If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal

Ciclo da água

Como a água percorre a biosfera. Transpiração, águas subterrâneas, aquíferos, escoamento.

Pontos Principais:

  • A maior parte da água na Terra é água salgada encontrada nos oceanos. Somente uma pequena fração é composta de água doce facilmente acessível, que é a que os humanos precisam.
  • A água encontrada na superfície da Terra pode passar por um ciclo rapidamente, entretanto muito da água da Terra está no gelo, nos oceanos e em reservatórios subterrâneos, e circula vagarosamente.
  • O ciclo da água é complexo e envolve mudanças de estado na água, bem como movimentos físicos da água através de e entre ecossistemas.
  • A água subterrânea é encontrada no subsolo, entre as partículas de solo e nas fendas de rochas. Aquíferos são reservatórios de água subterrânea frequentemente aproveitados em poços.

Água: Por que é importante?

A água é imensamente importante para os seres vivos. Mais de metade do seu corpo é composto de água, e se fôssemos dar uma olhada em suas células, descobriríamos que elas são mais de 70% água! Então, você - como a maioria dos animais terrestres - precisa de um suprimento confiável de água doce para sobreviver.
De toda a água da Terra, 97.5% é água salgada. Da água restante, mais de 99% está na forma de água subterrânea ou gelo. Dito isso, menos de 1% da água doce é encontrada em lagos, rios e outras formas disponíveis na superfície.
Esse gráfico não menciona pequenos reservatórios de água, como a atmosfera e os corpos de organismos vivos. Para uma análise mais detalhada, veja o site da USGS Water Science School.1\nCrédito da imagem: "Biogeochemical cycles: Figura 1" por OpenStax College, Concepts of Biology, CC BY 4.0.
Muitos organismos vivos dependem desse pequeno suprimento de água doce disponível na superfície, e a falta de água pode ter sérios efeitos sobre os ecossistemas. Humanos, obviamente, desenvolveram algumas tecnologias para aumentar a disponibilidade de água. Estas tecnologias incluem cavar poços para obter água subterrânea, coletar água da chuva e usar dessalinização (remoção de sal) para obter água doce do oceano. Entretanto, água potável limpa e segura não está sempre disponível em muitas partes do mundo de hoje.
A maior parte da água da Terra não passa por um ciclo (se mover de um lugar para outro) muito rapidamente. Podemos ver isso na figura abaixo, que mostra o tempo médio que uma molécula de água individual passa em cada importante reservatório de água da Terra (uma medida chamada tempo de residência). A água nos oceanos, subterrânea e na forma de gelo tende a passar por um ciclo muito lentamente. Somente a água superficial passa rapidamente por um ciclo .
Crédito da imagem: "Biogeochemical cycles: Figure 3, por OpenStax College, Biology, CC BY 4.0

O ciclo da água

O ciclo da água é conduzido pela energia do sol. O sol aquece a superfície oceânica e outras águas superficiais, fazendo com que a água líquida evapore e o gelo sublime (transforme-se diretamente de sólido a gás). Esse processo conduzido pelo sol move a água para a atmosfera na forma de vapor de água.
Com o tempo, o vapor de água na atmosfera se condensa em nuvens e finalmente cai como precipitação (chuva ou neve). Quando a precipitação atinge a superfície da Terra, ela tem poucas opções: pode evaporar novamente, fluir pela superfície, ou percolar (infiltrar) no solo.
Em ecossistemas de terra firme, ou terrestres, em seu estado natural, normalmente a chuva atinge as folhas e outras superfícies de plantas antes de atingir o solo. Parte da água evapora rapidamente da superfície das plantas. A água que sobra atinge o solo e, na maioria dos casos, começará a se mover para baixo, adentrando o solo.
Em geral, a água se move ao longo da superfície como escoamento somente quando o solo está saturado de água, quando está chovendo muito ou quando a superfície não consegue absorver muita água. Uma superfície não absorvente pode ser uma rocha em um ecossistema natural ou asfalto ou cimento em um ecossistema urbano ou suburbano.
Crédito da imagem: "The water cycle" por NOAA National Weather Service Jetstream, CC BY 2.0
Em níveis superiores do solo a água pode ser absorvida pelas raízes das plantas. As plantas usam parte da água em seu metabolismo e a água que está nos tecidos das plantas pode acabar no corpo de um animal quando as plantas são comidas. Entretanto, a maior parte da água que entra no corpo da planta será perdida novamente para atmosfera em um processo chamado transpiração. Na transpiração, a água entra através das raízes, viaja para cima através dos tubos vasculares formados por células mortas e evapora através de poros encontrados nas folhas, chamados de estômatos.
Se a água não é absorvida pelas raízes das plantas, pode percolar para o subsolo e leito rochoso, formando as águas subterrâneas. Água subterrânea é a água encontrada nos poros entre partículas de areia e cascalho ou em fendas de rochas, e é um reservatório importante de água doce. Águas subterrâneas rasas fluem lentamente através de poros e fissuras e acabam encontrando seu caminho até um riacho ou lago, onde podem novamente se tornar parte da água superficial.
Algumas águas subterrâneas se situam profundamente no leito rochoso e podem ficar lá por milênios. Reservatórios de águas subterrâneas, ou aquíferos, são usualmente a fonte de água potável ou de irrigação, drenadas através de poços. Hoje, muitos aquíferos estão sendo usados mais rapidamente do que conseguem se renovar pela água que se move da superfície para baixo.

