If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal

Como calcular o volume por decomposição

Neste vídeo, calculamos o volume de uma figura tridimensional irregular dividindo-a em dois prismas retangulares e calculando o volume de cada parte.

Quer participar da conversa?

  • Avatar female robot grace style do usuário ile
    Eu jurava que estava escrito "um" em vez de 2 cm.
    (3 votos)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
  • Avatar aqualine ultimate style do usuário Ref
    caraca a voz do ciencia todo dia
    (1 voto)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
  • Avatar blobby green style do usuário Vz_Átila_poh
    Meu pau
    (0 votos)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
Você entende inglês? Clique aqui para ver mais debates na versão em inglês do site da Khan Academy.

Transcrição de vídeo

RKA - Então, vamos supor que eu tenha essa figura aqui, esse meu sólido, essa minha forma, e eu quero calcular o volume dela. E eu tenho algumas medidas (eu acho que está meio fora de escala, mas, na essência, o exercício vai ser a mesma coisa). Então, primeira coisa que eu poderia fazer seria dividir essa figura em dois formatos menores, e eu vou escolher, por conveniência, esse formato daqui. Vai formar uma espécie de prisma retangular aqui (então, deixa eu só fazer, terminar de desenhar ele aqui; vocês já vão ver como ele vai ficar aqui). Ok. E, se por acaso aqui fosse transparente, a gente veria dessa maneira, dessa maneira aqui; e, óbvio, continuaria aqui atrás. Então, o volume desse meu prisma em azul seria a altura, 5, vezes a minha base, que é 3 (tem aqui em cima medida, é 3; é a mesma coisa aqui em cima e aqui embaixo). Então, "5 x 3", isso ainda multiplicado pela minha profundidade que eu tenho aqui, é 7. E isso daqui daria "15 x 7". Então, vamos fazer aqui no lado "15 x 7". Isso daqui vai dar 35. Aqui vem 3; então, "7 x 1", 7...oito, nove, dez: 105. Então, 105 centímetros cúbicos. E, agora, só faltou essa minha outra figura, essa minha outra parte aqui, que eu vou fazer em rosa (só faltou essa parte daqui). E, quando a gente calcular o volume dela, a gente tem que somar com o outro volume (da parte em azul), então nós teremos o volume total. Então, qual que vai ser o volume? Bom, primeiro, a gente precisa descobrir as dimensões. Então, eu sei que daqui até aqui é 12, mede 12 centímetros; e daqui até aqui mede 3 centímetros. Então, essa minha parte aqui, que eu estou querendo achar, que vai daqui até aqui, mede o tudo menos essa parte em azul, ou seja, "12 - 3", que é igual a 9 centímetros. A minha profundidade, eu já tenho, e a altura, eu tenho também, então eu já posso calcular o volume. Foi bem fácil até; saiu bem fácil. Então, o meu volume vai ser o meu comprimento, 9, vezes a minha altura, que é 2, vezes a minha profundidade, que é 7. E isso daqui vai dar: "9 x 2" dá 18. "18 x 7" (eu vou fazer aqui do lado também: "18 x 7"), "7 x 8" vai dar, ou melhor, "8 x 7" vai dar "28 x 2", que vai ser 56. Então 6, aqui vem um 5 aqui para cima. Sete vezes 1 é 7... oito, nove, dez, onze, doze... então, 126; então, esse meu volume aqui é 126 centímetros cúbicos. Mas a gente ainda não acabou, tem que somar esses dois para ter o volume total; então, o meu volume total (deixa eu fazer de vermelho), então o meu volume total vai ser a soma desses dois. Então, 126 mais (deixa eu fazer de azul para dizer de onde veio cada um) 105; e isso daqui vai dar "5 + 6" dá 11, então vem 1 unidade aqui para cima, "0 + 2" vai ficar 2, mais 1 vai ficar 3. E, aqui, 2. Então, 231 centímetros cúbicos é o meu volume total.