Se você está vendo esta mensagem, significa que estamos tendo problemas para carregar recursos externos em nosso website.

If you're behind a web filter, please make sure that the domains *.kastatic.org and *.kasandbox.org are unblocked.

Conteúdo principal

Estratégias de leitura: antecipação (ou predição)

Nestavideoaula, apresentaremos uma estratégia relevante para iniciar a leitura de textos de gêneros variados. A Khan Academy oferece exercícios, vídeos e um painel de aprendizado personalizado para ajudar estudantes a aprenderem no seu próprio ritmo, dentro e fora da sala de aula. Temos conteúdos de matemática, ciências e programação, do jardim da infância ao ensino superior, com tecnologia de ponta. De graça, para todos e para sempre. #YouCanLearnAnything Se inscreva no canal! Versão original criada por Khan Academy.

Quer participar da conversa?

Você entende inglês? Clique aqui para ver mais debates na versão em inglês do site da Khan Academy.

Transcrição de vídeo

RKA21MC - Olá! como vai? Você conhece este livro? Talvez já tenha lido e se divertido com as aventuras que Monteiro Lobato imaginou para Emília e as demais personagens do Sítio do Pica-pau Amarelo. Mas talvez você não conheça o livro, ou até o conheça, só que ainda não tenha tido tempo de lê-lo. Beleza, nesse caso, dá para imaginar do que se trata Viagem ao Céu? Provavelmente devem aparecer na narrativa alguns termos relacionados à astronomia, à viagens espaciais. Quando imaginamos o teor do que ainda vamos ler, estamos aplicando uma técnica importante de leitura chamada antecipação ou predição. Claro, ninguém prevê o futuro, mas só pelo título do livro do Monteiro Lobato dá para imaginar que alguma coisa de céu vai aparecer nessa história. Normalmente, a gente antecipa o que pode acontecer em um texto de uma forma, digamos, meio inconsciente, mas a gente pode transformar essa inconsciência em uma técnica, uma ferramenta para facilitar nossa leitura. É só pensar na leitura como um processo ativo e não como uma mera atividade mecânica. Quando lemos ativamente, estamos exercitando nosso cérebro e aprendendo a interpretar melhor o texto, sem contar que a gente pode aprender vocabulário também, né? De repente aparece uma palavra que a gente nunca viu, mas sei lá, pelo contexto, dá para entender que deve ser alguma coisa relacionada a céu, aí a gente pode ler o trecho de novo, tentando descobrir o que aquela palavra significa, ou pode seguir adiante, também, e tentar entender mais à frente que a palavra queria dizer. Claro, também dá para parar a leitura e procurar no dicionário, mas nem sempre teremos um dicionário à mão para fazer isso, Se a gente pensar bem, se pararmos demais, perdemos a fluência da leitura, que é muito importante, a gente não lê letra por letra, sílaba por por sílaba. Quanto mais fluentes formos na leitura, maior a nossa rapidez a leitura e maior a nossa proficiência como leitores. Se abrirmos um livro chamado Viagem ao Céu, provavelmente encontraremos referências a estrelas, planetas, foguetes e coisas assim. Se lermos um livro chamado Viagem ao Centro da Terra, de Júlio Verne, pode ser que a gente não saiba muito bem o que esperar, mas isso também pode ser uma predição. Faremos a leitura com mais atenção, tentando captar as informações e relacionando essas informações com o que a gente imagina que possa ter a ver com centro da Terra. Leitores proficientes conseguiram acompanhar a narrativa porque, quando a leitura é ativa, o cérebro otimiza os seus mecanismos de apreensão e memorização, e com isso a informação é processada de uma forma mais eficiente. Aliás, uma forma de antecipação é conhecida como efeito Priming. O nome é estrangeiro, mas o sentido é bem simples. Pense que você começou a ler um texto que fala sobre o mar. A personagem principal caminha pela praia e vê uma estrela. É provável que você pense em uma estrela do mar, afinal o texto que você começou a ler tratava desse assunto. Pense nisto agora: Você lê um outro texto, a história de uma moça que batalha muito para se tornar uma cantora famosa. Em determinado trecho, o texto diz que depois de anos ela finalmente se tornou uma estrela. Com certeza, você vai entender que ela não virou uma estrela do mar nem uma estrela do céu, percebeu? Esse é o efeito Priming. O sentido construído anteriormente interfere na construção do sentido posterior. Se lemos um texto sobre o mar, a estrela deve estar na praia. Se lemos um texto sobre uma cantora famosa, estrela deve ser o modo de tratamento destinado à artista. Se lemos Viagem ao Céu, provavelmente as estrelas que aparecem no texto terão relação com a ciência astronômica. Agora, tem uma coisa: leitura boa é a leitura que desafia nossas técnicas de antecipação, por isso que é tão importante ler, ler, ler ativamente, ter a fluência na leitura, aprender a interpretar um texto. Se eu confio demais na minha previsão e não confiro as informações do texto, eu posso cair do cavalo. Imagine que naquele texto do mar a personagem andasse pela praia à noite e visse uma estrela. Estrela do mar ou estrela do céu? Pior, e se ela visse na praia a tal da cantora famosa do outro texto? Percebeu? A predição ou a antecipação é uma técnica fundamental para nos dar fluência de leitura e nos tornar leitores mais competentes, mas tem que ser feita com consciência. Uma coisa super legal de fazer é, antes de começar a ler um texto, tentar adivinhar o que pode aparecer nele. Para antecipar uma informação, muitas vezes a gente precisa fazer suposições. Quer tentar? Veja este poema da escritora Clarice Pacheco. Ele se chama Viajar pela Leitura. Que palavras você espera que apareçam nessa poesia? Provavelmente vai aparecer alguma coisa é relacionada a ler, talvez um livro. Como fala de uma viagem, talvez apareça alguma coisa liga à aventura, né? Leitura e aventura, talvez tenha alguma coisa a ver com imaginação. Agora eu vou apresentar o poema e convido você a lê-lo comigo. Viajar pela leitura sem rumo, sem intenção. Só para viver a aventura que é ter um livro nas mãos. É uma pena que só saiba disso quem gosta de ler. Experimente! Assim, sem compromisso, você vai me entender. Mergulhe de cabeça na imaginação! E aí? Gostou da dica? Viu como antecipação pode ser útil? A partir de agora, vocês já sabem: quer se tornar um leitor ou uma leitora mais competente? Leia ativamente. Antecipe. Isso vai ajudar seu cérebro a processar as informações mais rapidamente. Mas não deixe de conferir. Bons leitores sabem interpretar um texto e aproveitar a viagem que a leitura pode proporcionar. Espero que você tenha gostado dessa aula, e a gente se vê por aí! Até mais!