Se você está vendo esta mensagem, significa que estamos tendo problemas para carregar recursos externos em nosso website.

If you're behind a web filter, please make sure that the domains *.kastatic.org and *.kasandbox.org are unblocked.

Conteúdo principal

As viroses

Atualmente é extremamente comum ouvir que alguém tem virose. Mas o que são as viroses e por que hoje estão tão difundidas? É o que vamos ver nesse artigo.

Introdução

Você já deve ter sentido um mal-estar muito grande pelo menos uma vez na vida. E deve ter procurado ou ter sido levado a um médico ou ao hospital para saber qual é a doença. E no final da consulta ouviu a sentença: “É virose. Em três dias passa. Não tem o que fazer”.
Isso é meio frustrante; afinal estávamos sentindo como se fôssemos morrer a qualquer instante... Sem exagero... Será?
Figura 1: Sorriso doente. Crédito: LadyofHats, domínio público. Acesso em: 20/02/2019.
Existem muitas brincadeiras sobre a tal das viroses e, até mesmo, bullying com os médicos por conta disso.
O mais comum é dizer que quando os médicos não sabem o que o paciente tem, eles falam que é virose.
Mas, infelizmente, as brincadeiras podem chegar ao nível de falar que o médico não precisava estudar durante seis anos na faculdade e mais dois na residência médica para aprender a dizer que tudo é virose. E isso é muito agressivo.
Mas o que são as viroses? E por que elas estão tão difundidas atualmente?

As viroses

As viroses são as doenças causadas pelos vírus, como o próprio nome remete.
Figura 2: Vírus da Influenza. Crédito: Jkpjkp~commonswiki, domínio público. Acesso em: 20/02/2019.
Entre elas as mais comuns são as do trato respiratório ou gripes, causadas pelos rinovírus, vírus sincicial respiratório, adenovírus, vírus influenza, vírus parainfluenza e o metapneumovírus.
Apesar de as gripes não apresentarem muito risco para a maioria das pessoas, alguns grupos como, por exemplo, idosos, bebês, crianças, gestantes e pessoas que possuem doenças crônicas do sistema respiratório podem desenvolver pneumonias graves e outras doenças oportunistas correndo, inclusive, o risco de morte.
Por isso eles são os principais alvos das campanhas de inverno anuais sobre a vacinação contra a gripe.
Os principais sintomas das gripes são: febre, dor de garganta, tosse, falta de apetite, nariz entupido, coriza e mal-estar geral.
Além das gripes, as viroses do aparelho digestório são também muito comuns.
Elas são normalmente provocadas pelos enterovírus, adenovírus entérico, coronavírus e rotavírus.
Os principais sintomas são: dor abdominal, náusea, vômitos, cólicas, diarreia e mal-estar geral. As principais formas de combate são a melhoria da qualidade da água, o destino adequado do lixo, bem como a higiene pessoal e alimentar.
Mas, infelizmente, as viroses não se restringem às gripes, já que temos também doenças muito graves causadas por vírus, como poliomielite, febre amarela e a AIDS, por exemplo.
Na tabela abaixo listamos as doenças mais comuns transmitidas por vírus, seus principais sintomas e forma de prevenção:
ViroseTransmissãoPrevenção
Gripe H1N1Secreções expelidas pelo doente ao falar, tossir e espirrar. Mãos contaminadas pelas secreçõesVacinação, higiene das mãos, usar lenço ao tossir, espirrar e falar
CaxumbaVia aérea através da saliva expelida ou por contato direto com a saliva do doenteVacinação
RaivaMordida de animais contaminadosVacinação dos animais. Vacinação da pessoa mordida
RubéolaContato com as secreções de doentesVacinação
SarampoContato com as secreções de doentes ao falar, tossir e espirrarVacinação
DenguePicada da fêmea do mosquito Aedes aegypti, no ciclo pessoa → mosquito → pessoaCombate ao mosquito
PoliomieliteContato direto com o doente, pelas vias fecal-oral, por objetos, alimentos e água contaminados e por meio de gotículas de secreções do doente expelidas ao falar, tossir ou espirrarVacinação e hábitos de higiene
Febre amarelaPessoa infectada → mosquito Aedes aegypti → pessoa sadiaVacinação e combate ao mosquito
Observe na tabela que várias viroses possuem vacinas, sendo estas a melhor forma de impedir o contágio e a sua proliferação.
Figura 3: Vacinação. Crédito: United States Department of Health and Human Services, domínio público. Acesso em: 20/02/2019.
O tratamento das viroses com a morte do vírus é muito difícil, principalmente porque os vírus entram nas células do doente para se reproduzirem. A única forma de mata-los seria matando as células do doente, o que está fora de questão.
Figura 4: Célula infectada por um vírus. Crédito: imagem modificada de MesserWoland e Szczepan1990, CC-BY-SA-3.0. Acesso em: 20/02/2019.
Sendo assim, os vírus não podem ser combatidos com antibióticos; por isso os médicos passam remédios para tratar dos sintomas (antitérmicos, analgésicos, hidratação com soro etc.) e não dos vírus propriamente ditos.
É muito mais fácil fazer a prevenção às viroses pela vacinação e pelos cuidados com os hábitos de higiene.

Por que as viroses estão tão disseminadas?

Observe novamente a tabela verificando que muitas das viroses são transmitidas pelas secreções contaminadas emitidas com os espirros, tosses e fala dos doentes.
Figura 5: Secreções eliminadas na tosse. Crédito: imagem modificada de CDC Public Health Image library ID 11162, domínio público. Acesso em: 20/02/2019.
Assim, se não forem tomados os devidos cuidados como, por exemplo, usar lenços de papel (preferencialmente) ou colocar a mão (só na falta de lenços) na frente da boca e do nariz antes de tossir, espirrar ou falar pelos doentes, eles estarão liberando no ambiente uma quantidade enorme de vírus a cada espirro, tosse ou fala.
E essa é uma forma de disseminar rapidamente a doença, principalmente em ambientes de maior aglomeração e/ou com pouca ventilação.
Veja no vídeo abaixo do Centro Americano de Controle de Doenças uma criança com crise de tosse aguda.
Invólucro do vídeo da Khan Academy
Imagine uma pessoa contaminada pegando um ônibus ou metrô na hora do rush em um dia muito frio de inverno. Se a pessoa espirrar ou tossir sem nenhuma proteção nesse ambiente, ficarão no ar milhares de vírus.
Se as janelas não forem abertas e o ar renovado, os vírus ficarão no ambiente a espera de que alguém se contamine levando as mãos sujas aos olhos, nariz ou boca.
Agora imagine que isso aconteça dentro de um ônibus intermunicipal ou interestadual ou dentro de um avião. Hoje as epidemias podem se tornar mundiais muito rapidamente.
Por esse motivo a atenção à vacinação e aos cuidados com a higiene são extremamente importantes.
Não é à toa que os médicos estão diagnosticando muitas viroses ultimamente.
Cuide-se! E cuide muito bem de sua higiene!

Referências das figuras

Figura 1: Sorriso doente
Figura 3: Vacinação

Quer participar da conversa?

Você entende inglês? Clique aqui para ver mais debates na versão em inglês do site da Khan Academy.