Dicas para a implementação de programas preparatórios para a faculdade

Vimos programas serem mais bem-sucedidos quando incorporam os seguintes elementos:
  • Comunicação imediata sobre os requisitos matemáticos e as provas de nivelamento.
  • Acesso a um tutor treinado
  • Ênfase no domínio do conteúdo
  • Objetivos claros
  • Melhoria contínua

1. Comunicar expectativas sobre provas de nivelamento

Quando os alunos se matricularem em sua instituição, defina as expectativas sobre requisitos de matemática e exames de colocação o mais rápido possível. Comunicando esses requisitos o quanto antes, você pode ajudar os alunos a se prepararem melhor para os exames de nivelamento e minimizar o número de aulas conceituais em matemática que eles frequentam.

2. Selecionar o tipo de programa que você gostaria de implementar

Programas estruturados
  • Summer bridge courses: An instructor teaches a short refresher course, usually 1-3 weeks long.
  • Tutorial centers or lab/emporium model: Students work through a curriculum at their own pace during required lab time and have access to a tutor.
Preparação independente, geralmente com suporte on-line
  • Uma faculdade instrui os alunos sobre como usar a Khan Academy e diz a eles qual conteúdo estudar, possivelmente postando essas informações em um site. Os alunos também recebem suporte on-line, como a ajuda de um tutor, por exemplo.

3. Selecionar tutores e definir como eles vão interagir com os alunos

Um tutor pode ajudar vários alunos, e essa interação pode ser leve e descontraída. Por exemplo, os tutores podem simplesmente estar disponíveis para responder aos alunos via e-mail. O importante é que os alunos tenham uma maneira de obter motivação e ajuda individual. Qualquer uma das pessoas a seguir poderia atuar como tutor:
  • Professores
  • Conselheiros/assessores
  • Monitores
  • Se os próprios alunos vão ser tutores de seus colegas, você precisa encontrar uma forma, on-line ou não, de conectá-los com seus colegas (por exemplo, Google Hangout ou um tempo no laboratório).

4. Selecionar um currículo que atenda às necessidades dos alunos. Eles podem selecionar uma missão ou criar um plano de estudo personalizado.

5. Definir metas claras

Abaixo estão alguns exemplos.
  • Goal: Master a mission (i.e. Algebra Basics)
  • Goal: Master all the skills on a study plan (i.e. two-week study plan for Algebra I)
  • Goal: Earn a badge related to mastery (i.e. the Magellan sun badge, which students earn by mastering 100 skills)

6. Preparar

Treine os tutores na Khan Academy e defina como eles vão interagir com os alunos.

7. Iniciar

Inicie os alunos no programa passando para eles as seguintes informações:
Se os próprios alunos serão os tutores de seus colegas, explique a eles como o sistema vai funcionar. Por exemplo, você pode explicar o conceito de persistência produtiva e encorajar os alunos a se motivarem. Você também pode definir quadros de mensagens com os títulos “Preciso de ajuda” e “Eu posso ajudar”, para que os alunos possam pedir ajuda em habilidades específicas e se voluntariar para ajudar como tutor em outras habilidades

9. Suporte

Verifique a opinião dos alunos e modifique sua abordagem de acordo com a resposta deles.

9. Analisar e aprimorar

Reflita sobre seu programa para torná-lo ainda melhor.
  • Receba feedback dos tutores e alunos sobre a logística e o formato do programa para decidir o que manter, mudar, e remover.
  • Descubra a opinião dos alunos sobre o progresso deles em matemática.
    - Eles se sentem mais confortáveis com matemática por causa do programa?
    - A atitude e a confiança deles em relação às suas habilidades matemáticas mudaram?
    - Use os resultados para redefinir suas metas e incentivos.
    - Você vê uma correlação entre o domínio de habilidades e o sucesso dos alunos?  
    - Você vê um efeito nas métricas longitudinais (como taxas de retenção, probabilidade de realizar um curso superior de matemática ou uso da Khan Academy para outras aulas)?