O ciclo da água direciona outros ciclos

O ciclo da água é importante por si só e padrões do ciclo da água e chuva têm grandes efeitos sobre os ecossistemas da Terra. Entretanto, chuvas e escoamentos superficiais também têm papéis importantes na ciclagem de vários elementos. Esses incluem o carbono, o nitrogênio, o fósforo e o enxofre. Em particular, escoamentos superficiais ajudam a mover elementos de ecossistemas terrestres (situados em terra) para ecossistemas aquáticos.
Observaremos de perto como isso funciona nos próximos artigos, onde examinaremos ciclos biogeoquímicos de diferentes elementos.

Quer participar da conversa?

  • Avatar aqualine ultimate style do usuário pedro chimenes
    como é feita a água?
    (4 votos)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
  • Avatar starky tree style do usuário ADM
    interesante
    mas como isso afeta o gremio
    (4 votos)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
  • Avatar blobby green style do usuário miriakamily.1512
    a agua foi cria da em que ano
    (3 votos)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
  • Avatar blobby green style do usuário isaacpereira.0307
    grandes efeitos de ecossistemas da terra
    (3 votos)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
  • Avatar blobby green style do usuário samillysouza.1702
    como que e feito a agua
    (3 votos)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
  • Avatar duskpin sapling style do usuário yasminvitoria.1511
    o ciclo da agua e causa o que
    (3 votos)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
  • Avatar duskpin sapling style do usuário Iza Ruiz Sirqueira  de Oliveira
    E possível uma geleira vim pro Brasil?
    (3 votos)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
  • Avatar blobby green style do usuário sophiasouza.1210
    não tenho palavras:I
    (2 votos)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
  • Avatar eggleston blue style do usuário isacklopes40
    Pontos Principais:
    A maior parte da água na Terra é água salgada encontrada nos oceanos. Somente uma pequena fração é composta de água doce facilmente acessível, que é a que os humanos precisam.
    A água encontrada na superfície da Terra pode passar por um ciclo rapidamente, entretanto muito da água da Terra está no gelo, nos oceanos e em reservatórios subterrâneos, e circula vagarosamente.
    O ciclo da água é complexo e envolve mudanças de estado na água, bem como movimentos físicos da água através de e entre ecossistemas.
    A água subterrânea é encontrada no subsolo, entre as partículas de solo e nas fendas de rochas. Aquíferos são reservatórios de água subterrânea frequentemente aproveitados em poços.
    Água: Por que é importante?
    A água é imensamente importante para os seres vivos. Mais de metade do seu corpo é composto de água, e se fôssemos dar uma olhada em suas células, descobriríamos que elas são mais de
    70
    %
    70%70, percent água! Então, você - como a maioria dos animais terrestres - precisa de um suprimento confiável de água doce para sobreviver.
    De toda a água da Terra,
    97.5
    %
    97.5%97, point, 5, percent é água salgada. Da água restante, mais de
    99
    %
    99%99, percent está na forma de água subterrânea ou gelo. Dito isso, menos de
    1
    %
    1%1, percent da água doce é encontrada em lagos, rios e outras formas disponíveis na superfície.
    O gráfico pizza mostra que 97,5 por cento da água da Terra, ou 1.365.000.000 de quilômetros cúbicos, é água salgada. Os 2,5 por cento restantes, ou 35.000.000 de quilômetros cúbicos, é água doce. Dessa água doce, 68,9 por cento está congelada em geleiras ou cobertura de neve permanente. As águas subterrâneas—como a umidade do solo, pântanos e solo congelado—somam 30,8 por cento. O 0,3 por cento restante está em lagos e rios.
    O gráfico pizza mostra que 97,5 por cento da água da Terra, ou 1.365.000.000 de quilômetros cúbicos, é água salgada. Os 2,5 por cento restantes, ou 35.000.000 de quilômetros cúbicos, é água doce. Dessa água doce, 68,9 por cento está congelada em geleiras ou cobertura de neve permanente. As águas subterrâneas—como a umidade do solo, pântanos e solo congelado—somam 30,8 por cento. O 0,3 por cento restante está em lagos e rios.
