If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:4:54

Transcrição de vídeo

RKA - Neste vídeo eu quero explicar como entender uma fração equivalente. Assim, se a gente multiplica o numerador e o denominador da fração pelo mesmo número, temos uma fração equivalente. Vamos pensar nisso. A gente multiplica o denominador por 2. Vamos multiplicar o denominador por 2. Estou dizendo que se eu multiplicar o numerador por 2, tenho uma fração equivalente. Aqui, o denominador era 6. Então, nesse caso, o nosso denominador é 12. Se aqui o numerador é 4, para ficar com 8 a gente precisa multiplicar por 2 de novo. Estou dizendo que 8 e 12 avos é uma fração equivalente a 4 sextos. Para visualizar isso, vou redesenhar o inteiro. Mas, em vez de 6 partes iguais, agora temos 12 partes iguais. Daí, é só dividir cada um dos 6 quadrados por 2, isso significa multiplicar por 2. Agora, tenho o dobro de partes iguais. Tenho o dobro de partes iguais, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12. Quantas estão pintadas de amarelo? 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8. 8 e 12 avos. Sem mágica! Se a gente tem o dobro de partes, temos que preencher o dobro delas para ter a mesma fração do todo. E isso não vale apenas para a multiplicação. Se dividir o numerador e o denominador pela mesma quantidade, vamos ter uma fração equivalente. Então, o que aconteceria se eu dividisse por 2? Se dividir por 2, deixa eu dividir por 2, tenho a metade, metade do número de partes iguais. Vou ter apenas 3 partes iguais. Estou falando que, se fizer o mesmo no numerador, isso representa a mesma fração. 4 dividido por 2, dá 2. Então, digo que 2 terços é a mesma fração que 4 sextos e que 8 e 12 avos. Vamos visualizar. Aqui tem 6 partes iguais. Mas, agora, só tem 3 partes iguais. Dá para juntar algumas dessas partes. Podemos juntar essas 2 aqui e essas 2 aqui. E juntar essas 2 aqui. Nosso inteiro continua o mesmo, mas agora só tem 3 partes iguais, e 2 delas estão preenchidas. Todas essas são frações equivalentes. O grande lance é que comece com uma fração. Se multiplicar o numerador e o denominador pela mesma quantidade, terá uma fração equivalente. Se dividir o numerador e o denominador pela mesma quantidade, também terá uma fração equivalente. Agora que a gente sabe isso, vamos encarar um problema de frações equivalentes. Se alguém te disser: "Eu tenho 5 sobre 25, e quero representar isso como um valor". Vamos chamar de valor "t". "t" sobre 100. Qual será o valor de "t" para que essas frações sejam equivalentes? Dá para ver aqui no denominador que, para ir de 25 para 100, é preciso multiplicar por 4. Se quer ter uma fração equivalente, tem que multiplicar o numerador por 4 também. Então, "t" será igual a 20. "t" é igual a 20. 5 sobre 25 é a mesma coisa que 20 sobre 100. 20 sobre 100. Mas e se alguém diz que 5 sobre 25 é equivalente a 1 sobre uma interrogação? Mas para que o numerador passe de 5 para 1, a gente tem que dividir por 5, temos que dividir por 5 para ir de 5 a 1. Da mesma forma, a gente tem que dividir o denominador por 5. Dividir o denominador por 5. 25 dividido por 5, você já sabe, dá 5. 25 dividido por 5 dá 5. Todas essas são frações equivalentes. 1 sobre 5 é equivalente a 5 sobre 25, que é equivalente a 20 sobre 100.