Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:6:21

Transcrição de vídeo

RKA - Olá! Bem-vindos a mais uma aula da Khan Academy Brasil. Hoje vamos ver sobre a reprodução dos animais. A reprodução é uma característica de todos os seres vivos. É a partir destes seres vivos que surgem outros. E ela pode ser classificada em assexuada e sexuada. Vamos começar falando da reprodução assexuada. Nessa reprodução, não existe troca de material genético. Então, é um único ser vivo que se divide gerando outro. A reprodução assexuada pode ser classificada em brotamento, fragmentação ou regeneração, e também gemulação. Agora, vou passar o que é cada um para você poder entender melhor. Começando com o brotamento. No brotamento, como o nome já diz, há o surgimento de um broto na superfície desse organismo, desse ser vivo, e esse broto ou esses brotos vão dar origem a um novo indivíduo e este novo indivíduo pode ficar junto, formando uma colônia, ou também pode ser liberado no ambiente. O brotamento acontece em algumas espécies de plantas e também em algumas espécies de animais, como os cnidários e os poríferos. Bom, agora vamos falar sobre fragmentação. Na fragmentação, um organismo se fragmenta, como se ele quebrasse o corpo dele em alguns pedaços e de cada pedaço nasce um novo organismo idêntico ao primeiro corpo que se quebrou, se fragmentou. A fragmentação pode ocorrer espontaneamente ou por acidente. Este tipo de reprodução ocorre nos invertebrados, como a planária. Agora que já vimos dois dos três tipos de reprodução assexuada, vamos para o terceiro. A gemulação. Bom, a gemulação é quase igual ao brotamento. Assim como no brotamento, na gemulação também surgem gomos ou gemas, mas eles se separam desse indivíduo e se desenvolvem originando outro. A única diferença entre o brotamento e a gemulação é que, no brotamento, ele pode tanto ficar com o ser vivo que foi originado, criando uma colônia, como ele pode também ficar livre no ambiente. Já na gemulação, ele fica livre totalmente. Ele não cria colônia. E este tipo de reprodução acontece em seres unicelulares. Portanto, eles têm uma única célula. Bom, agora que vimos todos os tipos de reprodução assexuada, vamos para a reprodução sexuada. Na reprodução sexuada, existe essa troca de material genético. Existem células chamadas gametas. Essas células são as que contêm o material genético. Na reprodução sexuada, o macho vai liberar o gameta masculino e a fêmea, o gameta feminino. Esses gametas vão se encontrar e gerar um ovo ou um zigoto. Os animais que fazem esse tipo de reprodução são classificados em ovíparos e vivíparos. Os ovíparos, quando os gametas se encontram e formam o ovo, o desenvolvimento desse ovo para gerar um novo indivíduo, um novo ser vivo, é feito fora da fêmea. Então, eles botam o ovo, seja no ninho de palha ou num buraco cavado no chão, para que esse novo ser vivo se desenvolva. E os vivíparos ficam com o zigoto dentro deles, no caso, da fêmea. A fêmea cria este novo ser vivo dentro dela. Agora, para finalizar, eu vou falar das minhocas. As minhocas são seres hermafroditas, ou seja, elas possuem os dois gametas. Por possuírem os dois gametas, elas podem, duas minhocas, gerar mais dois indivíduos novos. As minhocas precisam de outra para gerar descendentes, porque não podem se autofecundar. Após a fecundação, os casulos gerados são depositados no solo. Bom, agora que já foi tudo explicado, vamos fazer um breve resuminho. Temos dois tipos de reprodução: sexuada e assexuada. A assexuada não possui troca de material genético e é dividida em três tipos: brotamento, fragmentação e gemulação. Já a sexuada possui troca de material genético e os animais que fazem esse tipo de reprodução são classificados ovíparos e vivíparos. Ovíparos, quando o desenvolvimento é fora da fêmea e vivíparos quando o desenvolvimento do novo ser vivo é feito dentro da fêmea. Espero que tenham gostado. Até a próxima.