If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal

Formas de distribuições

Algumas distribuições são simétricas, com dados distribuídos igualmente em torno da média. Outras distribuições são "assimétricas," com dados tendendo para a esquerda ou para a direita da média. Às vezes dizemos que as distribuições assimétricas têm "caudas.".

Quer participar da conversa?

  • Avatar starky ultimate style do usuário Levi  Jesus
    Gente, sobre o diagrama de caixas que é mostrado no vídeo, antes desse não tem nada aqui na plataforma falando sobre...
    Fiquei meio confuso e surpreso com essa forma de gráfico que apareceu "do nada"...
    (6 votos)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
    • Avatar aqualine ultimate style do usuário Vagner Silva
      Tem alguns vídeos aqui na Khan Academy explicando com funciona o diagrama de caixas, use a ferramenta de busca da Khan para encontrá-los.

      Existem alguns vídeos no youtube explicando também o funcionamento deste tipo de gráfico.

      Eu acho que ele é mais conhecido como "boxplot".
      (5 votos)
Você entende inglês? Clique aqui para ver mais debates na versão em inglês do site da Khan Academy.

Transcrição de vídeo

RKA - E, aí, pessoal? Agora, nós já olhamos... se você acompanhou os vídeos, nós já aprendemos todas as formas de representar... todas não, né?... algumas das mais utilizadas formas de representar dados: histogramas, diagrama de caixas (que, por sinal, eu tenho um diagrama de caixa aqui), aquele diagrama de pontos (o "dotplot") e, agora, chegou a hora de testar... de dominar algumas peculiaridades dessas representações que, por exemplo, a gente pode dizer que uma representação tem uma cauda, a gente pode dizer que uma representação é simétrica ou não é simétrica... e tudo isso vocês vão entender, nesse vídeo aqui, fazendo esses exercícios do site da Khan Academy (que eu recomendo que vocês entrem e façam). E, então, vamos começar. Pessoalmente, eu não queria que começasse com um exemplo de diagrama de caixas, porque é o exemplo mais difícil de ser visualizado, na minha opinião. Então, só para lembrar: aqui ele pergunta "qual é a forma da distribuição mostrada abaixo?" Se ela é simétrica ou não simétrica. Então, só para lembrar: aqui seria o meu valor mínimo da distribuição; aqui seria o meu valor máximo; aproximadamente 25% dos meus dados ficariam nesse intervalo aqui; outros 25% ficariam nesse intervalo aqui (no segundo quartilho); aproximadamente 25 nesse terceiro quartilho; e o resto, aproximadamente 25 também, ficaria nesse quarto quartilho (ou quartil, depende de... você pode falar como você quiser). Então, para essa distribuição ser simétrica, esse eixo (essa nossa mediana) deveria estar deslocado mais para a esquerda, entre o 24 e o 34. Como ela não está no meio, então, a nossa distribuição não é simétrica. Por exemplo, se a gente fosse desenhar essa distribuição, a gente teria vários valores... sigam o meu mouse aqui, o meu cursor. Teríamos alguns valores pequenos aqui... começaria a subir... começaria a subir... teríamos um máximo aqui (na nossa mediana)... então, os valores começariam a descer novamente. Essa seria nossa distribuição. Então, como vocês podem ver, ela não é... ou melhor, como vocês podem imaginar, ela não é simétrica. Então, a distribuição não é simétrica. Agora, nós temos o número de clientes por dia na lanchonete do Selton. Nós temos aqui... (acho que não dá para ver... deixa eu botar um pouco mais para baixo... opa, mais para abaixo aqui... pronto, acho que agora conseguem ver)... número de dias e número de clientes, e qual é a forma da distribuição mostrada abaixo? A distribuição tem uma cauda para a esquerda. Bom, se ela tivesse uma cauda para a esquerda, a gente, de certa forma, veria mais valores na esquerda, e menos valores na direita. É como se a função estivesse deslocada para a esquerda, tivesse mais valores na esquerda. E não é o caso aqui. Então, ela não tem uma cauda para a esquerda e também não tem uma cauda para a direita; porque, se a gente traçasse um eixo aqui no meio... aqui, assim, ia ficar, mais ou menos, o meio... se a gente traçasse um eixo aqui, e girasse esse gráfico em torno desse eixo, as duas metades, os dois lados, ficariam praticamente iguais. Então, essa distribuição é aproximadamente simétrica. Ela não é exatamente simétrica, mas ela é... até... dá para dizer que ela é aproximadamente simétrica, sem nenhuma complicação. Então, essa distribuição é aproximadamente simétrica. Então, próximo exemplo. Qual é a forma da distribuição mostrada abaixo? Bom, de novo, um diagrama de caixas e a idade de cada participante do torneio interno de vôlei, e a idade em anos. Então, eu tenho, aqui, meu valor mínimo 16; meu valor máximo 29. E aqui eu tenho 25% dos meus valores; aqui eu tenho outros 25... 25... e 25... pronto, fechou 100. Se eu, por acaso, pegasse agora... vocês podem perceber que a maior parte dos meus dados estão deslocados aqui para a esquerda. É como se o grosso dos meus números, dos meus dados, as maiores barrinhas no diagrama de barras estivessem para cá, e as menores para cá. Se vocês lembrarem dos outros exemplos, quando eu tenho muitas barras menores que vão indo demais para um lado, como ficaria, por exemplo, esse intervalo imenso aqui, isso seria uma cauda para a direita; embora, o grosso dos dados estejam na esquerda do meu diagrama de caixas. Então, sigam o meu cursor aqui. É como se eu tivesse uma distribuição que fosse, mais ou menos, assim: eu tenho aqui um mínimo... eu subo... aqui, assim, eu atinjo um máximo... e eu começo a descer... descer... descer... descer... descer... descer... até chegar aqui. Então, é como se esse meu gráfico... (eu não consigo, poxa... eu não consigo desenhar porque eu estou no site... mas é como se esse meu gráfico ficasse uma subida e uma descida, e tivesse uma imensidão de valores, aqui, vindo para a direita. Então, esse meu gráfico teria uma curva para a direita, ou melhor, uma cauda para a direita. Então, essa distribuição, se ele tem uma cauda, não é simétrica. Vamos fazer só mais um exemplo. Dias de neve por cada ano na escola de Ensino Fundamental. Número de dias de neve. Então, um exemplo bem parecido com o nosso último... com o nosso o antepenúltimo, desculpa... de um gráfico. A distribuição tem uma cauda para a esquerda? Não, ela não tem uma cauda para a esquerda porque, aqui, está o meu... no caso, o meu eixo, e eu tenho muito mais valores para a direita do que para a esquerda. Então, eu tenho uma cauda para a direita. E ela não é simétrica, de jeito nenhum. Então, a distribuição tem uma cauda para a direita. E esse é o vídeo. Eu espero que vocês façam esses exercícios, porque vale a pena. É divertido. E até a próxima!