If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:6:20

Transcrição de vídeo

RKA - Olá, pessoal! Tudo bem com vocês? Hoje vamos conversar sobre textos que relatam experimentos no campo das ciências. Você gosta de ciência? Vamos, então, primeiro conhecer as etapas de um experimento para, então, conversar sobre como relatar esse processo. Preparados? Vamos começar por um experimento que reproduz um fenômeno bastante comum, que é frequente no nosso dia a dia: a chuva. Você sabe como acontece a chuva? Vamos compreender como isso ocorre, bem de pertinho? Para fazer essa experiência, precisamos separar os materiais. Vamos conhecer a lista de materiais utilizados para realizar essa experimentação: um pote de vidro com boca larga e tampa, um saco plástico, gelo, água quente o suficiente para preencher até metade do vidro. Agora, os procedimentos a serem executados. Vamos, então, às instruções: ferva a água e preencha até metade do vidro; então, tampe o recipiente com a água quente dentro; encha o saco plástico com gelo, amarre e coloque sobre a tampa do vidro fechado. O que acontece dentro do vidro? Agora, vamos descrever os resultados observados. É possível observar, depois de alguns minutos, que começam a se formar gotas de água dentro do vidro. E essas gotas começam a pingar dentro do pote, em um processo que se assemelha com a chuva. Diante do observado, o que é possível concluir? A conclusão é de que, quando o gelo é colocado sobre a tampa, começam a se formar as gotas de água dentro do pote, e isso acontece porque o ar quente vindo da água fervente vai entrar em contato com o frio do gelo, criando, assim, uma espécie de nevoeiro. Esse nevoeiro vai se transformar em gotas de chuva. Dessa forma se explica a condensação da água, ou seja, como se dá o fenômeno da chuva. Agora que o experimento já está feito e os resultados já são conhecidos, é hora de conversar sobre o registro dessas observações. Vocês perceberam como o experimento tem diferentes etapas? Assim também é o texto que constitui o relato desse experimento. O texto também possui suas diferentes partes. No relato de uma experiência, começamos com uma pergunta, apresentando o tema e chamando o interesse do leitor para o assunto da pesquisa: é a introdução. Depois, lemos a lista de materiais utilizados para que possa ocorrer a experiência. É necessário reunir essa lista de materiais. Logo a seguir, lemos as instruções e o modo de utilizar os materiais, o que fazer com eles. Podemos, também, chamar de método. Depois, é necessário observar o que acontece. É muito importante perceber quais aspectos devem receber maior atenção, para onde devemos direcionar o nosso olhar. Daí, poderemos descrever no texto os resultados observados. Podemos, no registro do nosso experimento, além do texto escrito, usar também tabelas e gráficos para organizar as informações, como os exemplos que vemos aqui. Na tabela, organizamos os dados, cruzamos informações, como o tempo, quantidades, entre outros dados possíveis que podemos observar. E em um esquema, temos uma representação gráfica que sintetiza ou resume o que estamos falando. Podemos observar aqui, por exemplo, um esquema que resume o ciclo da água, do qual estávamos comentando em relação à experiência descrita. Depois de fazer o experimento e observar, registrar todo o processo, qual conclusão podemos ter? Os cientistas trabalham observando os fatos, então, registrando, e, após todo esse processo, fica mais claro como chegar às conclusões partindo do observado, como as conclusões que mencionamos anteriormente. Busque, com seus colegas e seu professor, experiências para realizarem juntos, para que possam observar e registrar esses experimentos. Nos vemos no próximo encontro, com novos temas de estudo. Até lá!