If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:12:15

Transcrição de vídeo

você já deve ter parado para pensar como surgiu a idéia de número na humanidade o número é uma idéia abstrata mas foi sendo construída a partir de situações bastante concretas bastante verdadeiras uma das teorias diz que há mais de 30 mil anos quando os homens ainda viviam em cavernas e saíam para pescar ou então casar eles precisavam controlar as quantidades de peixes de animais que eles capturavam e para fazer isso eles pegavam por exemplo pedaços de ossos ou de madeiras aos animais já mortos tinha lá um osso e eles vinham fazendo marquinhos bem peguei um animal uma marquinha peguei outro animal outra marquinha pegada e assim eles iam controlando quantos animais ou como estava indo a caça ou a pesca eles não tinham a idéia de que aqui por exemplo 123456 havia seis animais mas eles relacionavam facilmente essa ideia com os animais têm um animalzinho aqui outro animalzinho aqui outra nozinho que o peixe que for ele já sabia que esse risquinho era desse segundo risquinho era de si e assim por diante então ele sabia controlar um pouquinho a quantidade daquilo que ele havia cassado o pescado buscado outra circunstância em que se conta a história do número é a história do pastor ou dos pastores que tinham que controlar o seu rebanho de ovelhas isso acontecia da seguinte forma o pastor tinha lá o seu cercadinho que o portão do cercado e no cercado várias ovelhas era uma quantidade maior que essa com certeza que acontece em regiões remotas regiões pouco habitadas os pastores abriam de manhã a porteira as ovelhas saíam para ir comer pastar passear e no final do dia ou em um certo horário ele tinha que colocar todas as ovelhas de volta para dentro do cercado para que ele não tivesse perdas de ovelhas ovelhas escapando ovelha sendo roubado das redes é ter a ele precisava controlar certinha quantidade de ovelhas que saía quantidade ovelhas que voltava pra fazer isso muitas vezes o pastor tinha um saquinho de pano de pele alguma coisa assim e nesse saquinho ele pegava pedrinhas do chão quando ele abria a porteira ao sair a primeira ovelha ele pegava uma pedrinha e jogava dentro do saquinho saía segunda filha mais uma pedrinha a 3º velha mais uma pedrinha e assim por diante e ele é bom de pedrinhas no saquinho para cada ovelha que saía ok então quando saíssem todas as ovelhas ele sabia que a quantidade de pedrinhas que tínhamos aqui exatamente a quantidade de ovelhas que estavam inicialmente lá no cercado ele não sabia também que isso chamava 61 ele não tinha dado esse nome não existia também o símbolo mas ele sabia relacionar cada pedrinha com cada ovelha no final do dia quando as ovelhas precisavam voltar ele fazia da seguinte forma chegou a primeira ovelha entrou ele tirava uma pedrinha do saque para fora chegou à segunda vez ele entrou tirava segunda pedrinha do saquinho e assim vai o que tem que acontecer é que os a quente que ficar vazio quando a última vez ele entrasse e aí era certeza que a quantidade de ovelhas que saiu de manhã ea quantidade de ovelhas que voltou o final da tarde era exatamente a mesma assim ele controlava direitinho rebanho claro se entrassem todas as ovelhas que lhes tinha ali na frente dele e sobrassem pedrinhas no saquinho significava aqui alguma ovelha ainda estava perdida ele precisava ir atrás para buscar pra ver o que aconteceu a idéia de número foi evoluindo conforme as civilizações foram se formando e descobriram a escrita desenvolveram a escrita e aí cada civilização desenvolveu também um sistema de numeração os que a gente mais destaca são os egípcios os babilônicos os romanos os maias e o sistema decimal que nós conhecemos também como indo arábico que é o que a gente usa hoje os egípcios usavam um sistema de numeração de base 10 ou seja eles agrupavam de 1010 como nós fazemos hoje uma unidade depois dessas unidades são uma dezena e 7 mas eles usavam símbolos deles que eram estes este primeiro símbolo indicavam uma unidade este símbolo parece uma ferradura de capa 10 este símbolo 100 e assim por diante os egípcios por exemplo para escrever o número que hoje escreveremos 131 eles usavam uma vez o símbolo dos 100 depois três símbolos que valem 10 131 sem mais 30 mais um observe que o sistema egípcio é não posicional porque se eu mudar a posição dos símbolos o valor do número continua o mesmo e poderia colocar aqui os 30 depois os 100 e depois um isso continua sendo o 131 observe também que no sistema de numeração egípcio não existe um símbolo para um número muito especial que é o zero não tem um símbolo do zero não precisavam da maneira que eles organizavam eles não precisavam usar o zero um símbolo para 10 os babilônicos usavam o sistema