If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:3:14

Transcrição de vídeo

RKA - Bom dia, boa tarde, boa noite, pessoal! Hoje a gente vai falar um pouquinho sobre "parênteses". Parêntese é uma pontuação e a gente vai ver algumas das suas funções. Veja esse exemplo aqui: "Há muito, muito tempo, há milhões de anos atrás, não existia nada na face da Terra (nada de nada, nem mesmo pessoas ou animais). Em contrapartida, o céu já era habitado: o Sol, a Lua, as estrelas... já lá estavam todos". Aqui, a gente tem uso de parênteses. Você consegue ver o porquê de eles estarem aí? Isso, para dar uma ênfase. Adicionar uma informação, explicar melhor o que está acontecendo e esclarecer o "nada" que existia na Terra. Olhe este outro exemplo: "Meu nome é Marcos Castro. Sou comediante, matemático, músico e game developer. Desde pequeno (...) eu tinha o sonho de um dia criar meu próprio jogo. (CASTRO, 2017, página 7)". E nesses casos, o que os parênteses estão fazendo? Primeiro, a gente usa reticências dentro deles para mostrar que tinha mais texto original de onde peguei esse trecho. E aqui está indicando a fonte, ou seja, eu tenho o sobrenome do autor, o ano do livro e a página. E isso tudo tem que vir entre parênteses, é uma forma de indicar a fonte. Veja esse texto teatral: "(Entram 4 crianças) Narrador 1: As cigarras e as formigas - fábula de Monteiro Lobato. Narrador 3: A formiga boa. (formigas entram e começam a trabalhar) Narrador 2: Houve uma banda de jovens cigarras (cigarras entram) que tinham o costume de ensaiar ao pé de um formigueiro. Cigarra A: Um... um, dois, três e... (Começam a cantar) (Formigas se divertem e dançam enquanto trabalham). Narrador 2: Só paravam quando cansadinhas; e ficavam felizes quando percebiam que divertiam as formigas que por ali trabalhavam. (As cigarras param de cantar e as formigas aplaudem)". Nesse caso, tudo o que está entre parênteses a gente chama de "rubrica": "entram 4 crianças", "formigas entram e começam a trabalhar", "cigarras entram", "começam a cantar", "formigas se divertem e dançam enquanto trabalham", "as cigarras param de cantar e as formigas aplaudem". É um texto que não é falado na hora da peça e serve só para o ator saber que ações ele deve tomar. Para resumir, os parênteses têm algumas funções: explicar uma coisa no meio do texto, fazer uma ressalva ou inserir a fonte da citação que você está utilizando. No texto teatral, tem uma função um pouquinho diferente, que é a da rubrica: para indicar ações para o ator ou modo como ele tem que falar as coisas. Sua vez! Que tal você tentar observar qual a função dos parênteses nos textos que você lê? Bons estudos e até mais!