If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal

Dilatação de formas: contração por 1/2

Desenhe a imagem do triângulo que passou por uma dilatação com fator de escala 1/2 ao redor da origem no plano cartesiano. Versão original criada por Sal Khan.

Quer participar da conversa?

  • Avatar male robot donald style do usuário cecelzinho2
    Deu pra entender perfeitamente o que foi feito, no entanto, eu sinceramente acho que deveria haver um vídeo usando escalas como a dos exercícios "5/3, 3/4, etc..." E se possível algo que não saísse da origem!
    (5 votos)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
  • Avatar piceratops seed style do usuário Kung Lão
    Eu não entendi como o exercício seguinte, como que eu vou multiplicar uma par ordenado(-2,-7) e obter o par ordenado(2,-5). O exercício é sobre dilatação e o fator de escala era de 1/3? Não conseguir entender esse calculo!? Desde já muito obrigado!
    (1 voto)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
Você entende inglês? Clique aqui para ver mais debates na versão em inglês do site da Khan Academy.

Transcrição de vídeo

RKA - Olá! O nosso exercício hoje é mover os pontos do triângulo DEF e colocá-lo em uma escala de um meio usando como referência a origem. Para isso, a gente vai usar esse triângulo amarelo aqui. Então a gente vai partir da origem, do ponto 0,0, e redimensionar a essa figura pela metade. Uma maneira da gente fazer isso é colocar cada um dos pontos do vértice, partindo da origem, na metade. Então vamos fazer passo a passo olhando para cada um deles. Então, começando pelo ponto D, a coordenada x dele é menos oito, então a gente vai colocá-lo no menos quatro. E na coordenada y dele, ele vale menos nove, então a gente vai até menos quatro e meio, que é metade disso. Então, a nova imagem, a imagem do ponto D, ficou x menos quatro e y menos quatro e meio. Agora vamos pensar no ponto E. O ponto E em relação à origem está na coordenada dois no eixo x, então vamos colocá-lo na coordenada um do eixo x, que é metade dele. Já no eixo y ele está no sete, então a gente vai colocá-lo no três e meio, que é a metade disso. E finalmente, o ponto F, onde a coordenada x dele tem seis unidades a mais do que a origem, então a gente vai pegar a coordenada dele e vai colocar três a mais do que a origem. E já a coordenada y dele está menos seis, seis abaixo dá origem a gente vai chegar até metade, que é menos três, então olha só: a nossa imagem do ponto D ficou no x menos quatro e y menos quatro e meio. A nossa imagem do ponto E ficou x um e y três e meio e a nossa imagem do ponto F ficou x três e y menos três. É importante lembrar que o centro de referência para a gente redimensionar a figura foi a origem, e que a escala usada foi um sobre dois, foi meio, né? Vamos verificar a resposta: Correto. Até a próxima, gente.