If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal

Laocoonte e seus filhos

Atanadoros, Hagesandros e Polidoros de Rhodes, Laocoonte e seus filhos, início do primeiro século d.C., mármore, 2,35 m de altura (Vatican Museums) Oradores: Dr. Steven Zucker e Dra. Beth Harris. Criado por Beth Harris e Steven Zucker.

Quer participar da conversa?

Nenhuma postagem por enquanto.
Você entende inglês? Clique aqui para ver mais debates na versão em inglês do site da Khan Academy.

Transcrição de vídeo

(música: "In The Sky With Diamonds" de Scalding Lucy) Estamos na câmara de um adorável pátio no Vaticano e agora estamos vendo Laocoonte. Laocoonte era um sacerdote Troiano e ele sabia que o presente que foi deixado fora dos portões da cidade de Tróia pelos Gregos, seus inimigos, era na verdade uma armadilha e ele tentou avisar a cidade. O presente era um cavalo de madeira preenchido por soldados Gregos. Uma deusa protetora dos Gregos não gostou disso, e para punir Laocoonte enviou serpentes para estrangular a ele e seus filhos. O interessante é que quando essa obra foi descoberta no século XVI ela foi imediatamente reconhecida pois percebemos que isso era compatível com a literatura que tínhamos do mundo antigo da Roma antiga segundo Plínio. Plínio, historiador da Roma antiga escreveu que ele havia visto uma escultura acerca do assunto no palácio do Imperador. No século XVIII, um importante conhecedor, ou historiador, um homem chamado Winklemann estava absolutamente convencido de que a obra datava do século IV A.C. Do período Clássico. Correto. Isso foi ao encontro dos desejos que os antiquários nutriam por uma escultura que pudesse ser localizada no tempo. Então surgiram os problemas. O primeiro deles é que os escultores apontados por Plínio podem ser seguidos apenas até o século I, não em um período anterior. Plínio também diz que a obra foi esculpida a partir de um bloco único de mármore, o que não é verdade. E, para complicar ainda mais, basta olharmos para a escultura. Essa escultura é repleta de dinamismo. Laocoonte está se retorcendo, há agonia, as serpentes são robustas. Há um imanente poder aqui e toda essa energia nós associamos não com o período Clássico na antiga Grécia mas com o Helenismo, datando do III ou II século. Na verdade, se assimila muito em estilo com as imagens que nós vemos no Altar de Pérgamo na forma como as figuras se movem e interagem conosco. Mesmo a sensação de agonia, de tragédia que é tão dramática toda a teatralidade, a ênfase na sinuosidade, todos esses elementos nós vemos no grande Altar de Zeus, em Pérgamo e esse estilo se fixa no Helenismo. A palavra que você empregou foi "sinuoso" e na minha opinião essa é uma boa palavra para pensar sobre a escultura e as figuras da Renascença que foram influenciadas por isso. A figure se torce no espaço. Suas pernas se movem para sua esquerda. Seu tronco para sua direita. Sua cabeça se move para trás à esquerda. É uma figura que se retorce em si mesma e é tão expressiva corporalmente que você pode ver quão importante isso será para Michelangelo. Tal como com tantas esculturas antigas, especialmente com complicadas como essa, a obra foi encontrada em fragmentos e embora posta em ordem, com os membros dispostos na posição que pensamos a que pertencem podemos estar enganados. Em especial com relação ao braço direito de Laocoonte. Ele foi reconstruído de diferentes maneiras e inúmeras vezes, mas da forma como está com o braço se movendo por trás de si é como nós historiadores concordamos. Mas, uma das coisas que as pessoas têm notado sobre a escultura é a terrível dor e agonia expressas pelas figuras mas também o simultâneo senso estético que nós contemplamos no corpo da figura. Então, a tensão é resultado do fato de que apreciamos a beleza da escultura, apesar da representação de uma enorme dor, uma grande tragédia e real agonia. (música: "In The Sky With Diamonds" de Scalding Lucy) Legendado por [ Jessica Mazzini ] Revisado por [Cainã Perri]