    Esse gráfico não menciona pequenos reservatórios de água, como a atmosfera e os corpos de organismos vivos. Para uma análise mais detalhada, veja o site da USGS Water Science School.
    1
    1
    start superscript, 1, end superscript\nCrédito da imagem: "Biogeochemical cycles: Figura 1" por OpenStax College, Concepts of Biology, CC BY 4.0.
    Muitos organismos vivos dependem desse pequeno suprimento de água doce disponível na superfície, e a falta de água pode ter sérios efeitos sobre os ecossistemas. Humanos, obviamente, desenvolveram algumas tecnologias para aumentar a disponibilidade de água. Estas tecnologias incluem cavar poços para obter água subterrânea, coletar água da chuva e usar dessalinização (remoção de sal) para obter água doce do oceano. Entretanto, água potável limpa e segura não está sempre disponível em muitas partes do mundo de hoje.
    A maior parte da água da Terra não passa por um ciclo (se mover de um lugar para outro) muito rapidamente. Podemos ver isso na figura abaixo, que mostra o tempo médio que uma molécula de água individual passa em cada importante reservatório de água da Terra (uma medida chamada tempo de residência). A água nos oceanos, subterrânea e na forma de gelo tende a passar por um ciclo muito lentamente. Somente a água superficial passa rapidamente por um ciclo .
    A barras do gráfico mostram o tempo de residência médio das moléculas de água em vários reservatórios. O tempo de residência para geleiras e solo congelado é de 1.000 a 10.000 anos. O tempo de residência para águas subterrâneas é de duas semanas a 10.000 anos. O tempo de residência para oceanos e mares é 4.000 anos. O tempo de residência para lagos e reservatórios é 10 anos. O tempo de residência para pântanos é de um a 10 anos. O tempo de residência para a umidade do solo é de duas semanas a um ano. O tempo de residência para rios é de duas semanas. O tempo de residência na atmosfera é de 1,5 semanas. O tempo de residência na biosfera, ou o tempo de residência nos organismos vivos, é de uma semana.
    A barras do gráfico mostram o tempo de residência médio das moléculas de água em vários reservatórios. O tempo de residência para geleiras e solo congelado é de 1.000 a 10.000 anos. O tempo de residência para águas subterrâneas é de duas semanas a 10.000 anos. O tempo de residência para oceanos e mares é 4.000 anos. O tempo de residência para lagos e reservatórios é 10 anos. O tempo de residência para pântanos é de um a 10 anos. O tempo de residência para a umidade do solo é de duas semanas a um ano. O tempo de residência para rios é de duas semanas. O tempo de residência na atmosfera é de 1,5 semanas. O tempo de residência na biosfera, ou o tempo de residência nos organismos vivos, é de uma semana.
    Crédito da imagem: "Biogeochemical cycles: Figure 3, por OpenStax College, Biology, CC BY 4.0
    O ciclo da água
    O ciclo da água é conduzido pela energia do sol. O sol aquece a superfície oceânica e outras águas superficiais, fazendo com que a água líquida evapore e o gelo sublime (transforme-se diretamente de sólido a gás). Esse processo conduzido pelo sol move a água para a atmosfera na forma de vapor de água.
    Com o tempo, o vapor de água na atmosfera se condensa em nuvens e finalmente cai como precipitação (chuva ou neve). Quando a precipitação atinge a superfície da Terra, ela tem poucas opções: pode evaporar novamente, fluir pela superfície, ou percolar (infiltrar) no solo.
    Em ecossistemas de terra firme, ou terrestres, em seu estado natural, normalmente a chuva atinge as folhas e outras superfícies de plantas antes de atingir o solo. Parte da água evapora rapidamente da superfície das plantas. A água que sobra atinge o solo e, na maioria dos casos, começará a se mover para baixo, adentrando o solo.
