If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:8:15

Transcrição de vídeo

RKA - Olá, meu amigo ou minha amiga, tudo bem com você? Seja muito bem-vindo(a) a mais uma aula de ciências da natureza. Nesta aula, nós vamos conversar sobre o petróleo e a destilação fracionada do petróleo, um processo que é usado para produzir derivados como, por exemplo, o diesel, a gasolina, o querosene, o gás e diversos lubrificantes. Mas antes de falar sobre esse processo, é importante a gente conhecer o petróleo e o que ele é. O petróleo é um combustível fóssil, portanto, é utilizado como fonte de energia para diversos motores e máquinas. Na verdade, praticamente todos os motores que funcionam à combustão utilizam a energia presente no petróleo para funcionarem. Apesar de muitas pessoas estarem buscando fontes de energias alternativas, o petróleo ainda é considerado um dos principais recursos naturais utilizados como fonte de energia, além de também ser utilizado para a fabricação de produtos sintéticos, como o plástico, e também ser utilizado como base para asfalto. Ou seja, utilizamos ele para muitas coisas em nossa sociedade atual. Mas vamos entender aqui um pouquinho mais o que é o petróleo. O petróleo é uma substância oleosa e inflamável. É originado a partir da decomposição de matéria orgânica, tais como vegetais e animais marinhos que foram soterrados há muito tempo por sedimentos de rochas. É por esse motivo, inclusive, que é chamado de combustível fóssil. Para realizar todo esse processo de transformação de matéria orgânica em petróleo, várias bactérias vão realizar o processo de decomposição. Aí, toda a matéria originada através desse processo vai se acumular em camadas do subsolo que se encontram em bacias sedimentares, em uma região no assoalho oceânico que está, inclusive, no fundo dos mares ou de lagos submetidos, inclusive, a uma pressão muito alta. Ao longo dos anos, de muitos anos mesmo, esses depósitos sofreram diversas modificações até se transformarem no que corresponde à substância oleosa que nós conhecemos hoje, ou seja, o petróleo. Ah, uma coisa que eu não falei com você é que a palavra "petróleo" tem origem no latim, já que "petra" significa pedra e "oleum" significa óleo. Ele é bem denso, mas menos denso que a água e normalmente possui uma cor escura. Ele pode ser encontrado tanto no fundo do mar como em terra firme, mas é muito mais comum a gente encontrar o petróleo abaixo de água salgada, já que ele possui origem marinha. Esses lugares, inclusive, são conhecidos como poços de petróleo. Bem, agora que você já sabe como o petróleo é produzido, você deve estar fazendo uma pergunta: como os poços de petróleo são descobertos? E como o petróleo é extraído? Para realizar a descoberta dos poços de petróleo, são realizados vários procedimentos. O procedimento mais comum é feito através da detonação de cargas explosivas no solo. Aí, mediando as ondas de choque que são refletidas nas várias camadas do subsolo, é possível identificar o local provável de se encontrar o petróleo. Como eu disse, essa não é a única maneira, mas é a forma mais comum. Após encontrar o petróleo, é preciso fazer a extração, e isso normalmente é feito através das plataformas petrolíferas, um detalhe muito importante que eu preciso conversar com você. A extração do petróleo do mar é uma das tarefas mais difíceis de todo o processo. Depois de realizar uma etapa bem complexa e elaborada para construir todo o maquinário e equipamento de extração, o petróleo é extraído dos poços e é enviado por bombeamento para os depósitos mais próximos. Nessa etapa, ele ainda não está pronto para ser transportado, porque precisa ainda ficar em repouso para que a água salgada, a argila e algumas impurezas existentes sejam previamente separadas do petróleo através de um processo conhecido como decantação. Ah, eu preciso também fazer um breve comentário aqui com você. Uma das piores impurezas do petróleo é o enxofre, e é preciso retirar o máximo possível de enxofre do petróleo. Assim que o processo de decantação termina, o petróleo é bombeado para os tanques de armazenamento e enviado por oleodutos para a refinaria. Os oleodutos são tubulações especiais para o petróleo. Um detalhe é que se a plataforma estiver muito longe da terra firme, o petróleo é transportado por navios e aí, só quando ele chega em terra firme, é transportado até a refinaria através dos oleodutos. A refinaria é o local onde acontece a purificação e separação dos componentes do petróleo. É aí que o petróleo é transformado em uma série de derivados através de diversos métodos. Bem, aqui chegamos ao título de nossa aula, porque um dos processos realizados para separar o petróleo em seus componentes ou derivados é a destilação fracionada. A destilação fracionada é o nome dado ao método de separação dos componentes de uma mistura homogênea formada por líquidos e que apresentam diferentes pontos de ebulição. Ah, o ponto de ebulição é a temperatura na qual um líquido muda de estado físico para o gasoso, ou seja, a temperatura na qual ele ferve. Mas enfim, como que funciona o processo de destilação fracionada? Em relação ao petróleo, a destilação fracionada é realizada em grandes colunas de destilação. Cada fração do petróleo vai entrar em ebulição ou ferver a uma temperatura diferente. Aí, quando o petróleo é colocado em uma coluna de destilação, cada fração do petróleo vai ocupando uma parte dessa coluna. O legal é que, como eu falei com você, antes de entrar na coluna de destilação, o petróleo é aquecido justamente para que ocorra a separação dos componentes do petróleo através da temperatura de ebulição. Aí, quando ele entra na coluna, cada componente é separado de acordo com o peso, em que as frações mais leves ficam na parte de cima, tais como os gases metano e etano, e as frações mais pesadas vão ficar na parte de baixo, tais como o óleo combustível e o óleo diesel. Mas vamos observar rapidinho uma coluna de destilação e os componentes do petróleo. Vamos começar dos mais pesados, aqui embaixo, para os mais leves, que estão aqui em cima. Temos, inicialmente, resíduos que são utilizados para a produção de parafina e asfalto. Basicamente, é o que sobra do processo de destilação. Mais acima, temos o óleo lubrificante. Depois, temos o óleo combustível. Acima, nós temos o querosene. Depois, a gasolina. E, por último, temos alguns gases, como o gás de cozinha. Estando separados nesta coluna de destilação, cada um dos componentes é recolhido e enviado para atender todos os seus objetivos. E por falar nisso, qual é a importância do petróleo e de seus derivados para a nossa sociedade atual? Bem, acho que já sabemos que os derivados do petróleo têm uma importância muito grande. Porém, nem sempre foi assim. Até a primeira metade do século 19 as indústrias utilizavam, principalmente, outras fontes de energia para alimentar as máquinas, como, por exemplo, o carvão mineral. Foi apenas a partir de meados do século 19 que a indústria petrolífera se modernizou e utilizou o petróleo para produzir muitas das coisas que utilizamos até hoje. Bem, meu amigo ou minha amiga, espero que você tenha compreendido tudo até aqui, eu espero que tenha compreendido a ideia da destilação fracionada. Esse é um dos processos utilizados para obter os derivados do petróleo que utilizamos em nosso dia a dia. Bem, eu espero que tenha compreendido tudo direitinho e aproveitando o momento, quero deixar para você um grande abraço, e até a próxima.