If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal

Definição formal de rotacional em duas dimensões

Aprenda como o rotacional é realmente definido, que envolve capturar matematicamente a intuição da rotação de fluido. Esse é um bom preparo para o teorema de Green.

Conhecimentos prévios

Se ainda não tiver lido, você pode querer ler também "Por que se importar com as definições formais de divergência e rotacional" para motivação.

O que estamos construindo

Em duas dimensões, o rotacional é formalmente definido como o seguinte limite de uma integral de linha:
rot 2dF(x,y)=lim|A(x,y)|0(1|A(x,y)|CFdr)
Isso é complicado, mas vai fazer sentido à medida que o desenvolvermos um passo de cada vez.

Formalização de rotação de fluido

Suponha que você tem um fluido cuja velocidade é dada pelo campo vetorial F(x,y), semelhante ao que vimos no artigo sobre rotacional bidimensional.
Invólucro do vídeo da Khan Academy
Se você já não soubesse sobre a rotacional, e tivesse acabado de aprender sobre integrais de linha através de um campo vetorial, como você mediria a rotação de fluido em uma região?
Para dar um exemplo relativamente simples, considere o campo vetorial
F(x,y)=[yx]
Este é o campo vetorial com rotação anti-horária clássico.
Como podemos compreender a ideia de rotação de fluido matemática (antes de saber sobre rotacional)? Uma maneira de fazer isso é imaginar-se andando ao redor do perímetro de uma região, como um círculo trigonométrico centrado na origem e medir se o fluido parece fluir com você ou contra você em cada ponto.
Verificação de conceito: considere C a circunferência de um círculo trigonométrico centrado na origem, orientada no sentido anti-horário. Dada a imagem do campo vetorial F acima, considere a seguinte integral de linha:
CFdr
Sem calcular, qual é o sinal dessa integral? (Lembre-se que o símbolo só enfatiza o fato de que a integral de linha está sendo feita ao longo de um anel fechado, mas ele é calculado da mesma forma que qualquer outra integral de linha).
Escolha 1 resposta:

De forma geral, se um fluido tende a fluir no sentido anti-horário ao redor de uma região, você imaginaria que a integral de linha do campo vetorial velocidade do fluido ao redor do perímetro da região seria positiva (quando ele é orientado no sentido anti-horário).
Você também poderia imaginar um campo vetorial mais complicado, em que o fluido flui a seu favor em alguns pontos na sua caminhada no sentido anti-horário ao redor do círculo, mas contra você em outros.
O valor Fdr vai ser positivo quando o fluxo estiver com você, e negativo quando for contra você. De certa forma, a integral CFdr é como um sistema de votação onde se conta o quanto essas direções diferentes se anulam mutuamente e qual delas ganha em geral.

Permitindo que o tamanho da região varie

Então, depois de expressar matematicamente a ideia de rotação de fluido ao redor de uma região, você pode querer compreender a ideia mais elusiva de rotação de fluido em um ponto. Como você faria isso?
Você poderia começar por considerar regiões cada vez menores em torno desse ponto, tais como círculos de raios cada vez menores, e ver como fica o fluxo de fluido ao redor dessas regiões.
Verificação de conceito: de volta ao nosso campo vetorial F=[yx], em vez de examinar apenas o círculo trigonométrico, seja CR a representação de um círculo centralizado na origem com raio R. Esse círculo ainda estará orientado no sentido anti-horário.
Calcule a integral de linha de F sobre este círculo como função de R.
CRFdr=

Como esse valor se relaciona ao círculo CR?
Escolha 1 resposta:

Rotação média por unidade de área

A resposta a esta última pergunta sugere algo interessante. A rotação ao redor de uma região parece ser proporcional à área dessa região. Claro, você só demonstrou isso para círculos centrados na origem, e não para todas as regiões possíveis, mas, assim mesmo, isso é sugestivo. Isto pode lhe dar uma ideia.
Ideia-chave: Talvez se você calcular CFdr, que mede o fluxo de fluido ao redor de uma região, e dividi-lo pela área da região, isso pode lhe dar alguma noção da rotação média por unidade de área.
A ideia de "rotação média por unidade de área" pode parecer um pouco estranha, mas se você voltar à interpretação de rotacional, isso é basicamente o que queremos que o rotacional represente. Em vez de pensar em rotação de fluido em uma grande região, o rotacional deve medir como o fluido tende a girar perto de um ponto.
Verificação de conceito: o campo vetorial do exemplo anterior é um pouco especial, no sentido de que a "rotação por unidade de área" de círculos ao redor da origem é o mesmo valor para todos os círculos. O que é esse valor?

