If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:13:53

Transcrição de vídeo

nesse vídeo nos próximos nós vamos estar estudando álbum chamado oferta agregada e demanda agregada na verdade nós vamos iniciar com a demanda agregada pra depois a gente falar sobre a oferta agregada o que eu quero enfatizar nesse vídeo é que de muitas formas tanto a oferta quanto a demanda agregada vão se parecer com a oferta ea demanda tradicional mas eu quero enfatizar que existem algumas diferenças entre elas principalmente dependendo do contexto econômico que nós estamos falando aqui nós temos a macroeconomia e nós estamos olhando para a economia como um todo pelo menos essas são as idéias de macu e aí pra fazer uma comparação vamos revisar um pouco sobre o micro sobre as idéias micro econômicas tanto de oferta quanto de procura para fazer isso a gente pode focar em um mercado particular talvez no mercado de barras de chocolate nós já vimos isso muitas e muitas vezes quando estávamos estudando a microeconomia no eixo vertical nós podemos colocar o preço por unidade da barra de chocolate e no eixo horizontal nós teríamos a quantidade comprada ou vendida em um determinado período de tempo nós vimos que a curva de demanda tende a ser inclinada para baixo e seria algo parecido com isso aqui na verdade existem várias maneiras de interpretar isso e uma maneira de interpretar quando os preços estão elevados as pessoas vão dizer por que comprar essa barra de chocolate eu poderia comprar outras coisas com o dinheiro que me deixaria tão ou mais feliz que a barra de chocolate aí por isso que eles vão comprar uma baixa quantidade de chocolates a um preço baixo daqui é um preço baixo as pessoas vão dizer o seguinte olha esse negócio é bom eu posso comprar chocolates são tão baratos e aí por isso vou comprar um monte deles em vez de comprar outras coisas pirulitos e sorvetes eu só vou comprar chocolate então com isso eles vão comprar uma grande quantidade de chocolate essa é uma forma de interpretar essas informações a outra seria através da curva de benefício marginal quando estamos falando sobre as primeiras unidades de chocolate para serem produzidas existe alguém que gosta tanto de chocolate que teria a alta disposição de pagar por ele isso porque existe um benefício alto pelas primeiras unidades mas à medida que você tem mais unidades o benefício incremental ou seja o benefício a mais para o mercado vale cada vez menos você pode ver como essas pessoas ainda gostam de chocolate mas não tanto quanto os primeiros que compraram ou seja as pessoas que compraram aquelas primeiras unidades é por isso que você tem uma curva inclinada para baixo quando pensamos sobre a demanda agregada vai ser algo muito semelhante mas a idéia é bem diferente por isso que eu vou fazer de uma cor diferente para mostrar que é diferente então agora nós estamos na versão macu estamos falando sobre a demanda agregada a primeira coisa a entender é que estamos falando de demanda agregada então estaremos pensando na economia como um todo e não apenas no mercado de só um bem ou serviço na demanda agregada no eixo horizontal nós não plantamos a quantidade não só a quantidade comprada ou vendida de um bem ou serviço em um período nós vamos plantar a produção efetiva da economia em um dado período de tempo e nós já estudamos isso nós falamos sobre a produção real da economia em um determinado período de tempo e isso inclusive é chamado de pib real nós vamos plantar aqui nesse eixo o pib real o quanto realmente estamos produzindo eu acho que há uma analogia quantidade uma espécie de quantidade da produtividade da economia e aqui nesse eixo nós plantamos o nível dos preços isso são os preços isso aqui não é o preço de um bem ou serviço não há um preço para barra de chocolate isso é o nível geral de preços na economia talvez você use uma média ponderada ou como você quiser medir alguma forma qualquer de medir o nível de presos e da economia o que vamos ver aqui é que essa é uma curva inclinada para baixo ela se parece com isso pelo menos podemos assumir isso nós realmente não sabemos se ela é dessa forma mas os economistas vão dizer que se parece realmente com isso tendo como base certas teorias eles gostam desse jeito porque explica com base nos seus modelos e você pode separar os aspectos emocionais da economia é uma forma de