a gente considera a água a comida né o dinheiro os empregos das pessoas tudo isso tá então na macroeconomia o que eu tenho na macroeconomia microeconomia marca palavra macaco quer dizer grande então economia global uma economia geral que envolve milhões de pessoas né essa economia macroeconomia ela na economia agregada da economia agregado ou seja não é de um indivíduo são ações da mícron sua ação é pra você aqui agregada sua ação reflete em várias pessoas é uma economia política né porque são decisões que não afetam só você né ela mexe com altos e baixos e altos e baixos então são coisas diferentes você trabalhar a microeconomia que é uma coisa que você procura para você ou para sua família coisa pequena ea marca que são decisões que você toma que atinge milhões de pessoas se a gente voltar aqui ou na própria na própria fase doado a gente usa um pouco aqui de filosofia né a gente usa filosofia que são os pensamentos a gente pensa tenta montar uma idéia para tomar uma decisão né a gente tomar decisões e aí para se tomar decisões uma coisa muito boa que a economia faz ela sempre fica e essa simplificação que ela faz a gente pode usar para simplificar a matemática então usa se muita matemática na economia tá então a gente usa por exemplo gráficos né pra que serve isso você toma uma decisão certa mas o que acontece esses gráficos e essas essas simplificações são perigosas em parte porque porque às vezes as conclusões são fortes tá então você tem que tomar cuidado com um tipo de simplificação que está fazendo porque na matemática se pode chegar à conclusão os fortes e isso pode assustar na macroeconomia nós temos o que nós temos milhões de interesse milhões de interesses porque são os milhões de pessoas e interesses opa interesse nós temos milhões de interesses e aí quando eu vou resolver uma coisa que eu faço eu faço uma suposição ea minha sua posição através da matemática a matemática é boa porque ela consegue provar é o que eu estou fazendo eu vou chegar na minhas conclusões certo ou nas minhas previsões porque porque minhas previsões vão me ajudar a resolver o problema né e aí também usando a matemática também é um perigo porque as conclusões podem ser forte nós temos que tomar cuidado com isso também é quando você vai fazer uma previsão ou chegue a uma conclusão então nós temos que tomar esse devido cuidado certo tal matemática é muito usada mas tem que se manter o pé chove tem que voltar aos seus instintos né pra você não usava uma conclusão baseada em dados que realmente não vão servir para nós aí nós temos aqui ó quero mostrar para vocês duas pessoas boas situações nós temos o economista o alfeite 9 falou o seguinte o economista é um homem que afirmou óbvio em termos do incompreensível incompreensível esse termo que ele usou aqui ó óbvio é uma coisa que todo mundo já sabe ele afirma móvil em termos do incompreensível porque é incompreensível aqui se refere à matemática ele usa a matemática que para alguns é uma linguagem complicada né então ele é um homem que afirmam óbvio ele fala o que já sabem usando termos incompreensíveis ano a matemática para comprovar isso é uma outra situação que nós temos é do lar espírita que ele fala um economista é um especialista que saberá amanhã porque as coisas que ele pediu ontem não aconteceram hoje porque ele fala isso porque nós está ele está falando da macroeconomia ea macroeconomia quando você tá com milhões de pessoas milhões de interesses você faz oposições então você faz suposições essas suposições não são exatas né por exemplo o que eu vou fazer o que vai acontecer se eu tomar essa decisão quanto tempo vai demorar quais as conseqüências dessa decisão não são coisas exatas não são coisas assim certeza que vai acontecer então ele previu que pode acontecer e amanhã ele vai entender porque é que não aconteceu ele vai te dados pra falar isso então é um sucesso como uma ciência cheia de suposições e aí a gente volta aqui ó como nós vimos a macroeconomia são milhões de interesses são suposições que a matemática ajuda a comprovar e explicar gerando conclusões e previsões porém a matemática pode te levar para um caminho que não é o melhor então você tem que manter seus pés no chão sua intuição certo é isso