If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:6:26

Técnicas para gerar uma amostra aleatória simples

Transcrição de vídeo

imagine que você deseja estimar em uma população de 80 estudantes à altura dos mesmos no entanto medir a altura dos 80 estudantes é algo impraticável então você decide fazer uma amostra aleatória desses 80 estudantes você decide selecionar 30 estudantes 30 estudantes parece ser uma boa estimativa para toda a população de 80 estudantes bom mas como fazemos para selecionar 30 estudantes de forma aleatória uma das formas seria escrever o nome das pessoas em papéis depois de inscrito nós poderíamos dobrar esses papéis e colocar dentro de um pote colocados os papéis com os nomes das pessoas dentro do pote poderemos vender uma pessoa e pedir para que ela retirasse 30 papéis esses 30 papéis seriam as 30 pessoas as quais nós iríamos medir a altura depois que a gente mentir ao todo 10 30 pessoas nós podemos subestimar qualquer a média da altura da nossa população de 80 estudantes esse é um método legítimo para selecionar aleatoriamente a nossa mostra uma outra forma de fazer isso é por meio de um programa de computador vários programas de computadores possuem comandos que nos auxiliam a selecionar aleatoriamente a nossa mostra um desses comandos é o met and média de matemática rendia de randômico que é o mesmo que é aleatório ou rendón que vem também de andoni cco que é aleatória em português a única coisa que temos de tomar cuidado ao fazer isso é definir adequadamente por meio da linguagem de computador quais que são as possibilidades que nós queremos definir por exemplo para 80 pessoas nós teremos que definir que deveria ser selecionado o número de 1 a 80 para utilizar o jogador de seleção aleatória por meio de comandos do computador teríamos que é associar o nome a um número poderemos assim colocar todos os nomes em ordem alfabética designar um número referente a esse nome então primeiro estudante seria 101 antes seria 102 até o último estudante que seria 80 essa é uma forma de garantir aleatoriedade na seleção de um amostra e ela é bem funcional desde que a gente atende para que não haja repetição de números a terceira forma que eu gostaria de apresentar para vocês consiste numa tábua de dígitos aleatórios e como isso funciona antes de iniciar o nosso método de seleção aleatória nós teremos que utilizar uma lista é semelhante à s com dígitos associados a nomes como a lista escrita e organizada nós poderemos começar a nossa seleção de dígitos aleatórios então como nós faríamos nós pegaremos nos primeiros dois dígitos e os dois primeiros dígitos são 5 e 9 então seria 5959 faz parte da nossa mostra então esse número seria selecionar então nós continuaríamos 8383 é um número que não faz parte da nossa população lembre se que a nossa população vai de 01 a 89 selecionamos esse nome então vamos dar continuidade 5 e 9 59 já foi selecionado então nós passamos adiante 3 e 7 37 37 o número faz parte da nossa população 0 e 000 o número que não faz parte da nossa população 9 e 1 91 também não faz parte da nossa população 2 e 3 23 esse número faz parte da nossa população então nós selecionamos ele para fazer parte da nossa amostra e assim por diante com os demais números nós continuaríamos até selecionar 30 números de dois dígitos porque eu simplesmente não selecionou números aleatórios que vem na minha mente bom nunca faça isso o malo são péssimos em ser aleatórios caso a gente tem de selecionar números aleatórios a nossa mente podemos correr o risco de acabar inviabilizando a nossa seleção da mostra existem várias outras técnicas de seleção da mostra de forma aleatória nesse vídeo mostrei três práticas e úteis para obter amostras aleatoriamente
AP® é uma marca comercial registrada da College Board, que não revisou este recurso.