potencialmente explicar os ciclos econômicos isso aqui está dizendo e é um pouco contra intuitivo de início que se os preços são elevados e raramente esse extremo não é como se o pib fosse zero mas vamos supor que é simplificado assim talvez eu desenhar algo assim pra que eu não preciso declará que se os níveis estão em um certo nível não haverá pib geralmente se os preços são elevados o pib se contrairá lembre-se ceteris paribus todo o resto é constante dos preços são baixos o pib vai crescer e está acontecendo por razões completamente diferente dessa inclinada para baixo essa inclinada para baixo o efeito de substituição quando os preços são altos as pessoas dizem não preciso comprar chocolate posso comprar sorvete ou qualquer outra coisa que me faça feliz e quando os preços estão baixos essas pessoas vão dizer deixe me substitui outras coisas por chocolate porque eu estou fazendo um bom negócio com os chocolates agora aqui não é isso que está acontecendo que está realmente acontecendo aqui existem algumas teorias que os economistas usaram para justificar essa curva de demanda agregada inclinada para baixo deixa eu deixasse claro se a demanda agregada então isso aqui basicamente está dizendo quanto de produtividade haverá na economia como uma função dos níveis de preços na economia e isso que é a demanda agregada e aqui nós temos apenas a demanda bem vamos falar um pouco sobre as teorias existem três fatores principais que os economistas acreditam bastante e que explicam o porquê dessa curva está inclinada para baixo a primeira chamada de efeito riqueza o efeito riqueza é apenas um modo de dizer e mais uma vez isso não é intuitivo que na minha mente quando começa a dizer os preços caíram eu começo de seus preços caíram os salários caíram talvez os lucros caíram as pessoas ficaram menos otimistas a economia vai encolher isso não é o que estamos dizendo neste gráfico aqui lembre-se ceteris paribus todo o resto é constante estamos apenas surfando aqui que se tomar mas esse cenário esse cenário em que os preços devam cair todo o resto da economia vai ser igual o emprego não mudou os lucros não foram alterados o otimismo das pessoas não mudou a única coisa que muda é as pessoas acordarem um belo dia e tudo na economia está a metade do preço do que era antes as pessoas têm as mesmas poupanças a mesma quantidade de dinheiro em suas carteiras se isso acontecer com todas as coisas sendo iguais elas vão dizer o seguinte olha com a mesma quantidade de dinheiro que eu tenho na minha carteira agora eu posso comprar mais eu me sinto mais rico e seu efeito riqueza eles vão dizer eu vou demandar mais eu vou demandar mais produtos e serviços porque com o que eu tenho no meu bolso eu posso comprar mais coisas do mesmo modo se por algum motivo as pessoas acordarem na manhã seguinte lembre-se todas as outras coisas são iguais e aí se o preço de tudo dobrar elas vão dizer meu deus eu não posso comprar mais nada tudo está muito caro eu vou ter que comprar - eu vou demandar menos bens e serviços o efeito riqueza uma teoria que explicaria com todas as outras coisas sendo iguais claro por que você teria essa curva de demanda agregada inclinada para baixo a outra terrorista relacionada com as taxas de juros e eu vou chamar isso de efeito de poupança e taxa de juros você pode imaginar se antes a barra representou a quantidade total de dinheiro que alguém tinha em seus bolsos e isso é o quanto eles precisavam para gastar em bens e serviços para ter uma vida feliz agradável e produtiva isso é o que elas iriam inicialmente economizar agora de repente as coisas ficaram muito mais baratas poderiam gastar menos em bens e serviços se elas agora vão gastar um certo montante em bens e serviços elas podem economizar muito mais novamente eu quero frisar isso aqui bem com você todas as outras coisas são iguais se todo mundo acordasse amanhã e todas as coisas fossem metade do preço as pessoas poderiam gastar menos nas coisas que precisam e poderiam economizar muito com mais dinheiro nós já vimos que na poupança ou seja quando as pessoas economizam dinheiro isso vai para o sistema financeiro você economiza e coloca em um banco e ele é emprestado para outros então quando você tem um aumento de poupança onde todas as outras coisas são iguais quando os preços caem então a poupança sob o que significa que a oferta de