If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:11:45

Transcrição de vídeo

neste vídeo nós vamos colocar mais detalhes na equação tá despesas planejadas usando a cruz keynesiano tá então vou abrir um espaço aqui pra gente fazer isso obviamente vai colocar na nossa equação aqui a nossa equação despesa planejada é despesas planejadas é igual ao consumo agregado eu vou escrever aqui do gent contêm livros que esse consumo ele é uma função do da receita agregada do da renda agregada e de t queda em bolsa tá quando se quer falar que um é viável em função da outra na matemática a gente escreve que f é uma função que cheias de pênaltis neste caso o consumo depende da renda agregada e das taxas certo então vou colocar isso aí mas meus investimentos planejados mas os gastos do governo mas minhas recordações livres essa equação nós vamos adotar para o nosso procedimento a nossa explicação que estes valores aqui que estes valores aqui são constantes e neste exemplo o que eu vou fazer eu vou adotar que o meu tempo também é o meu te aqui vai ser constantes nos gastos de tributos vai ser constante então como eu sei que o meu consumo ele é definido por duas variáveis mas eu sei que a equação de ele é consuma autônomo mais propensão marginal de consumo que multiplica a renda - os impostos eu posso transformar isso aqui consumo autônomo propensão marginal de consumo ver vezes a renda agregada menos propensão marginal de consumo vez imposta não vou substituir isso aqui na minha condição então vou ter isso aqui ó meu minha despesa planejada vai ser igual ao que eu tenho ali eu tenho o consumo autônomo mais aliás eu já vou juntar roupa já vão juntar o os valores aqui que são não dependentes a são independentes não imagina é a propensão marginal de consumo vez as taxas mas a pessoa marginal de consumo vezes a renda agregada e aí nós vamos pegar isso aqui isso aqui é perto né não vou pegar esse aqui repetir aqui colocar aqui beleza lá que eu vou fazer agora eu vou juntar esses dois aqui o reescreveu isso daqui da seguinte maneira a despesa planejada vai ser a minha propensão marginal de consumo vezes a renda agregada mas 0 menos propensão marginal de consumo vezes a taxa mas eu já tinha o que eu quero fazer aqui agora quer fazer o seguinte eu quero te mostrar o seguinte essa parte aqui é minha parte dependente ou dependendo da renda pra dar pra ter esse valor e essa parte aqui são todos os meus valores constantes não vai mudar certo isto aqui é tudo com cidade perfeito então nós estamos assumindo que a taxa constante né então esses valores mas ao contrário eu posso eu posso criar um gráfico disso eu vou criar um gráfico isso aqui então é voltar a salinha que vai ficar assim ó aqui na vertical eu tenho minhas despesas e aqui na horizontal eu vou ter o que minha renda então as minhas despesas como nós já vimos no gráfico anterior lá é esse gráfico que amarela e roupa eu vou fazer assim vou pegar aqui minhas despesas tão certo aqui a minha tristeza planejado e feito e aí eu tenho uma situação de equilíbrio que a situação de equilíbrio é que situação que para cada 1 real gasto eu tenho um real para cada um recebido o gasto real é um para um ou seja se eu gastar 10 eu vou receber 10 ou gastar 10 se eu receber 20 eu vou receber e julgar essa 20 e assim vai tem uma equação mais ou menos assim é você fazer uma reta que certinho mais ou menos assim essa minha situação de querer situação legal né então existe aqui eu vou apagar o que eu já tinha feito para não confundir não foi só uma ajuda a fazer gráfico então apaga aqui então este ponto aqui é o ponto aí dá certo e e este ponto aqui é o ponto de situação de equilíbrio certo que acontece agora vamos analisar com muito cuidado isso eu tenho uma situação onde o pleno emprego né onde tudo que recebe gasta existe a situação a cruz que que nem ela nos lado ajuda a analisar o seguinte existe a situação onde a renda é maior se a renda é maior o que vai acontecer aí eu fiquei abaixo da situação de equilíbrio eu estou gastando menos então ó existe a situação que o gasto menos do que eu podia estou produzindo muito não estou gastando então aqui eu vou ter uma sobra então aqui eu vou ter uma sobra certo isso que gera um acúmulo o acúmulo de de que de inventar então aqui eu vou ter um acúmulo de inventar mas existe a situação teu está antes do ponto de equilíbrio como nós já dissemos no vídeo e aí nessa situação antes do ponto de equilíbrio vou voltar aqui certo eu estou gastando mais o perdão gastando mais aqui é o ponto de equilíbrio é aqui que eu voltar eu voltar nesse ponto em cima eu vou tá aqui ó ó então voltar gastando mais do que está produzindo então na situação y à frente do ponto de equilíbrio eu estou gastando uma quantidade de mar menos dinheiro do que tem mercadoria vai sobrar na categoria essa situação aqui eu estou gastando mais do que tem mercadoria então isso aqui vai gerar uma falta de mercadoria o que ocasionou o que esse cara produzir mais produzir mais e gastar mais ele tende a impor de equilíbrio na outra situação ele está produzindo menos que tá tá sobrando então ambas as situações é natural isso aqui tá a gente ele tem aí o ponto de equilíbrio certo só que nós temos uma situação que é a seguinte esse o ponto de equilíbrio não foi o ponto ideal esse é o meu ponto ideal entre essa análise aqui muito importante que é o seguinte esse meu ponto ideal for um ponto antes acima do ponto de equilíbrio aqui ó esse é o ponto ideal pontos do plano ideal pra mim pode não ser do pmdb mas é o que eu quero e aí você vai observar que você vai ter uma situação em que você está gerando acúmulo aí é uma coisa muito importante que é intervenção como a sua intervenção bom eu não tenho como dessa equação porque tudo é constante mas o governo pode resolver o seguinte não eu vou dar um incremento no meu gasto eu vou dar um incremento quando ao governo tal incremento nós temos aqui ó você lembra a curva do governo então se esse governo subir um pouquinho a minha reta aqui vai subir um pouquinho então o que vai acontecer com o meu gráfico aqui o que vai acontecer aqui é o seguinte ó eu vou não vou subir essa reta então um delta g olha o que aconteceu o delta g vai subir a minha reta delta g aí essa reta vai ficar aqui ó ela vai seguir essa inclinação mas ela vai ficar aqui isso aqui é meu ep mudado agora eu cheguei no ponto em que ele e se você observar esse delta g gerou uma variação aqui de receita olha só uma variação lugar ficou o governo geram a variação na minha receita e você pode observar que a variação do gasto do governo é menor que a variação da receita isso vem do que nós já vimos em outros vídeos do efeito multiplicador então aquele efeito multiplicador que nós vimos quando se gasta ser coloca certo valor na economia ele ele é multiplicado pode ser visto aqui ó eu aumentei um pouquinho gaza o governo e houve um dispêndio maior um com sua renda maior ms isso tudo promover para o pond aquele papel ponto que eu quero né onde tudo que se ganha se gasta ou seja você tem um pequeno incremento mais um grande resultado é isso que nós queremos mostrar novas e beleza