If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:6:36

Transcrição de vídeo

oi bom dia boa tarde boa noite pessoal hoje a gente vai ver sobre narração mas a gente só vai ver narração em primeira e terceira pessoas quando você na você conta uma história e essa história pode ser contada de diferentes pontos de vista o ponto de vista definir quem vai comprar essa história e logo como essa história vai ser contada e isso porque quando você muda o ponto de vista você muda o jeito de contar a sua história a gente sabe quem conta a história é chamado de narrador e como a gente vai ver o narrador pode estar dentro ou fora da história a gente chama isso de diferentes focos narrativos porque eles são narrados de diferentes pontos de vista quando o narrador tá dentro da história na maior parte das vezes essa história vai ser contada na primeira pessoa e quando o narrador está fora da história e o texto vai ser narrado na terceira pessoa o narrador no geral é o intermediador entre a história eo leitor é que em conta para o leitor as coisas que vão acontecer então ele descreve ambientes apresenta personagens e mostra uma sequência de fatos por exemplo vamos ver esse exemplo aqui essa mulher que matou os peixes infelizmente sou eu mas jura vocês que foi sem querer logo eu que não tenho coragem de matar uma coisa vivo até deixe de matar uma barata outra vocês sabem que tive uma guerra da nada contra as baratas e quem ganhou nessa guerra fui eu eu fiz o seguinte para ganho dinheiro para um homem que só faz isso na vida matar baratas nesse texto você consegue ver quem tá contando história e o narrador o narradora começa a falando dessa mulher que matou os peixes e nos conta que essa mulher é ela mesma a própria narradora a própria personagem é a narradora da história se o homem que mata baratas estivesse contando essa história ele diria por exemplo fui chamado por uma mulher para matar baratas e isso ia mudar o ponto de vista da história mas nesse caso a protagonista da história que a mulher que matou os peixes é também a narradora dessa história nesse outro exemplo aqui eu peguei um texto da mesma escritora clarice lispector vamos dar uma lida na rua vazia as pedras vibravam de calor a cabeça da menina flamejava sentada nos degraus de sua casa ela suportava e ninguém na rua só uma pessoa esperando inutilmente no ponto do bonde e como se não bastasse seu olhar submisso e paciente o soluço interrompe a de momento a momento abalando o queixo que se apoiava com formado na mão que fazer de uma menina ruiva com soluço e foi quando se aproximou a sua outra metade nesse mundo um irmão em grajaú há a possibilidade de comunicação surgiu no ângulo quente da esquina acompanhando uma senhora e encarnada na figura de um cão e era um basset lindo e miserável doce sobre sua fatalidade era um basset ruivo lá vinha ele trotando à frente de sua dona arrastando seu comprimento desprevenido acostumado cachorro e nesse caso você sabe quem tá contando a história vamos analisar um pouquinho esse texto quando o narrador ou narradora diz a cabeça da menina flamejava ele ou ela tá falando de outra pessoa aquele também fala que fazer de uma menina ruiva com soluço ele faz uma pergunta e a gente não sabe bem quem tá pensando isso se a menina ou próprio narrador o narrador de sabe o que tá acontecendo na cena e conhece as personagens às vezes parece até conhecer o que elas vão pensando mas ele o próprio narrador não vai aparecer na história não tem como a gente saber quem está narrando a sua história então vamos lá a narração em primeira pessoa usa os pronomes a primeira pessoa do discurso eu e nós eu do singular em geral esses pronomes são usados por que o narrador vai poder falar do ponto de vista dele e na maior parte das vezes ele vai estar participando da história e por dentro da sua própria opinião ou contatos anteriores e também interagir com outros personagens da história e às vezes até que o leitor o narrador em terceira pessoa é um pouco diferente o que ele mais usa para descrever os fatos e falar dos personagens são os pronomes na terceira pessoa ele ela eles elas ele ela do singular e eles e elas do plural esse narrador não tá dentro da história então é muito como ele tem uma personalidade da opiniões pessoais ele faz observações gerais sem se colocar como alguém que opina dentro da história ele não é um personagem na história e na terceira pessoa a gente costuma haver dois tipos de narrador o observador e onisciente observador conhece história com a gente a partir dos fatos que acontecem e o onisciente e conhece tudo até coisas que aconteceram antes daquela história que está sendo contada e também os pensamentos dos personagens para resumir gente o narrador é quem faz a intermediação entre a história e o leitor a gente tem vários focos narrativos que mostram diferentes pontos de vista tem foco na primeira pessoa que quando o narrador usa bastante o eu ou nós porque ele normalmente vai estar dentro da história então pressão narrador-personagem que vai estar participando da história e ele pode ou não mostrar sua opinião dentro da narrativa e o narrador na 3ª pessoa se refere os personagens como ele ela eles elas e ele nunca vai ser um personagem da história mas a gente pode colocar ele em duas categorias o observador e onisciente ou seja que só observa história ou que sabe tudo inclusive os pensamentos do personagem a sua vez que tal você perceber nas suas leituras quem é o narrador seu personagem ou se é um narrador neutro que tá só observando ou então usa sua imaginação para fazer a sua própria história escolhe o tipo de narrativa e o tipo de narrador que você quer colocar nela bons estudos e até mais