If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:9:38

Transcrição de vídeo

a gente costuma ouvir muito sobre a taxa de desemprego e isso é um indicador econômico muito importante nesse vídeo eu vou te explicar como essa taxa é calculada inclusive eu vou fazer um gráfico vamos dizer que esse círculo e quero te falar que eu vou fazer esse vídeo que baseado no cenário americano tudo bem mas a gente pode fazer um paralelo com o cenário aqui brasileiro claro ponto anos devido às diferenças vamos dizer que esse círculo representa a população dos estados unidos e ouvir no google que são 304 milhões de pessoas aproximadamente isso inclui todas as pessoas e isso inclui até mesmo as crianças mas se estamos falando sobre desemprego as crianças não são relevantes por enquanto a parcela da população pela qual departamento de estatísticas trabalhistas têm interesse são pessoas com 16 anos ou mais sabemos que em novembro eram 236 milhões de pessoas nos estados unidos mas existe ainda outro subgrupo pois nem todos com 16 anos ou mais estão qualificados ou dispostos para trabalhar podem estar por exemplo estudando ou prestando serviço militar ou podem estar aposentado os o subgrupo de pessoas com idade suficiente para trabalhar chama-se força de trabalho em novembro nós tínhamos 154 milhões de pessoas ainda um subgrupo de indivíduos dentro da força de trabalho que o departamento de estatísticas trabalhistas considera desempregados e aqui são representados pela cor laranja e que atualmente novamente no cenário americano são 15 milhões 15 milhões de desempregados a fórmula básica para calcular a taxa de desemprego que nós veremos um pouco mais adiante vai ser igual ao número de desempregados dividido pela força de trabalho ea força de trabalho composta pelo número de desempregados mais o número de empregados nesse exemplo para calcular a taxa de desemprego a gente vai pegar 15 milhões de desempregados então a gente coloque 15 milhões no numerador e no denominador será o total da força de trabalho então seria o 15 milhões mas como nós temos 15 milhões de desempregados para saber o número de empregados basta pegar os 154 menos 15 assim a gente vai ter 139 milhões de pessoas que estão trabalhando então número aqui a 139 o número é 15 somando os dois temos a força de trabalho seja 154 milhões de pessoas isso é bem simples e direto fazendo as contas vamos encontrar quase 10% mas eu quero enfatizar as definições de desemprego de força de trabalho porque é diferente da forma como termo é usado para o departamento de estatísticas trabalhistas desempregado e àquele que não trabalha mas está procurando e como se calcula a procura por trabalho seria quando alguém procurou por trabalho nas últimas quatro semanas se eu estava à procura de trabalho estava distribuindo o meu currículo mas fiquei cansado de tantas entrevistas e resolvi ir descansar por cinco semanas então eu não sou mais considerado desempregado e é muito importante pensar nisso se a economia estava baixa vamos supor que na primeira semana eu estava no grupo de desempregados eu não tenho trabalho mas estou procurando eu estaria aqui faço parte da força de trabalho não tem um trabalho mas estou procurando digamos que após várias semanas eu fiquei cansado e resolva parar por alguns meses eu decidi parar de procurar trabalho até que a economia melhore o que acontece nesse cenário é que eu passo a fazer parte do grupo de pessoas que estão fora da força de trabalho em vez de estar na força de trabalho ou nesse grupo de empregados se eu fico mais de quatro semanas sem procurar trabalho e sem procurar emprego eu passo a fazer parte de outro grupo chamado trabalhadores desalenta as pessoas que não estão na força de trabalho então eu saio da força de trabalho e de repente eu saio do numerador e também saiu do denominador a isso pode acabar melhorando a taxa de desemprego eu quero deixar isso bem claro porque não é uma noção comum a economia pode estar muito ruim mas só por causa da minha saída do mercado de trabalho a taxa de desemprego vai melhorar eu vou demonstrar isso de uma forma simples para deixar mais claro vamos imaginar o mundo em que o total da população adulta digamos que a população adulta seja de três pessoas então há três adultos três adultos são pessoas com idade para trabalhar vamos dizer que a parcela dessa população que consideramos a força de trabalho sejam duas pessoas claro são valores em reais mas será mais fácil de entender o cálculo vamos dizer que desses dois indivíduos na força de trabalho vamos dizer que um deles esteja desempregado novamente falando é um exemplo simples a dois indivíduos na força de trabalho um deles está desempregado e o outro tem trabalho ea um terceiro adulto que talvez seja um estudante ou dona de casa o aposentado não se sabe ao certo vamos dizer que eu seja este desempregado eu estou desempregado certo esse sou eu até estava procurando trabalho mas um dado momento não fui escolhido por tantas vezes e as notícias eram tão alarmantes que eu simplesmente decidiu fazer uma pausa para descansar ou talvez eu tenha ficado tão depressivo com as dificuldades da vida que eu parei de procurar trabalho eu fiquei desanimado de acordo com o departamento de estatísticas trabalhistas eu não faço mais parte isso é antes quando eu ainda estava tentando agora se eu desistir se eu ficar tão desanimado ao ponto de não procurar trabalho por mais de quatro semanas então haverá uma nova forma de fazer aquele gráfico de três pessoas ainda teremos três adultos mas agora não sou mais desempregado já que desistir eu não faço parte da força de trabalho porque não estou procurando emprego agora o número total da força de trabalho é apenas aquele único indivíduo que tem trabalho uma pessoa com isso não haveria desemprego já que ninguém na força de trabalho está sem trabalho eu passaria a fazer parte desse grupo aqui eu gostaria que esse sou eu ea intenção era desenhar um grupo e eu acabei fazendo uma carinha triste esse sou eu o que aconteceu nesse cenário a taxa de desemprego era de 50% 1 / 21 dividido pelo total de força de trabalho assim nós teríamos 50 por cento de desemprego claro obviamente um valor real mas nessa situação em que eu saí da força de trabalho por estar tão desanimado agora eu não sou mais cotado e com isso agora nós temos 10 por cento de desemprego nós estamos olhando superficialmente os números considerando outros cenários possíveis em que o numerador ou denominador muda quando alguém se desanima ou decide se tornar dona de casa ou voltar a estudar ou sai do serviço militar seja lá o que for o que eu quero te mostrar que agora é algo interessante que acontece a economia estava tão baixa que eu saí da força de trabalho e porque saí da força de trabalho a taxa de desemprego parece ter ficado positiva estava com 50 por cento e foi para 0% é claro que em um mundo real não acontece essa mudança radical porque são mais do que três pessoas são 304 milhões de pessoas isso nos estados unidos por isso que eu quero te mostrar como esse cálculo pode variar não acredito que haja intenção de enganar mas é preciso determinar conceitos sobre a composição da força de trabalho ou seja essa noção de procurar um trabalho nas últimas quatro semanas se por exemplo seu cunhado mora no porão de sua casa você poderia considerar o desempregado mas para o departamento de estatísticas trabalhistas como ele não tem procurado trabalho nas últimas quatro semanas ele será um trabalhador desalentado