    Em geral, a água se move ao longo da superfície como escoamento somente quando o solo está saturado de água, quando está chovendo muito ou quando a superfície não consegue absorver muita água. Uma superfície não absorvente pode ser uma rocha em um ecossistema natural ou asfalto ou cimento em um ecossistema urbano ou suburbano.
    A água evapora da superfície do oceano e forma nuvens por condensação. A água nas nuvens pode cair como precipitação tanto em terra quanto no mar. As nuvens formadas sobre o mar podem se mover para a terra. Quando a chuva cai sobre a terra, ela pode escoar pela superfície, infiltrar-se no solo—mover-se para dentro dele a partir da superfície—e percolar através do solo, movendo-se para baixo para se tornar água subterrânea. Águas subterrâneas em níveis superiores podem escoar para rios, lagos ou oceanos. Águas próximas à superfície do solo podem ser absorvidas por plantas e se mover para fora de seus corpos através da transpiração das folhas. O escoamento de neve derretida e a sublimação da neve e gelo são outros processos que contribuem para o ciclo da água.
    A água evapora da superfície do oceano e forma nuvens por condensação. A água nas nuvens pode cair como precipitação tanto em terra quanto no mar. As nuvens formadas sobre o mar podem se mover para a terra. Quando a chuva cai sobre a terra, ela pode escoar pela superfície, infiltrar-se no solo—mover-se para dentro dele a partir da superfície—e percolar através do solo, movendo-se para baixo para se tornar água subterrânea. Águas subterrâneas em níveis superiores podem escoar para rios, lagos ou oceanos. Águas próximas à superfície do solo podem ser absorvidas por plantas e se mover para fora de seus corpos através da transpiração das folhas. O escoamento de neve derretida e a sublimação da neve e gelo são outros processos que contribuem para o ciclo da água.
    Crédito da imagem: "The water cycle" por NOAA National Weather Service Jetstream, CC BY 2.0
    Em níveis superiores do solo a água pode ser absorvida pelas raízes das plantas. As plantas usam parte da água em seu metabolismo e a água que está nos tecidos das plantas pode acabar no corpo de um animal quando as plantas são comidas. Entretanto, a maior parte da água que entra no corpo da planta será perdida novamente para atmosfera em um processo chamado transpiração. Na transpiração, a água entra através das raízes, viaja para cima através dos tubos vasculares formados por células mortas e evapora através de poros encontrados nas folhas, chamados de estômatos.
    [Por que uma planta absorveria água que não vai usar?]
    Se a água não é absorvida pelas raízes das plantas, pode percolar para o subsolo e leito rochoso, formando as águas subterrâneas. Água subterrânea é a água encontrada nos poros entre partículas de areia e cascalho ou em fendas de rochas, e é um reservatório importante de água doce. Águas subterrâneas rasas fluem lentamente através de poros e fissuras e acabam encontrando seu caminho até um riacho ou lago, onde podem novamente se tornar parte da água superficial.
    Algumas águas subterrâneas se situam profundamente no leito rochoso e podem ficar lá por milênios. Reservatórios de águas subterrâneas, ou aquíferos, são usualmente a fonte de água potável ou de irrigação, drenadas através de poços. Hoje, muitos aquíferos estão sendo usados mais rapidamente do que conseguem se renovar pela água que se move da superfície para baixo.
    O ciclo da água direciona outros ciclos
    O ciclo da água é importante por si só e padrões do ciclo da água e chuva têm grandes efeitos sobre os ecossistemas da Terra. Entretanto, chuvas e escoamentos superficiais também têm papéis importantes na ciclagem de vários elementos. Esses incluem o carbono, o nitrogênio, o fósforo e o enxofre. Em particular, escoamentos superficiais ajudam a mover elementos de ecossistemas terrestres (situados em terra) para ecossistemas aquáticos.
    Observaremos de perto como isso funciona nos próximos artigos, onde examinaremos ciclos biogeoquímicos de diferentes elementos.
    [Créditos e referências]
    Pergunta
    Avatar eggleston blue style do usuário Isack454BrOFC
    Faça uma pergunta...
    Classificar por:

