Campo de Treino de Matemática de Nashua Community College

Danielle Curtis, colunista do Telegraph, cobriu o uso da Khan Academy pelo Nashua Community College nas atividades de matemática do acampamento de verão

NASHUA – Matemática nunca foi a matéria preferida de Emily Palizotto, mas ela se saiu bem em seus quatro anos na escola secundária Hollis Brookline High School.
No entanto, ficou surpresa quando fez a prova de admissão de matemática no Nashua Community College duas vezes e não conseguiu obter pontuação suficiente para um curso de nível superior, sendo recomendado reforço.
"Eu estudei trigonometria no ano passado, e muito do que caiu no teste era Álgebra, que eu não via havia dois anos," disse Palizotto. "Não me pareceu justo."
Emily, porém, não estava disposta a ficar apenas se lamentando. Decidiu aproveitar um programa novo oferecido aquele mês na faculdade comunitária: o acampamento de Matemática.
O programa do acampamento permite que os alunos revisem habilidades básicas de matemática, necessárias para o sucesso na prova de classificação (Accuplacer) e em um curso de matemática de nível universitário. O programa começou em 15 de julho, com uma carga de três horas por dia, de segunda a quinta-feira, por duas semanas.
Ao final do programa, os alunos fazem a prova (Accuplacer) novamente, na esperança de se classificar para um curso de nível superior.
Os alunos assistem aos vídeos da Khan Academy, um site de instrução de matemática, no estilo YouTube. Eles resolvem problemas no site e trabalham diretamente com o instrutor Scott Holbrook, quando precisam de apoio adicional.
De acordo com Katherine Costa, vice-presidente de assuntos acadêmicos, há cerca de 30 alunos matriculados no programa, e o interesse por ele não para de crescer.
“Foi uma surpresa”, disse Katherine. “Foi uma ótima surpresa. Estou feliz em ver que os alunos aproveitaram essa oportunidade. Foi um passo importante para muitos alunos.”
A faculdade comunitária tem se empenhado para reduzir o número de alunos que precisam fazer cursos de reforço de matemática e leitura.
Costa afirma que, apesar de não poder fornecer números exatos, a maioria dos alunos que buscam algum tipo de reforço tem dificuldade em matemática.
Os cursos de reforço custam centenas de dólares, mas não conferem crédito universitário aos alunos. Segundo Costa, pesquisas mostram que a necessidade de reforço de um aluno é inversamente proporcional à probabilidade de ele concluir a faculdade.
O acampamento de matemática foi desenvolvido com a ajuda de um subsídio concedido pelo New England Board of Higher Education (Comitê de Educação Superior de New England). Em troca desse subsídio, espera-se descobrir a eficácia da Khan Academy em ajudar os alunos a suprir as falhas nas habilidades de matemática.
A Khan Academy tem sido utilizada por escolas de todo o país, mas Costa diz que a NCC nunca tinha usado o programa para um curso antes. No entanto, depois de ver a resposta dos alunos, admite que a faculdade espera incorporá-la em outros programas.
Os alunos do programa de máquina operatriz ou automotivo precisam de habilidades matemáticas muito específicas, diz. E a Khan Academy pode ajudá-los a desenvolver essas habilidades sem ter de fazer um curso inteiro de matemática.
Scott diz que vem se surpreendendo com a resposta dos alunos às lições de matemática on-line no acampamento.
"Eles conseguem progredir em seu próprio ritmo, e podem continuar esse progresso em casa", afirma. "Muitos alunos têm repulsa à matemática, ou uma ideia pré-concebida de que matemática é difícil, mas este programa está disponível on-line. Eles podem assistir aos vídeos diversas vezes e praticar sem o risco de tentar alguma coisa uma vez e falhar."
Para Scott, os alunos se empenharam muito nas atividades e na busca pela melhoria de suas notas no Accuplacer.
Para Emily e sua amiga Brianna Yeaton, parte da motivação é financeira. Nenhuma delas (ambas com 18 anos) quer gastar dinheiro com um curso de matemática que não computará crédito universitário.
"Não vale a pena", diz Brianna.
As duas jovens sentaram-se no laboratório de informática da faculdade na quinta-feira para assistir aos vídeos e resolver problemas nos notebooks. Conversaram sobre suas dúvidas, compartilharam dicas para a resolução de problemas e discutiram sobre as questões mais difíceis.
Emily acredita que uma revisão dos conhecimentos de matemática obtidos durante o ensino médio ajudará a conquistar uma pontuação mais alta no Accuplacer.
Katherine diz que a faculdade espera o mesmo, e que está acompanhando o progresso dos alunos para verificar o quanto o acampamento aprimora seu desempenho.
Os dados serão usados para comparar a pontuação do Accuplacer de todos os alunos antes e depois do acampamento, e acompanhará esses alunos em seu primeiro curso de matemática universitário.
De acordo com Costa, os resultados ajudarão a determinar se o acampamento será oferecido todos os anos, ou até mesmo antes do segundo semestre.
"Quanto mais fazemos por nossos alunos, para ajudá-los a obter sucesso, melhor é para todos", disse ela.
Pelo menos mais um acampamento será realizado no próximo mês. O curso é aberto somente para os alunos do NCC e é gratuito.