If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal

O emprego do hífen

Nesta videoaula, serão apresentados alguns empregos do hífen em formações por prefixação. Versão original criada por Khan Academy.

Quer participar da conversa?

Nenhuma postagem por enquanto.
Você entende inglês? Clique aqui para ver mais debates na versão em inglês do site da Khan Academy.

Transcrição de vídeo

RKA3JV - Olá, como vai? Você já sabe que muitas palavras se formam pela prefixação, certo? Vamos lembrar o que é isso? A prefixação ou a derivação prefixal é a colocação de um afixo antes do radical de um termo, gerando uma nova palavra. Por exemplo, móvel, automóvel. Móvel é um termo que tem um sentido. Quando colocamos o prefixo "auto" diante dele, criamos uma nova palavra com um novo sentido. Hoje, nós vamos estudar alguns desses prefixos e o "auto" é um deles. Gente, vem cá! O que é um automóvel? Não é um objeto que se move? Então, se move meio que sozinho. Está certo que tem alguém dirigindo, mas ele anda sozinho. Um automóvel. "Auto" é um prefixo que significa ele próprio, ele mesmo. Além de automóvel, a gente pode pensar em palavras como autossustentável, que se sustenta, autoajuda, que ajuda a si mesmo, auto-hipnose, que hipnotiza a si mesmo. Outro prefixo interessante é o "anti". "Anti" quer dizer "do contra", é o contrário, é oposição. Antibacteriano, contra bactérias. Antirracismo, contra o racismo. Anti-higiênico, alguma coisa que não é muito limpa. E também tem o "mini", que é um prefixo que indica um tamanho pequeno ou, pelo menos, menor do que seria considerado normal. A saia da Julinha era bem curta, era uma minissaia. Vamos ter que consertar só um cômodo da casa, vai ser uma minirreforma. Naquela região não dava para construir nada além de uma mini-hidrelétrica. E o "infra"? "Infra" é um prefixo que traduz a ideia de estar abaixo de alguma coisa, sob alguma coisa. Infravermelho. Infravermelho é um tipo de radiação que os nossos olhos não enxergam, está abaixo do nosso campo de visão. Infraestrutura, tudo que compõe uma grande estrutura, tudo que está por baixo, tudo que sustenta essa estrutura. Infra-axilar, é um termo ligado à Medicina, alguma coisa que está abaixo da axila. Você reparou nas palavras que eu anotei aqui? Você percebeu que algumas têm hífen e outras não? Por que? Vamos estudar isso. Olhe aqui! O que hipnose, higiênico e hidrelétrica têm em comum? São palavras que começam com a letra "H", certo? Então, anote aí. Quando o radical começa com "H", os prefixos "auto", "anti" e "mini", sempre têm hífen. Mas aí você vai dizer: "mas axila não tem H e tem hífen". Então, repare só! Qual é a última letra da palavra "infra"? É "A", não é? E a primeira letra da palavra axilar? Não é "A" também? Olhe só a segunda dica. Se a última letra do prefixo e a primeira letra do radical forem a mesma vogal, então a nova palavra tem que ter hífen. Olhe só. Auto-organização, anti-infeccioso, mini-igreja, Viu que legal? Mas, olha, tem mais uma coisa ainda. E se você não reparou, eu vou te contar. O que é que essas palavras aqui têm de diferente? Autossustentável, antirracismo, minissaia, minirreforma. Você pode me perguntar: "de onde é que saíram esses S e esses R dobrados?" Então, siga isto aqui. Se os radicais começam com as letras "R" ou "S", a palavra nova não tem hífen, e a letra simplesmente dobra. Por quê? Para manter o mesmo som. Você fala "rreforma" ou "reforma"? Então, você vai falar minirreforma ou mini-reforma? Percebeu? Tudo isso faz parte do acordo ortográfico da língua portuguesa que entrou em vigor em 1994, e permitiu que todos os países que falam português tivessem a mesma forma de escrita. E hoje eu quero te ensinar um monte de prefixo. Então, vem comigo! "Super". "Super" quer dizer demais, excessivo, que está por cima. Como é que você acha que se formam as palavras que têm "super" no prefixo? Super-homem, por exemplo, tem hífen ou não tem hífen? Homem. Super. Super-homem. Olha aí, o radical começa com "H", então a palavra composta tem um hífen. E superaquecimento? Aquecimento tem "H"? Não. "Super" termina com "A"? Não. Então, superaquecimento se escreve assim. Agora, tenho o prefixo "ex". "Ex" é fácil, porque para ele vale só uma regra. Sempre que tiver "ex" tem hífen. Ex-aluno, ex-fumante, ex-colega, ex-ministro. "Ex" é aquilo que não é mais, já foi. E sempre tem hífen. Para a gente encerrar, eu quero falar para você do "pré". "Pré" aberto é sempre com hífen Pré-história, pré-adolescência, pré-nupcial. Mas o "pre" também pode ser fechado. E aí, é sem hífen. Prefixo, prefácio, preconceito. Ah, que legal! Agora, ouve isso. Você fala pré-requisito ou pre-requisito? Tem gente que fala pré-requisito com o "e" aberto, e tem gente que fala pre-requisito com o "e" fechado. Como essas duas formas de falar são aceitas pela ortografia da língua portuguesa, você pode tanto escrever pré-requisito com hífen, como prerrequisito sem hífen e com o "r" dobrado. Não é legal, gente? Vamos ver se a gente entendeu tudo. Como é que a gente escreve antirrugas? Assim, tudo junto e com o "r" dobrado. E autoescola? É só juntar as duas palavras. Autoescola. E super-resistente? Tem hífen, não tem hífen? Claro que tem hífen. Super-resistente. E minissérie? Minissérie não pode ter hífen, é só dobrar o "s". E ex-jogador? Fácil, não é? Com hífen! Lembra, "ex" sempre vem com hífen. Agora, veja esta aqui. Pré-operatório, é um "e" aberto ou um "e" fechado? É aberto, então pré-operatório com hífen. Mas "pre" determinado tem o "e" fechado, não é? Então, o certo é predeterminado. Espero que você tenha gostado da nossa aula.