empréstimo ou dinheiro para sempre o estado também vai sumir nós já vimos em um vídeo anterior que se aumentarmos a oferta de dinheiro para empréstimo o preço de pedir empréstimo vai cair outra maneira de pensar nisso são as taxas de juros às taxas de juros vão cair e quando as taxas de juros caem torna-se mais barato você gasta menos juros para emprestar dinheiro e fazer investimentos emprestar dinheiro construir uma casa emprestar dinheiro construir uma fábrica emprestar dinheiro comprar inventário as taxas de juro caem e isso estimula o investimento e que mais uma vez causariam uma expansão na economia você teria mais bens e serviços sendo produzidos olha isso aqui é uma situação onde os preços caíram agora se por outro lado os preços subirem de repente as pessoas vão ter que gastar mais dinheiro mais do seu dinheiro em coisas que elas pensam e precisam para sobreviver e ser feliz assim haverá menos poupança e se há menos poupança há menos dinheiro para ser emprestado haverá maiores taxas de juros e haverá menos investimentos então o pib real e lembre se quando eu digo pib aqui talvez chame de pib real o pib real vai cair à terceira teoria que nós temos de pôr que os economistas que gostam de colocar essa curva inclinada para baixo é que a oferta e demanda agregada pode causar ciclos de negócios por isso que o terceiro efeito aqui eu vou chamar de efeito cambial o efeito cambial ou taxa de câmbio então continuam nessa linha de raciocínio vamos dizer novamente que os preços caíram sendo assim as taxas de juros vão cair porque há mais dinheiro para ser emprestado nessa economia nessa moeda se as taxas de juros caírem os investidores podem dizer eu só consigo taxas baixas no meu país porque eu não conversei com meu dinheiro em outras moedas onde eu posso conseguir taxas de juros mais elevadas então se as taxas de juros caírem as pessoas convertem a moeda convertem a moeda para outra moeda talvez antes se estivéssemos falando aqui do brasil e talvez as taxas de juros estejam realmente baixos aqui no brasil mas são maiores do que por exemplo portugal talvez porque os preços não caíram tanto lá as pessoas podem dizer o seguinte olha vou converter aqui o meu dinheiro para euro quando elas estão convertendo de uma moeda para outra inclusive vou fazer um vídeo me aprofundando um pouco mais a respeito de câmbio tá mas vamos dizer que as pessoas aqui estão convertendo reais para yu isso significa que há uma oferta maior de reais e mais demanda por euro o preço do real em relação ao euro vai cair o real vai enfraquecer em relação a outras moedas se o real continuar se enfraquecendo em relação a outras moedas inclusive eu vou me aprofundar um pouco mais nisso quando falar sobre o câmbio mas se o real se enfraquece em relação a outras moedas os produtos e serviços brasileiros vão aparecer mais baratos para as pessoas que estão em portugal por exemplo se oferecer um carro aqui no brasil por dez mil reais vamos dizer que esse carro seja 10 mil reais que em euros vai ser cinco mil euros mas agora como real enfraqueceu esses dez mil reais agora vão ser apenas quatro mil euros os consumidores estrangeiros vão dizer o seguinte nossos carros no brasil ficam mais baratos quando observamos com a nossa moeda assim cada vez mais eles vão querer comprar coisas aqui do brasil e com isso o brasil vai exportar mais claro estou usando o exemplo de um carro mas nós podemos falar um pouco mais de um agronegócio já que tem mais a cara do brasil de exportação porque quando falamos em exportação o brasil ainda é um grande exportador de produtos agrícolas mas continuamos se houver mais demanda por bens e serviços brasileiros o pib vai crescer e isso está relacionado a baixas taxas de juros levando as pessoas a levar a moeda para fora ou trocar moeda que estamos falando ando que vai acabar deixando a moeda mais barata fazendo com que os produtos e serviços nacionais fiquem mais baratos para o resto do mundo e isso vai acabar aumentando as taxas de exportações e do direto ao ponto a gente pode dizer que se de repente o nível de preços em reais ficou menor as pessoas vão dizer olha existem bons negócios no brasil e com isso as exportações vão aumentar novamente falando quando a gente tem um baixo nível de preços nós podemos ter um crescimento do pib obviamente se os preços aumentarem a dinâmica oposta vai ocorrer