    Avatar stelly green style do usuário aesthetichellenah
    aesthetichellenah
    há 5 dias
    Publicado há há 5 dias. Link direto para a postagem “"A água é um recurso natu...” de aesthetichellenah
    "A água é um recurso natural abundante essencial para a existência de vida na Terra. O planeta Terra é constituído por uma extensa massa de água, correspondendo ao que conhecemos como hidrosfera.

    Além de estar presente na composição do planeta, a água também compõe parte do nosso corpo, permitindo-nos pensar que falar de água é falar de sobrevivência. Essa substância é utilizada em atividades essenciais ao ser humano, como a produção agrícola, e também usada como solvente universal.

    A água era considerada um recurso inesgotável. Contudo, desde que foi considerada um símbolo de riqueza, por ter sido transformada em uma mercadoria, passou também a ser sinônimo de conflito. O mau uso, o desperdício, sua distribuição, bem como sua ocorrência são responsáveis por criar conflitos em diversas regiões do mundo. A preocupação com a disponibilidade de água é pauta frequente nas discussões ambientais e geopolíticas."
    Responder à postagem “"A água é um recurso natu...” de aesthetichellenah

    Comentar sobre a postagem “"A água é um recurso natu...” de aesthetichellenah
    (1 voto)

    Votar a favor

    Votar contra

    MarcarAbre um passo-a-passo de como sinalizar conteúdo

    Avatar duskpin sapling style do usuário andreluiz.1102
    andreluiz.1102
    há 5 dias
    Publicado há há 5 dias. Link direto para a postagem “A maior parte da água na ...” de andreluiz.1102
    A maior parte da água na Terra é água salgada encontrada nos oceanos. Somente uma pequena fração é composta de água doce facilmente acessível, que é a que os humanos precisam.
    A água encontrada na superfície da Terra pode passar por um ciclo rapidamente, entretanto muito da água da Terra está no gelo, nos oceanos e em reservatórios subterrâneos, e circula vagarosamente.
    O ciclo da água é complexo e envolve mudanças de estado na água, bem como movimentos físicos da água através de e entre ecossistemas.
    A água subterrânea é encontrada no subsolo, entre as partículas de solo e nas fendas de rochas. Aquíferos são reservatórios de água subterrânea frequentemente aproveitados em poços.
    Água: Por que é importante?
    A água é imensamente importante para os seres vivos. Mais de metade do seu corpo é composto de água, e se fôssemos dar uma olhada em suas células, descobriríamos que elas são mais de
    70
    %
    70%70, percent água! Então, você - como a maioria dos animais terrestres - precisa de um suprimento confiável de água doce para sobreviver.
    De toda a água da Terra,
    97.5
    %
    97.5%97, point, 5, percent é água salgada. Da água restante, mais de
    99
    %
    99%99, percent está na forma de água subterrânea ou gelo. Dito isso, menos de
    1
    %
    1%1, percent da água doce é encontrada em lagos, rios e outras formas disponíveis na superfície.
    O gráfico pizza mostra que 97,5 por cento da água da Terra, ou 1.365.000.000 de quilômetros cúbicos, é água salgada. Os 2,5 por cento restantes, ou 35.000.000 de quilômetros cúbicos, é água doce. Dessa água doce, 68,9 por cento está congelada em geleiras ou cobertura de neve permanente. As águas subterrâneas—como a umidade do solo, pântanos e solo congelado—somam 30,8 por cento. O 0,3 por cento restante está em lagos e rios.
    O gráfico pizza mostra que 97,5 por cento da água da Terra, ou 1.365.000.000 de quilômetros cúbicos, é água salgada. Os 2,5 por cento restantes, ou 35.000.000 de quilômetros cúbicos, é água doce. Dessa água doce, 68,9 por cento está congelada em geleiras ou cobertura de neve permanente. As águas subterrâneas—como a umidade do solo, pântanos e solo congelado—somam 30,8 por cento. O 0,3 por cento restante está em lagos e rios.
    Esse gráfico não menciona pequenos reservatórios de água, como a atmosfera e os corpos de organismos vivos. Para uma análise mais detalhada, veja o site da USGS Water Science School.
