If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal

Proporção e escala

pelo Dr. Asa Mittman

Proporção

Proporção se refere à relação de partes de um corpo ou forma entre si, e das partes com o todo, por exemplo, o tamanho da cabeça de uma figura em relação ao corpo inteiro.
Policleto, Doríforo (Lanceiro), cerca de 450-40 a.C., cópia Romana Antiga em mármore da original em bronze, descoberta em Pompéia, 211 cm (Museu Arqueológico, Nápoles)
Policleto, Doríforo (Lanceiro), cerca de 450-40 a.C., cópia Romana Antiga em mármore da original em bronze, descoberta em Pompéia, 211 cm (Museu Arqueológico, Nápoles)

Escala

Escala é a relação das partes de uma imagem com a imagem como um todo, ou a algo no mundo fora da imagem, por exemplo, o tamanho da figura de um rei em uma imagem comparado com o tamanho da figura de seu servo na mesma imagem, ou o tamanho de uma estátua do rei em comparação com o tamanho de uma pessoa real. Começando pela proporção, podemos olhar novamente para Doríforos. Compararemos suas proporções com as de um Grupo de Altar de Benim com Oba (Rei) Akenzua I e Dois Atendentes.
As proporções de Doríforo foram estabelecidas de acordo com fórmulas matemáticas para criar uma imagem que o escultor acreditava representar o "homem ideal"
A Doríforo tem cerca de sete "cabeças" de altura, por assim dizer, enquanto que a Akenzua tem aproximadamente duas "cabeças" e meia de altura. Os membros da Doríforo cabem no intervalo de proporções humanas médias, enquanto as pernas de Akenzua são consideravelmente mais curtas do que o seu tronco.
Grupo de altar com Oba Akenzura I, Benin, Nigéria, século XVIII, latão, 63 cm. (Ethnological Museum, Berlim)
Grupo de altar com Oba Akenzura I, Benin, Nigéria, século XVIII, latão, 63 cm. (Ethnological Museum, Berlim)
Embora as suas proporções sejam bastante diferentes, ambos apresentam números considerados ideais pelas suas culturas. Doríforo incorpora literalmente o foco na beleza externa — de acordo com o gosto da época — que era prevalente na Grécia Clássica, enquanto a imagem de Akenzua mostra, com o alargamento intencional da cabeça, a maior importância do intelecto naquela cultura.

Escala hierática

Escala pode se referir a qualquer relação das partes com o todo, mas um tipo específico é de grande importância em muitos períodos: a escala hierática é uma escala baseada na importância relativa. Isto é, quanto mais importante for uma imagem, maior ela será em relação às imagens que a rodeiam. Isto é bem diferente da escala naturalista encontrada em obras organizadas usando a perspectiva linear, como a pintura de Perugino.
Perugino, Cristo entregando as chaves do Reino para São Pedro, Capela Sistina, 1481-83, afresco, 3,3 m x 5,5 m (Vaticano, Roma)
Perugino, Cristo entregando as chaves do Reino para São Pedro, Capela Sistina, 1481-83, afresco, 3,3 m x 5,5 m (Vaticano, Roma)
Akenzua, por exemplo, é consideravelmente maior do que as figuras que o rodeiam. Estes não são crianças, mas assistentes masculinos adultos. Mas não devemos supor que Akenzua é um gigante, mas sim que é muito mais importante do que os outros dois homens. Note também que os outros dois têm proporções bastante diferentes: as suas cabeças são muito menores em relação aos seus corpos, e seus braços e pernas são mais compridos. Isto nos mostra que as proporções de Akenzua são absolutamente deliberadas, não devido à incompetência, mas sim a um esforço consciente para transmitir um significado cultural.
Entretanto, antes de deixarmos esta obra, dois detalhes adicionais devem ser citados. Aos seus pés estão gatos pequenos, que na verdade são leopardos — símbolos tradicionais do rei — e por isso até mesmo os atendentes são relativamente gigantes. E abaixo dos gatos estão homens caídos, amarrados com as mãos para trás, decapitados. O simbolismo da decapitação como a morte mais desumanizante enfatiza a relevância da cabeça do rei que está acima deles.

Quer participar da conversa?

  • Avatar blobby green style do usuário Paulo Aguiar
    As máscaras africanas, principalmente do Império do Benim,constituem uma idéia muito forte para a escultura contemporânea.Comentários...
    (1 voto)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
    • Avatar piceratops tree style do usuário ArthurBarbosa
      As máscaras africanas são elementos culturais de grande importância para os diversos povos que habitam o continente africano, especialmente na região subsaariana. Elas são usadas em vários rituais e cerimônias, como nascimentos, casamentos, funerais, iniciações, curas e celebrações. Elas representam espíritos, antepassados, animais, deuses e personagens da vida cotidiana.

      O Império do Benin foi um dos mais poderosos e influentes da costa oeste da África, que existiu entre os séculos XIII e XIX EC. Ele se destacou pela sua arte, especialmente pelas suas esculturas e placas de metal, que retratavam os governantes e suas famílias, além de cenas históricas e religiosas.

      As máscaras africanas do Império do Benin eram feitas de diversos materiais, como madeira, marfim, latão e bronze14. Elas tinham formas variadas, como humanas, animais ou abstratas. Elas expressavam diferentes significados e funções, como a beleza, a autoridade, a proteção e a comunicação com o sagrado.

      Uma das máscaras mais famosas do Império do Benin é a Idia, uma máscara pendente de marfim que representa a mãe do rei Esigie (c. 1516 - c. 1550), que foi uma importante conselheira e guerreira. Essa máscara simboliza a força e a sabedoria femininas, além de ser um amuleto de boa sorte.

      As máscaras africanas do Império do Benin podem ser consideradas como uma fonte de inspiração para a escultura contemporânea, pois elas demonstram uma grande habilidade técnica e artística, além de uma riqueza simbólica e cultural. Elas também revelam a diversidade e a complexidade da história e da sociedade africanas, que muitas vezes são ignoradas ou estereotipadas pelo olhar ocidental.
      (1 voto)
Você entende inglês? Clique aqui para ver mais debates na versão em inglês do site da Khan Academy.