If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal

Calorias e quilocalorias

Na maioria dos alimentos e bebidas que consumimos existe uma tabela ou rótulo com o valor energético e descrição dos constituintes. Você sabe o que significam os dados encontrados nesses rótulos? Vamos falar sobre eles neste artigo.

Introdução

Você já teve ter observado que as embalagens dos alimentos e das bebidas trazem, além das datas de fabricação, vencimento e lote de fabricação, uma tabela com porcentagens de nutrientes e valor nutricional.
Isso é fruto de uma determinação legal, a aprovação da Resolução RDC n. 40 pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) em 21 de março de 2001.
O principal objetivo dessa resolução é dar ao consumidor o poder de escolha, a partir da comparação de informações sobre a composição e o valor calórico dos alimentos.
Para tanto, essas informações deveriam ser claras e objetivas, mas não é isso que acontece atualmente.
Vamos analisar juntos o rótulo de leite desnatado mostrado na Figura 1.
Figura 1: Rótulo de leite desnatado com informações nutricionais. Crédito: Ana Lucia Souto, domínio público. Acesso em: 28/02/2019.
Esse rótulo nos informa que uma porção de 200 mL ou 1 copo de leite contém 70 kcal, o que é igual a 298 kJ e equivale a 4% dos valores diários com base em uma dieta de 2.000 Kcal ou 8.400 kJ.
Mas o que significa tudo isso?
Vamos por partes, primeiro o rótulo nos diz que todos os valores dados são referentes a um copo de leite de 200 mL.
Mais ainda, o rótulo diz que essa quantidade possui 70 kcal ou 298 kJ.
E o que são esses símbolos?
kcal é a abreviação de quilocaloria.
Ah, tá!
kJ é a abreviação de quilo Joule.
E?
Vamos ver isso daqui a pouco neste artigo, mas antes vamos terminar de analisar o rótulo, ok?
O rótulo traz ainda as porcentagens de carboidrato, proteína, três tipos de gorduras (totais, saturadas e trans), sódio e cálcio presentes em cada copo de leite.
Por que esses nutrientes?
Vamos analisar outro rótulo, agora de uma pipoca de micro-ondas (Figura 2).
Figura 2: Rótulo de pipoca de micro-ondas com informações nutricionais. Crédito: Ana Lucia Souto, domínio público. Acesso em: 28/02/2019.
Esse rótulo nos diz que 25g ou uma xícara de pipoca tem valor energético igual a 101 kcal que é igual a 424 kJ, equivalendo a 5% dos valores diários com base em uma dieta de 2.000 kcal ou 8.400 kJ.
Ops, mais do que um copo de leite! Isso mesmo.
No rótulo da pipoca estão as mesmas informações e símbolos que o rótulo do leite, com duas exceções: o rótulo do leite mostra a quantidade de cálcio, ao passo que o da pipoca mostra a quantidade de fibras alimentares.
Por que praticamente os mesmos nutrientes estão presentes nos dois rótulos?
Porque as quantidades de carboidratos, proteínas e gorduras são usadas para determinar o valor energético dos alimentos.
Na tabela abaixo são mostradas as quantidades de energia liberadas na digestão de um grama de cada nutriente.
NutrienteValor energético / grama (kcal)
Gorduras9,4
Carboidrato4,2
Proteína5,65
Bebidas alcoólicas7 kcal/mL
Pela tabela é fácil perceber por que alimentos gordurosos engordam, já que possuem teor energético muito maior que os demais nutrientes.
O mesmo acontece com bebidas alcoólicas. O álcool é muito energético, não é à toa que o etanol é usado como combustível.
Com esses dados os consumidores podem escolher entre alimentos similares mais ou menos energéticos, dependendo de suas intenções e condições de saúde.
Vamos ver agora o que são calorias, quilocalorias e quilo Joule.

Caloria e quilocaloria (kcal)

No meio científico, caloria é uma unidade de medida da energia.
Sua definição é:
Uma caloria é a quantidade de energia que deve ser transferida para um grama (1,0 g) de água líquida para elevar sua temperatura em um grau Celsius.
A quilocaloria é uma unidade múltipla da caloria, sendo 1 kcal = 1.000 cal.
Quando queimamos um combustível como, por exemplo, o carvão, a gasolina ou o gás de cozinha ocorre liberação de energia, além de gás carbônico e vapor de água. Essa energia, chamada energia térmica, é normalmente expressa em calorias (cal) ou em seu múltiplo quilocalorias (kcal).
Da mesma forma, a quebra dos alimentos durante a digestão, e dos nutrientes pelas células, libera energia térmica que pode ser expressa em calorias ou quilocalorias.
Perceba que a tabela da introdução que compara o valor energético dos nutrientes está expressa em kcal.

Joule e quilo Joule (kJ)

Agora a pergunta é: por que os rótulos trazem também os valores energéticos em quilo Joule ou kJ?
O joule é a medida usada internacionalmente na comunidade científica para expressar energia, qualquer tipo de energia – térmica, potencial, cinética, mecânica e elétrica.
O valor calórico dos alimentos também pode ser expresso em joules (J), basta fazer a conversão considerando que 1 cal = 4,18 J.
Quase todos os países que usam o Sistema Internacional de Unidades e Medidas expressam os valores energéticos dos alimentos e bebidas em joules (J) ou em seu múltiplo quilo joule (kJ), onde 1 kJ = 1.000 J.
O Brasil adota as unidades do Sistema Internacional e, dessa forma, começou também a expressar o valor energético dos alimentos em joules.
Nos rótulos brasileiros encontramos ambas as unidades porque a Resolução RDC n. 40 da ANVISA recomenda que os valores calóricos dos alimentos sejam em quilocalorias ou kcal.

Quer participar da conversa?

  • Avatar aqualine ultimate style do usuário felipe.dian
    vai fala isso pra jorema
    (1 voto)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
  • Avatar piceratops seed style do usuário arthur boscoli
    nao gosteismkcwvbhlakv\
    (0 votos)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
Você entende inglês? Clique aqui para ver mais debates na versão em inglês do site da Khan Academy.