If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal

A ágora de Atenas e a experiência na democracia

Palestrantes: Dr. Steven Zucker e Dra. Beth Harris. Criado por Steven Zucker e Beth Harris.

Quer participar da conversa?

Nenhuma postagem por enquanto.
Você entende inglês? Clique aqui para ver mais debates na versão em inglês do site da Khan Academy.

Transcrição de vídeo

(jazz ao piano) Estamos observando a Ágora. o espaço público mais importante de Atenas no século V a.C. Se no caminho sagrado, no topo da Acrópole estavam os lugares sagrados de Atenas, Aqui na base era o lugar do discurso público, o coração da experiência democrática ateniense. No século V vemos essa abertura para que os cidadãos participassem do governo. Mas Atenas não era o tipo de democracia que pensamos no ocidente. Os cidadãos de Atenas não votavam em seus representantes no governo, mas participavam diretamente. Numa eleição, qualquer grande orador, ou alguém particularmente rico poderia se tornar politicamente poderoso, e cargos eram ocupados rotativamente e não por eleição. Havia poucos cargos votados. Eram cargos que exigiam determinadas habilidades. Por exemplo, Péricles foi reeleito para ser general 15 vezes. Ele foi o líder ou presidente de Atenas durante um período de cerca de 30 anos. Mas é importante lembrar o que queremos dizer com as ideias de democracia que se iniciaram e se formularam aqui. Elas eram muito limitadas. Para fazer parte da vida pública, e ser parte das decisões governamentais, você tinha de ser um cidadão, e para ser um cidadão, você tinha que ser homem, e ateniense. Na verdade, Péricles, o grande general ateniense, restringiria as regras, de modo que seus dois pais deveriam ser atenienses para que você pudesse participar. Dentro do museu, podemos ver exemplos da democracia em ação. Há máquinas primitivas para escolher os componentes dos júris. Também vemos inscrições em pequenas peças de cerâmica que eram usadas para votar pelo ostracismo de líderes públicos considerados corruptos. Então se um cidadão era considerado usurpador do poder, os cidadãos poderiam votar por seu ostracismo e ele deveria deixar Atenas. Esse é um bom lembrete de que havia muitas restrições contra qualquer pessoa que assumisse um poder político excessivo. Mas também, foi durante o século V, que a filosofia por trás do governo democrático foi estabelecida. e provavelmente a mais famosa expressão sobre isso foi escrita pelo historiador Tucídides, que escreveu sobre a Guerra do Peloponeso, que foi a guerra entre os atenienses e os espartanos, e Tucídides reconta em sua história um discurso fúnebre dado por Péricles nos estágios iniciais da guerra com Esparta. "Se observarmos nossas leis, elas proporcionam "igualdade de justiça para todos em suas diferenças particulares. "Se o avanço da posição social na vida pública "requer a reputação por capacidade, considerações de classe "não devem interferir no mérito. "Nem a pobreza deve impedir o caminho. "Se um homem é capaz de servir ao estado, "Ele não é prejudicado pela obscuridade de sua condição." O que Péricles por meio de Tucídides fala aqui, é sobre a noção de meritocracia, e que nenhuma habilidade de uma pessoa capacitada é perdida por ter nascido sem riqueza. E a ideia de igualdade perante a lei. Esses são os princípios fundamentais das ideias ocidentais de democracia. Não é surpresa ver Atenas no século V a.C e exaltá-la talvez um pouco demais em algumas ocasiões. Especialmente considerando sua fragilidade, limitações, e sua curta duração. Este é um espaço que começou como um lugar para negócios, de compra e venda e gradualmente durante o período arcaico e depois o clássico, se tornou o lugar do governo com prédios administrativos, e também alguns lugares sagrados, apesar de o principal lugar sagrado ser, é claro, na Acrópole. Também temos estruturas cada vez mais substanciais construídas no século V na Ágora, e uma das mais importantes é chamada de Stoa. As pessoas teriam feito negócios aqui. Discussões políticas podem ter acontecido aqui. Todo tipo de vida cívica. Uma vez ao ano uma grande procissão percorria a Ágora em direção ao monte sagrado. Esse é o principal festival religioso em Atenas, dedicado a Atena a deusa que é a protetora da cidade. Podemos imaginar enquanto vemos a Ágora, uma procissão de atenienses caminhando em direção ao Partenon. Adoro ver a Ágora, e imaginar o grande filósofo Sócrates caminhando aqui, causando problemas, fazendo perguntas. Fazendo perguntas desconfortáveis que fariam dele um inimigo do estado ateniense. e levariam à sua execução. (música de jazz) [Legendado por Pedro Mota Byrro]