sexagesimal ou seja agrupavam de 60 em 60 eles tinham um símbolo para a unidade que era algo como isto e eles iam agrupando tom aqui seria o número um aqui teríamos um número 2 a dezena era indicada dessa forma e também é sendo agrupada 10 20 30 o número 23 por exemplo seriam duas dezenas e três unidades também não temos no sistema de numeração babilônico um símbolo para 10 aqui você tem alguns exemplos que números formados usando o sistema de numeração babilônico óleo 34 três dezenas e quatro unidades observa que quando eles iam mostrar quatro unidades eles colocavam uma unidade aqui e as outras três aqui o sistema de numeração romano você também já conhece ele usa este símbolo para a unidade o símbolo que associamos a letra v para cinco unidades x para 10 l para 50 separa sem de para 500 e m para mim 115 10 50 100 e 500 mil para formar um número em algarismos romanos nós usávamos ou eles usavam estes símbolos convenientemente por exemplo para formar o número 2 eles usavam dois símbolos de unidade que a gente reconhece hoje como atrair e e eu quiser se informar o número 7 eu colocaria o vê que é o 5 e 5 mais dois são sete por outro lado se eu escrever ver e eu tenho cinco mais um que resulta em 6 mas se eu colocar o e depois o v aqui a coisa muda quando eu tenho um algarismo de menor valor antes de 1 de maior valor eu subtrai do maior esta quantidade menor então um tirando de 5 são quatro este é o número quatro é o símbolo para representar o número 4 os romanos não usavam mais de três vezes o mesmo símbolo para apresentar um número então esse é o número 1 esse é o número 2 esse é o número 3 para o número 4 não se faz isso de acordo com o sistema de numeração romano coloca-se um e depois o v dos cinco quer dizer 5 tira um eu forma então o número 4 observe então que o sistema romano é posicional porque de acordo com a posição dos símbolos nós temos números diferentes também não temos algarismos ou símbolo para o zero no sistema de numeração romano os maias utilizavam os símbolos um pouco diferentes eles tinham um símbolo para 10 que era essa colcha e a partir de então eles tinham pontos e barras e eles usavam pontos e barras sendo que o cada ponto era uma unidade mas quando chegava os cincos agrupavam usando uma barra e este conjunto de 20 símbolos compostos desta forma formavam a base da numeração maia então a gente diz que os maias agrupavam de 20 em 20 o sistema de numeração maia é 20º ao sistema de numeração 20ª porque eles agrupam de 20 em 20 o nosso é desse mal porque agrupamos de 10 em 10 veja aqui para formar o número 17 nós temos cinco 10 15 16 17 o nosso sistema de numeração seja o sistema de numeração indo arábico é o sistema de numeração que acabou ficando mais fortemente para a humanidade vamos lembrar que os algarismos que nós usamos um sistema de numeração em doar a bicos são 1 2 3 4 5 6 7 8 9 e 10 estamos falando dos algarismos para compor um número por exemplo 473 a posição dos algarismos tem influência no valor do número eu quero dizer que se eu trocar isso de ordem eu mudo o número que eu estou escrevendo por exemplo 347 usa os mesmos algarismos mas tem valores diferentes 473 347 é um sistema chamado desse mal porque nós agrupamos de 10 em 10 e temos o organismo 0 no nosso sistema esse sistema de numeração que foi criado pelos hindus e depois muito divulgado pelos povos árabes porque eles tiveram uma influência muito grande muitas partes do mundo inclusive na europa é o que acabou ficando sendo usado desde o século 16 pelos europeus e naquela época principalmente com as grandes navegações ea expansão dos domínios europeus pelo mundo esse sistema de numeração foi sendo amplamente utilizado hoje é o mais utilizado entre a humanidade para que você tenha uma rápida noção de como isso se encaixa no tempo ali pelos anos de 4 mil a 3 mil antes de cristo nós tínhamos o surgimento e desenvolvimento dos sistemas de numeração egípcio e babilônico ali perto do ano 1000 antes de cristo nós estamos falando da civilização maia sistema de numeração maia surge é desenvolvido por ali em 700 antes de cristo pra frente por ali nós temos um sistema de numeração romano sendo desenvolvido e utilizado e em torno de 600 do ano 600 depois de cristo é que o sistema de numeração indo arábico começa a ser apresentado para o mundo mas demorou bastante para ele ser bem utilizado somente lá pra frente lá pelos de em torno dos anos 1800 depois de cristo pra frente o sistema hindu arábico começa realmente a ganhar espaço no mundo com isso você pode ter visto semelhanças e diferenças entre este sistema de numeração e analisando um pouco ver porque o nosso sistema de numeração o sistema de numeração em doar a bico é o que prevalece na humanidade até o próximo vídeo