Verificação de conceito: lembre-se que a fórmula para rot 2d é
rot 2dF=F2xF1y
onde F1 e F2 são os componentes de F. Dada a definição
F(x,y)=[yx]
calcule o rotacional de F.
rot 2dF=

Definindo rotacional bidimensional

Essas duas últimas perguntas mostram que a "a rotação média por unidade de área" em círculos centrada na origem acaba sendo o mesmo que o rotacional da função, pelo menos para o nosso exemplo específico. Isso se aplica de forma mais ampla. Na verdade, a maneira como definimos o rotacional de um campo vetorial F em um ponto (x,y) deve ser o limite desta rotação média por unidade de área em regiões cada vez menores em torno do ponto (x,y).
Especificamente, (rufar de tambores, por favor), esta é a fórmula definindo rotacional bidimensional:
rot 2dF(x,y)=lim|A(x,y)|0(1|A(x,y)|CFdr)Rotação média por unidade de área
em que
  • F é um campo vetorial bidimensional.
  • (x,y) é algum ponto específico no plano.
  • A(x,y) representa alguma região em torno do ponto (x,y). Por exemplo, um círculo centrado em (x,y).
  • |A(x,y)| indica a área de A(x,y)
  • lim|A(x,y)|0 indica que estamos considerando o limite à medida que a área de A(x,y) se aproxima de 0, o que significa que essa região está se reduzindo em torno de (x,y).
  • C é a fronteira de A(x,y) orientada no sentido anti-horário.
  • C é a integral de linha em torno de C, escrito como em vez de para enfatizar que C é uma curva fechada.
Essa fórmula é impraticável para a computação, mas a conexão entre isso e rotação de fluido é muito clara, uma vez que você compreender o conceito. É muito bonito o fato de que essa definição dá o mesmo resultado que a fórmula usada para calcular o rotacional bidimensional.
rot 2dF=F2xF1y

Mais uma característica de campos vetoriais conservativos

Conhecimentos prévios: Campo vetorial conservativo
Se F(x,y) é um campo vetorial conservativo, todas as integrais de linha ao longo de circuitos fechados são 0. Olhando para a integral acima, o que isso implica?
Escolha 1 resposta:

Isso nos dá um fato importante: Se um campo vetorial é conservativo, é irrotacional, ou seja, o rotacional é zero em todo lugar.
Em particular, como campos de gradiente são sempre conservativos, o rotacional do gradiente é sempre zero. Isso é um fato que você pode encontrar simplesmente digerindo as fórmulas. No entanto, acho que a percepção será melhor se usarmos a definição de rotacional juntamente com a intuição do porquê campos de gradiente são conservativos.
E o inverso? Se um campo vetorial tem rotacional zero em todo lugar, isso significa que deve ser conservativo?

Resumo

  • Se um campo vetorial representa o fluxo de fluido, você pode quantificar a "rotação fluida em uma região" ao calcular a integral de linha desse campo vetorial ao longo do limite daquela região.
  • Para passar da ideia de rotação de fluido em uma região para o fluxo de fluido em torno de um ponto (que é o que o rotacional mede), apresentamos a ideia de "rotação média por unidade de área" em uma região. Então, considere a que esse valor se aproxima à medida que sua região encolhe em torno de um ponto.
  • Em fórmulas, isso nos dá a definição de rotacional bidimensional da seguinte forma:
    rot 2dF(x,y)=limA(x,y)0(1|A(x,y)|CFdr)Rotação média por unidade de área
  • Essa relação entre rotacional e integrais de linha de circuito fechado implica que campos irrotacionais e conservativos são a mesma coisa.

Quer participar da conversa?

Nenhuma postagem por enquanto.
Você entende inglês? Clique aqui para ver mais debates na versão em inglês do site da Khan Academy.