If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:7:47

Transcrição de vídeo

RKA6MP - E aí, pessoal, tudo bem? Nesta aula, vamos estudar o gnômon e algumas aplicações desse instrumento tão antigo. Mas que instrumento é esse? É um antigo instrumento que marca a altura do sol a partir da sombra projetada sobre um plano, ou um círculo horizontal. Nós podemos dizer que foi o primeiro instrumento usado para indicar a hora do dia. Ele data aproximadamente 3000 a.C., e o inventor desse instrumento foi Anaximandro de Mileto. Então, deixa eu colocar aqui, o inventor do gnômon. Então, como eu disse o gnômon é uma haste que projeta sombras, sendo que essa sombra pode ser projetada em um plano ou, então, em um círculo. E quando eu digo sombra, tenho que dizer que é a ausência parcial de luz. Deixa eu colocar uma animação aqui para vocês. Então, nesta animação podemos ver o funcionamento de um gnômon. A haste em vermelho, o Sol variando ao longo do dia, ou seja, nós temos o Sol ao amanhecer, ao meio-dia e ao entardecer. Observe que a sombra projetada pelo gnômon vai se alterando. Deixa eu colocar outra animação para vocês verem melhor isso. Observe que o tamanho da sombra vai variando conforme o movimento do Sol. Deixa eu mudar de tela e vamos analisar cada um desses pontos. Deixa eu colocar o meu Sol aqui, e observe que a sombra do gnômon está bem longa, eu posso colocar que, ao amanhecer, a sombra estará bem longa. Já ao meio-dia, o Sol vai estar aqui em cima. O que acontece é que a sombra do gnômon vai ser mínima. Eu não sei se dá para ver aqui, mas a sombra está menor do que ao amanhecer. Então, eu posso escrever que, ao meio-dia, a sombra estará em seu tamanho mínimo. Agora, observe a última imagem, onde nós temos o Sol aqui, e ele está deixando de iluminar a superfície, ou seja, temos o entardecer. O que acontece com isso é que a sombra está se alongando de novo. Então, eu posso colocar que ao entardecer volta a alongar-se. O que podemos concluir com isso é que o tamanho da sombra varia conforme a posição do Sol. Deixa eu mudar de tela para nós associarmos este instrumento aos movimentos da Terra e, graças a ele, agora podemos interpretar e precisar o movimento do Sol através de registro e comparação da variação das sombras, (variação das sombras). Graças a isso, temos três conhecimentos práticos. Deixa eu colocá-los aqui. Deixa eu escrever isso. Conhecimentos práticos. E o primeiro é a orientação horária; o segundo é a duração do ano com, aproximadamente, 365 dias; e por fim, o terceiro, o período de início e término de cada estação do ano. Uma coisa bem interessante que esse instrumento trouxe para nós é que, agora, sabemos que o movimento de um ano do Sol e também dos outros astros é de leste para o oeste. Você já observou a movimentação do Sol? Mas é interessante você fazer isso, para ver com seus próprios olhos que o movimento é de leste para oeste. E, por fim, uma coisa não menos importante é que esse instrumento serviu como evidência da esfericidade da Terra, e isso foi graças Eratóstenes, mas eu vou falar mais a respeito dele mais à frente. Mas a única coisa que eu posso adiantar é que ele utilizou o gnômon para calcular a circunferência da Terra. Por fim, eu posso dizer que este instrumento contribuiu para o heliocentrismo. Você lembra o que é heliocentrismo? Nós já estudamos a respeito dele. Enfim, no heliocentrismo, o Sol é o centro do universo e todos os planetas estão girando ao seu redor. Vocês já ouviram falar em relógios solares? Pois é, eu vou mostrar como o gnômon contribuiu para esses instrumentos. Então, graças a ele, a humanidade construiu o que chamamos de relógio solar. Isso porque ela se valeu da sombra de um objeto para medir o tempo, o que chamamos de sombras moventes. Então, o relógio solar utiliza a sombra projetada pelo gnômon para observar o movimento durante o dia. Observe, na minha figura, onde eu tenho um relógio solar vertical. Aqui, nós temos o nosso gnômon, que é a haste que projeta sombras. Nós temos a nossa sombra, que varia ao longo do dia, o Sol se projeta no gnômon e o que acontece é que a sombra vai se movendo ao longo do dia e, pela sombra se mover, ela vai mostrando a hora do dia. E é por isso que nós chamamos de sombras moventes. Por fim, vou mostrar para vocês alguns tipos de relógios solares. Na tela anterior, vimos um relógio de Sol vertical, também temos um relógio solar horizontal, deixa eu escrever isso, relógio horizontal, e esse relógio aqui, da esquerda, é o que chamamos de relógio equatorial, onde o mostrador é paralelo ao plano do Equador e o gnômon é perpendicular ao mostrador. Mas, além desses dois que eu escrevi, outros dois importantes são: o relógio polar e o relógio vertical, que eu escrevi na tela anterior. Mas, é isso aí, pessoal. Até a próxima!