    1
    1
    start superscript, 1, end superscript\nCrédito da imagem: "Biogeochemical cycles: Figura 1" por OpenStax College, Concepts of Biology, CC BY 4.0.
    Muitos organismos vivos dependem desse pequeno suprimento de água doce disponível na superfície, e a falta de água pode ter sérios efeitos sobre os ecossistemas. Humanos, obviamente, desenvolveram algumas tecnologias para aumentar a disponibilidade de água. Estas tecnologias incluem cavar poços para obter água subterrânea, coletar água da chuva e usar dessalinização (remoção de sal) para obter água doce do oceano. Entretanto, água potável limpa e segura não está sempre disponível em muitas partes do mundo de hoje.
    A maior parte da água da Terra não passa por um ciclo (se mover de um lugar para outro) muito rapidamente. Podemos ver isso na figura abaixo, que mostra o tempo médio que uma molécula de água individual passa em cada importante reservatório de água da Terra (uma medida chamada tempo de residência). A água nos oceanos, subterrânea e na forma de gelo tende a passar por um ciclo muito lentamente. Somente a água superficial passa rapidamente por um ciclo .
    A barras do gráfico mostram o tempo de residência médio das moléculas de água em vários reservatórios. O tempo de residência para geleiras e solo congelado é de 1.000 a 10.000 anos. O tempo de residência para águas subterrâneas é de duas semanas a 10.000 anos. O tempo de residência para oceanos e mares é 4.000 anos. O tempo de residência para lagos e reservatórios é 10 anos. O tempo de residência para pântanos é de um a 10 anos. O tempo de residência para a umidade do solo é de duas semanas a um ano. O tempo de residência para rios é de duas semanas. O tempo de residência na atmosfera é de 1,5 semanas. O tempo de residência na biosfera, ou o tempo de residência nos organismos vivos, é de uma semana.
    A barras do gráfico mostram o tempo de residência médio das moléculas de água em vários reservatórios. O tempo de residência para geleiras e solo congelado é de 1.000 a 10.000 anos. O tempo de residência para águas subterrâneas é de duas semanas a 10.000 anos. O tempo de residência para oceanos e mares é 4.000 anos. O tempo de residência para lagos e reservatórios é 10 anos. O tempo de residência para pântanos é de um a 10 anos. O tempo de residência para a umidade do solo é de duas semanas a um ano. O tempo de residência para rios é de duas semanas. O tempo de residência na atmosfera é de 1,5 semanas. O tempo de residência na biosfera, ou o tempo de residência nos organismos vivos, é de uma semana.
    Crédito da imagem: "Biogeochemical cycles: Figure 3, por OpenStax College, Biology, CC BY 4.0
    O ciclo da água
    O ciclo da água é conduzido pela energia do sol. O sol aquece a superfície oceânica e outras águas superficiais, fazendo com que a água líquida evapore e o gelo sublime (transforme-se diretamente de sólido a gás). Esse processo conduzido pelo sol move a água para a atmosfera na forma de vapor de água.
    Com o tempo, o vapor de água na atmosfera se condensa em nuvens e finalmente cai como precipitação (chuva ou neve). Quando a precipitação atinge a superfície da Terra, ela tem poucas opções: pode evaporar novamente, fluir pela superfície, ou percolar (infiltrar) no solo.
    Em ecossistemas de terra firme, ou terrestres, em seu estado natural, normalmente a chuva atinge as folhas e outras superfícies de plantas antes de atingir o solo. Parte da água evapora rapidamente da superfície das plantas. A água que sobra atinge o solo e, na maioria dos casos, começará a se mover para baixo, adentrando o solo.
    Em geral, a água se move ao longo da superfície como escoamento somente quando o solo está saturado de água, quando está chovendo muito ou quando a superfície não consegue absorver muita água. Uma superfície não absorvente pode ser uma rocha em um ecossistema natural ou asfalto ou cimento em um ecossistema urbano ou suburbano.
