Se você está vendo esta mensagem, significa que estamos tendo problemas para carregar recursos externos em nosso website.

If you're behind a web filter, please make sure that the domains *.kastatic.org and *.kasandbox.org are unblocked.

Conteúdo principal

Como usar a propriedade da potência do logaritmo

Neste vídeo, reescrevemos log₅(x³) como 3log₅(x). Criado por Sal Khan e Instituto de Tecnologia e Educação de Monterey.

Quer participar da conversa?

Nenhuma postagem por enquanto.
Você entende inglês? Clique aqui para ver mais debates na versão em inglês do site da Khan Academy.

Transcrição de vídeo

RKA - Aqui pedem para simplificar log na base 5 de x³. E, mais uma vez, vamos escrever de uma forma diferente. É discutível se será mais ou menos simples. E a propriedade logarítmica que acho que devemos usar, para este exemplo, é a propriedade que se eu pego o log na base "x", vou escolher mais algumas letras aqui. Log na base "x" de "y" à potência "z", que é o mesmo que "z" vezes log na base "x" de "y". Então, isso é uma propriedade do logaritmo. Se eu pego o logaritmo de uma dada base, de algo elevado à uma potência, poderia tirar essa potência na frente e multiplicar vezes o log de "y" na base "x", apenas neste caso. Então, aplicamos esta propriedade. E em um segundo, uma vez solucionado esse problema, falaremos sobre por que realmente faz muito sentido e vem direto das propriedades de expoentes. Mas se apenas aplicar aquilo, teremos log na base 5 de x³. Bom, esse é o expoente. Isso é o mesmo que "z". Vai ser a mesma coisa aqui, deixa eu usar outra cor. Esse 3 é a mesma coisa. Poderia colocar em frente, que é o mesmo que 3 vezes o logaritmo na base 5 de "x". E pronto. Isso é apenas outra forma de escrever usando essa propriedade. Dá para discutir que é talvez uma simplificação porque levou o expoente para fora do logaritmo e está multiplicando o logaritmo por esse número. Bom, agora com isso resolvido, vamos apenas pensar sobre o por quê, de fato, faz sentido. Digamos que a gente saiba que, eu vou escolher umas letrinhas arbitrariamente, e vamos dizer que sabemos que "a" elevado a "b" = "c". Se a gente sabe que está escrito como uma equação exponencial, se eu quisesse escrever a mesma verdade como uma equação logarítmica, diria logaritmo na base "a" de "c" é igual a 'b". A que potência terei que levar "a" para obter "c"? Elevo à potência "b". "a" elevado à potência "b" é igual a "c". Agora, vamos pegar os dois lados dessa equação e elevar à potência "d". Então, vou elevar. Pegar os dois lados dessa equação e elevar à potência "d". Em vez de fazer no lugar, vou reescrever aqui. Então, escrevi a equação original: "a" à potência "b" é igual a "c", que é apenas reescrever essa afirmação, mas vou pegar os dois lados disso à potência "d" e devo ser consistente. Vou usar letras maiúsculas. Então, deve ser um "B". Aqui deve ser um "B". Na realidade, vamos dizer que estou usando todas as letras minúsculas. Esse é um "c" minúsculo, então vou escrever assim: "a" elevado à potência "d", e elevar à potência "d", obviamente se essas duas são iguais uma à outra, se elevar os dois lados à mesma potência, a igualdade ainda irá permanecer. Agora, o que é interessante é que a gente poderia usar o que sabemos sobre propriedades dos expoentes. Veja, se tenho "a" elevado à "b" e elevo isso à potência "d", nossas propriedades dos expoentes dizem que é a mesma coisa isso é igual a "a" elevado a "bd". Isso é igual a "a" elevado a "bd", vou escrever de outra cor, já usei aquele verde. Isso aqui, que usamos propriedades de expoentes, é o mesmo que "a" à potência "bd". A gente tem "a" à potência "bd" que é igual a "c" à potência "d". Agora, essa equação exponencial, se escrevermos como uma equação logarítmica, diria que é log na base "a" de "c" à potência "d" é igual a "bd". É igual a "bd". A qual potência devo levar "a" para chegar a "c" à potência "d"? Para chegar aqui, tenho que levar à potência "bd". Mas o que sabemos sobre "b"? Já sabemos que "b" é essa coisa bem aqui. Então se substituir por "b", dá para reescrever como "db" e obter log na base "a" de "c" à potência "d" é igual à "bd" ou também dá para chamar de "db", se inverter a ordem. Então, é igual a "d" vezes "b". "b" é apenas log na base "a" de "c". Então, aí está. Acabamos de derivar a propriedade. Log na base "a" de "c" à potência "d" é o mesmo que "d" vezes base log na base "a" de "c" que aplicamos bem aqui.