Tempo atual:0:00Duração total:7:32
0 pontos de energia

Estudo de caso nº 3: Ensino na Navigator Schools com o modelo Laboratório Rotacional

Transcrição de vídeo
ENSINO HÍBRIDO DE ALTA QUALIDADE Nas Escolas Navigator, vamos nos focar nos quatro elementos que direcionam seu modelo pedagógico. Em primeiro lugar, as avaliações diárias que levam ao agrupamento dinâmico de alunos. Em segundo, a ideia de um currículo codificado que criaram em conjunto. A seguir, a especialização que, no Ensino Fundamental, divide em Matemática e Ciência ou Idiomas e Humanidades. Por último, eles dominam a noção de lecionar para o cérebro todo. Na primeira ideia, das avaliações diárias que levam ao agrupamento dinâmico, os professores fazem seu papel que é instruir, avaliar e reagrupar. E isso acontece diariamente. Os alunos recebem uma lista de perguntas, se souberem, podem trabalhar online. Se não, os professores se aprofundam mais em determinado grupo. Esse é o trabalho deles. Garantir que todos, no fim do dia, saibam as avaliações. Eu acho que ensino híbrido me permite trabalhar com grupos pequenos, porque os programas de computador que usamos em classe, são uma grande forma de deixar as crianças trabalharem em seu ritmo. Enquanto fazem isso, posso chamar as crianças que têm alguma dificuldade, em chegar ao nível da base curricular. Eu chamo cada uma delas e me foco nas necessidades da criança. Fazemos isso todos os dias, sobre o conteúdo apresentado naquele dia. Assim ninguém fica para trás. Assim que entrego as avaliações, consigo ver quem aprendeu a lição do dia e quem não. Quem não aprendeu precisa praticar mais e fica comigo. Os que entenderam podem ir para o programa de computador, no nível individual delas. Se vir nos dados, que um aluno ainda não entendeu, tenho o luxo de me dedicar só a ele enquanto meu colega cuida dos outros alunos. Durante esse tempo, trabalhamos na prática, ou talvez eu pense em outra estratégia para o aluno. Às vezes são três alunos, ou quatro. No máximo seis. Mas muitas vezes trabalho só com um aluno. E é aí que descubro onde está o erro em sua lógica e como corrigir isso. Nas Escolas Navigator, em vez de todos os professores planejarem a próxima aula, eles têm um professor principal coordenando o processo de planejamento das aulas em ciclos de seis semanas com os outros professores. E o bom nisso é que, assim que sabem quais são suas metas para a classe, criam slides de PowerPoint, com perguntas e imagens, para falar da grande ideia que estão abordando. Se ensinam moeda para as crianças, fazem slides com moedas de 1, 10, 25 centavos e várias frases relacionadas. E na aula o professor pode circular algumas coisas e apresentar infinitas opções para o aluno entender o conceito. Todos eles usam slides de PowerPoint. No ano seguinte, eles os filtram e aperfeiçoam. Nosso modelo de ter o currículo em PowerPoint me ajuda porque poupa tempo. Também é algo visual, mantém as crianças interessadas. E me permite dar quantos exemplos quiser, pode ser um, dois ou cinco. A Navigator também decidiu deixar os professores se aperfeiçoarem, assim os alunos têm vários professores ao longo do dia. No laboratório podem trabalhar com um grupo de professores, ou alguns professores se especializam em Humanidades, enquanto outros, em Ciência e Matemática. O objetivo é dar aos professores a oportunidade de dominar algo em que são bons, não de serem responsáveis por tudo. Sabemos que nem toda escola tomará a mesma decisão, mas foi uma decisão conjunta levar à especialização e melhorar o aprendizado em seu modelo. Gosto de trabalhar apenas em uma matéria, em Matemática, porque numa escola tradicional, eu tinha que me focar em tudo, nas intervenções de leitura e de outras coisas, acompanhar determinados detalhes. Tinha que saber tudo de tudo. Mas não é possível. Saía perdendo porque havia tanta coisa em jogo, mas aqui leciono apenas matemática. Sei todos os detalhes do currículo, sei o conteúdo do avesso, quais artifícios usar com os alunos, como melhorar seu desempenho, o que os motiva. E é muito bom ver que cada um deles pode se sobressair mais, quando há um único professor para aquela matéria. As crianças passarem por vários professores é uma boa prática para elas, porque aprendem a ter e promover diferentes relações com vários tipos de adultos, mas também me dá mais tempo para trabalhar o conteúdo com os alunos. E tenho a chance de praticar. Se de manhã não foi tão bom, eu posso mudar e à tarde será melhor. A última coisa que precisa saber sobre as Escolas Navigator é que, quando entramos na escola, somos inundados de música, energia e movimento. Eles têm uma abordagem chamada de Lecionar para o Cérebro Todo. Diria que é uma abordagem de chamada e resposta que deixa os alunos muito ativos enquanto aprendem. Tanto quanto, vírgula, substantivo Tanto quanto, ponto final Tanto quanto, vírgula, substantivo Tanto quanto, ponto final Tanto quanto, vírgula, substantivo Tanto quanto, ponto final As frases compostas São fáceis de aprender Veja como faço Depois será sua vez Duas frases simples São reunidas Por que não usar fragmentos E deixar as frases mais unidas? Eles respondem em coro. Trabalham em pares. Cantam, ficam torcendo um pelo outro. Quando se leciona para o cérebro todo, pode pegar qualquer coisa, principalmente se for algo novo, e dizer para si mesmo: "Isso é incrível e bem replicável". Embora crie o que pode ser considerada uma classe barulhenta, também aumenta o aprendizado. Pesquisas sobre essas diferentes técnicas mostram que diferentes partes do cérebro são estimuladas durante o dia letivo. -Uma metáfora... -Uma metáfora... -também compara duas coisas... -também compara duas coisas... -mas não usa "como" ou "igual". -mas não usa "como" ou "igual". -Minha irmã toca violino... -Minha irmã toca violino... -mas eu toco flauta. -mas eu toco flauta. -É comparação e contraste. -É comparação e contraste. -Então, usamos "então" e "mas". -Então, usamos "então" e "mas". Tentem fazer uma frase assim. As indicações dela foram claras como as minhas... As indicações dela foram claras como as minhas... então não temos ideia do que fazer. então não temos ideia do que fazer. Limpem seus quadros em cinco, quatro, três, dois, um e zero. Guardem seus quadros e peguem seus fichários. Em dez, nove, oito...