Se você está vendo esta mensagem, significa que estamos tendo problemas para carregar recursos externos em nosso website.

If you're behind a web filter, please make sure that the domains *.kastatic.org and *.kasandbox.org are unblocked.

Conteúdo principal

O que são pronomes demonstrativos?

Nesta aula, apresentamos os pronomes demonstrativos: quais são, a que se referem e como são utilizados na língua portuguesa. Versão original criada por Khan Academy.

Quer participar da conversa?

Você entende inglês? Clique aqui para ver mais debates na versão em inglês do site da Khan Academy.

Transcrição de vídeo

RKA3JV - Olá, tudo bem com você? Hoje nós iremos falar sobre os pronomes demonstrativos. Você sabe o que são? Bom, você se lembra o que é um pronome? Um pronome é uma palavra que aparece na frase substituindo um nome ou acompanhando, vindo antes ou depois, fazendo referência a ele ou a toda frase. Já os pronomes demonstrativos, servem para demonstrar algo na frase. Eles indicam o lugar, a posição ou a identidade dos seres em relação à pessoa que faz o discurso. Ou seja, é com o pronome demonstrativo que eu consigo me referir de modo a demonstrar o lugar em que este algo ou alguém está. Vamos ver alguns exemplos para compreendermos melhor, tudo bem? As frases que eu trouxe de exemplo trazem diferentes pronomes demonstrativos em funcionamento. A primeira frase é a seguinte: "Naquele dia, eu encontrei com minha antiga professora." Depois, temos: "No lugar deste prédio havia um castelo, há muito tempo." "Falei com meu pai sobre o problema do cachorro. Isso precisa ser resolvido." Depois, nós temos a frase: "Este é o plano: nós esperamos o sujeito e o abordamos na volta para casa." Por fim: "Não concordo com o que eles dizem." Bom, estas cinco frases, como eu disse, trazem diferentes pronomes demonstrativos. No primeiro exemplo, conseguimos encontrá-lo logo no início com a palavra "naquele". Esta palavra, no contexto desta frase, vem para indicar um momento no tempo. Quando eu digo "naquele dia", eu estou preparando a frase que virá depois para algo que aconteceu no passado. No segundo exemplo, nós temos o pronome demonstrativo com a palavra "deste". Aqui, neste caso, o pronome demonstrativo serve para demonstrar um lugar. Sabemos que neste contexto existe um lugar e que neste lugar existe um prédio que antes dava espaço a um castelo. No terceiro exemplo, o pronome demonstrativo identificado com a palavra "isso", vem para demonstrar não um lugar ou um tempo, mas sim algo que acabou de ser dito na frase, referindo-se a ela própria. O pronome demonstrativo "isso" faz referência, neste exemplo, ao problema do cachorro. Este tipo de pronome demonstrativo é chamado de anafórico. Isso porque ele surge para ressaltar o que acabou de vir na frase. No outro exemplo, temos algo semelhante. Porém, o pronome demonstrativo vem com a palavra "este". E se percebermos, diferentemente do exemplo que acabamos de ver, esta palavra vem no início da frase e não no final. Isso porque neste contexto temos, então, um pronome demonstrativo catafórico. Ou seja, ele antecipa, faz referência ao que vem logo depois. Por fim, temos a frase: "Não concordo com o que eles dizem". Aqui, diferentemente de todos os exemplos que vimos até agora, o pronome demonstrativo surge com a letra "o". Isso porque ele aparece para demonstrar algo, para antecipar algo que vem logo em seguida: o que eles dizem. Neste caso, o "o" poderia ser facilmente substituído por outra palavra como "aquilo". Fazendo a frase ficar "Não concordo com aquilo que eles dizem". É importante a gente saber, também, que embora aqui haja uma norma gramatical para os pronomes demonstrativos, o uso desta norma não é tão comum em situações informais de comunicação. Como, por exemplo, as conversas que temos diariamente com nossos amigos e conhecidos. Bom, eu vou ficando por aqui. Espero que você tenha compreendido a função dos pronomes demonstrativos. Ter o hábito de ler e escrever nos ajuda a compreender melhor. Além disso, você pode fazer exercícios para te ajudar neste estudo. A gente se encontra no próximo vídeo, tudo bem? Até lá!