If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:5:44

Direção, sentido e giros no plano cartesiano

Transcrição de vídeo

RKA - E aí, pessoal, tudo bem? Nessa aula, nós vamos estudar direção, sentido e giros no plano cartesiano. Lembrando que um plano cartesiano nada mais é do que um sistema de duas retas que se encontram e formam um ângulo de 90 graus. E esse eixo, nós chamamos de eixo das abscissas, e esse outro eixo, de eixo das ordenadas. E vamos começar a falar de direção e sentido, e ver que esses dois conceitos são diferentes. Basicamente, nós temos duas direções: uma vertical e uma horizontal. E cada direção tem dois sentidos, sendo que a direção horizontal tem o sentido para a esquerda e para a direita, já direção vertical, tem o sentido para cima e o sentido para baixo. Então, nós temos duas direções e quatro sentidos. Por isso, direção é diferente de sentido. Para entender isso, vamos utilizar um exemplo com um menino chamado João, que esteja localizado em B6. Isso quer dizer que nós temos que fazer pontilhados saindo do B, e também fazemos pontilhados saindo do 6, e onde esses pontilhados se encontram é onde o João está. Se o João estiver virado para cá, qual é o movimento que ele deve realizar para chegar em G6? Como João ainda vai se manter no 6, isso significa que ele vai continuar na direção horizontal. Como ele está virado para cá, basta ele caminhar para frente, ou seja, à direita do plano. Ou seja, isso depende muito do referencial. Se nós estivermos olhando o plano como referencial, ele deve caminhar para a direita. Agora, se nós estivermos pegando o João como referencial, ele deve seguir em frente. Mas, nessa aula, nós vamos pegar somente o plano como referencial. Então, o João se movimentou para a direita e chegou em G6. Agora, qual é a movimentação que o João deve realizar para chegar em E6, ou seja, nesse pontinho aqui? Se o João está virado para aqui, ele deve girar 180°... Com isso, ele vai mudar o seu sentido, mas não mudará a direção, ou seja, o que era direita agora deve ser esquerda. Ou seja, ele deve caminhar para a esquerda até chegar em E6. E se o João decidisse sair do 6? Ou seja, se movimentar até chegar em H4, que é esse ponto aqui. Qual a movimentação que ele teria que fazer? Como ele está em E6, ele deve girar 90°, mudando a sua direção, que agora vai ser a vertical, depois, ele deve caminhar para baixo no plano, e de novo, ele deve girar 90°, mudando de novo a sua direção para a horizontal, e deve caminhar para a direita no plano, até chegar em H4. E o João decide se movimentar mais uma vez, ele quer ir para C5. Qual é a movimentação que ele deve fazer para chegar aqui? Como o João está aqui, ele precisa primeiro mudar o seu sentido girando 180°, depois disso, ele precisa andar para a esquerda até chegar aqui, e nesse ponto, ele deve mudar a sua direção. Isso porque ele precisa mudar do 4 para o 5, ou seja, ele precisa mudar da horizontal para a vertical, ou seja, precisa realizar um giro de 90° e caminhar para cima no plano até chegar em C5. Essas movimentações que o João realizou, nos ajudam a entender bem a definição de direção, sentido e giros no plano cartesiano. Então, é importante entender movimentação no plano cartesiano. E descrever isso requer muito cuidado. E eu espero que essa aula tenha te ajudado, e até a próxima, pessoal!