    A água evapora da superfície do oceano e forma nuvens por condensação. A água nas nuvens pode cair como precipitação tanto em terra quanto no mar. As nuvens formadas sobre o mar podem se mover para a terra. Quando a chuva cai sobre a terra, ela pode escoar pela superfície, infiltrar-se no solo—mover-se para dentro dele a partir da superfície—e percolar através do solo, movendo-se para baixo para se tornar água subterrânea. Águas subterrâneas em níveis superiores podem escoar para rios, lagos ou oceanos. Águas próximas à superfície do solo podem ser absorvidas por plantas e se mover para fora de seus corpos através da transpiração das folhas. O escoamento de neve derretida e a sublimação da neve e gelo são outros processos que contribuem para o ciclo da água.
    A água evapora da superfície do oceano e forma nuvens por condensação. A água nas nuvens pode cair como precipitação tanto em terra quanto no mar. As nuvens formadas sobre o mar podem se mover para a terra. Quando a chuva cai sobre a terra, ela pode escoar pela superfície, infiltrar-se no solo—mover-se para dentro dele a partir da superfície—e percolar através do solo, movendo-se para baixo para se tornar água subterrânea. Águas subterrâneas em níveis superiores podem escoar para rios, lagos ou oceanos. Águas próximas à superfície do solo podem ser absorvidas por plantas e se mover para fora de seus corpos através da transpiração das folhas. O escoamento de neve derretida e a sublimação da neve e gelo são outros processos que contribuem para o ciclo da água.
    Crédito da imagem: "The water cycle" por NOAA National Weather Service Jetstream, CC BY 2.0
    Em níveis superiores do solo a água pode ser absorvida pelas raízes das plantas. As plantas usam parte da água em seu metabolismo e a água que está nos tecidos das plantas pode acabar no corpo de um animal quando as plantas são comidas. Entretanto, a maior parte da água que entra no corpo da planta será perdida novamente para atmosfera em um processo chamado transpiração. Na transpiração, a água entra através das raízes, viaja para cima através dos tubos vasculares formados por células mortas e evapora através de poros encontrados nas folhas, chamados de estômatos.
    [Por que uma planta absorveria água que não vai usar?]
    Se a água não é absorvida pelas raízes das plantas, pode percolar para o subsolo e leito rochoso, formando as águas subterrâneas. Água subterrânea é a água encontrada nos poros entre partículas de areia e cascalho ou em fendas de rochas, e é um reservatório importante de água doce. Águas subterrâneas rasas fluem lentamente através de poros e fissuras e acabam encontrando seu caminho até um riacho ou lago, onde podem novamente se tornar parte da água superficial.
    Algumas águas subterrâneas se situam profundamente no leito rochoso e podem ficar lá por milênios. Reservatórios de águas subterrâneas, ou aquíferos, são usualmente a fonte de água potável ou de irrigação, drenadas através de poços. Hoje, muitos aquíferos estão sendo usados mais rapidamente do que conseguem se renovar pela água que se move da superfície para baixo.
    O ciclo da água direciona outros ciclos
    O ciclo da água é importante por si só e padrões do ciclo da água e chuva têm grandes efeitos sobre os ecossistemas da Terra. Entretanto, chuvas e escoamentos superficiais também têm papéis importantes na ciclagem de vários elementos. Esses incluem o carbono, o nitrogênio, o fósforo e o enxofre. Em particular, escoamentos superficiais ajudam a mover elementos de ecossistemas terrestres (situados em terra) para ecossistemas aquáticos.
    Observaremos de perto como isso funciona nos próximos artigos, onde examinaremos ciclos biogeoquímicos de diferentes elementos.
    (2 votos)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
  • Avatar mr pants purple style do usuário leticiamoreira.0701
    como foi feita a água e qual ano
    (2 votos)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
Você entende inglês? Clique aqui para ver mais debates na versão em inglês do site da Khan Academy.