If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal

O sistema locomotor

Neste artigo vamos ver as características e componentes dos sistemas esquelético e muscular e como eles se relacionam para permitir os movimentos do corpo.
Enquanto você está aí sentado lendo este artigo, seu sistema nervoso está realizando várias funções.
O sistema visual está processando o que você está lendo, o sistema motor controla o clique no mouse e a descida ou subida da barra de rolagem, e a parte frontal de seu cérebro mantém sua atenção focada.
Mas isso não é tudo, ele também está controlando nesse exato momento sua respiração, a temperatura de seu corpo etc.
O sistema nervoso é o centro de controle de seu corpo, e ele regula tudo, inclusive as relações entre seus ossos e músculos que promovem a sustentação de seu corpo e permitem a sua movimentação.
Vamos ver neste artigo as características e os componentes dos sistemas esquelético e muscular e como eles se relacionam no movimento.

Introdução

Os sistemas esquelético e muscular sustentam nosso corpo em conjunto e permitem uma enorme variedade de movimentos.
Além disso, os ossos protegem os órgãos internos e suportam o peso do corpo, possibilitando que fiquemos em pé ou sentados ou ajoelhados. Os ossos ainda estocam cálcio e fósforo, que são elementos essenciais para a produção de células sanguíneas.
Já os músculos e juntas puxam os ossos para um lado ou outro, permitindo inúmeros movimentos, como caminhar, correr, pegar objetos etc.
A contração e o relaxamento dos músculos são controlados pelo sistema nervoso.
Podemos, então, dizer que nossa movimentação é resultado da interação de três sistemas, ou seja, nervoso, muscular e esquelético.

O esqueleto humano

O esqueleto possui cinco funções principais:
  1. Sustentar o corpo.
  2. Estocar minerais (cálcio e ferro) e lipídios.
  3. Produzir células sanguíneas.
  4. Proteger os órgãos internos.
  5. Permitir o movimento.
O esqueleto humano é formado por 206 ossos.
Ele é dividido em duas partes, de acordo com sua função: esqueleto axial e o esqueleto apendicular.

Esqueleto axial

O esqueleto axial é formado por crânio, ossiculos da orelha média, osso hióide, caixa torácica e coluna vertebral.
Sua função é promover suporte e proteger o cérebro, a coluna espinhal e os órgãos que estão na cavidade ventral do corpo.
Além disso, ele oferece superfícies de ligação para os músculos que permitem os movimentos da cabeça, do pescoço e do tronco; e para aqueles que estão envolvidos nos movimentos respiratórios.
Figura 1: Esqueleto axial. Crédito: adaptada de axial esqueleto de Mariana Ruiz Villareal. Acesso em: 30/08/18.
O crânio sustenta a face e protege o cérebro. Também oferece local de ligação para os músculos da cabeça e do pescoço.
Os ossículos da orelha média participam do processo de audição, transmitindo as ondas sonoras para a orelha interna.
Os ossos da face formam cavidades para três órgãos do sentido, a saber, olhos, boca e nariz. Também protegem as entradas dos sistemas respiratório e digestório, além de servirem de local de ligação para os músculos da face.
O osso hioide está localizado abaixo da mandíbula e na frente do pescoço. Ele está ligado aos músculos da mandíbula, laringe e língua, atuando como uma base móvel para a língua, participando dos movimentos da fala, respiração e deglutição.
A coluna vertebral sustenta a cabeça, envolve e protege a medula espinhal e atua como ponto de ligação dos músculos das costas e pescoço. Ela é formada por 24 vértebras, o osso sacro e o cóccix. Cada vértebra possui um grande buraco central por onde passa a medula espinhal.
Figura 2: A vértebra. Crédito: adaptado de Rsabbatini at en.wikipedia, Public Domain. Acesso em: 30/08/18.
As vértebras são separadas umas das outras por discos de cartilagem. Tais discos intervetebrais permitem os movimentos da coluna e atuam como amortecedores de choques quando caminhamos, andamos ou pulamos.
A caixa torácica é formada pelas costelas, o osso esterno, as vértebras torácicas e as cartilagens dorsais. Ela envolve e protege os órgãos da cavidade torácica, entre eles o coração e os pulmões. Também funciona como ponto de apoio para o diafragma, os músculos das costas, pescoço, peito e ombros. Está envolvida no processo de respiração através da variação de seu tamanho.

Esqueleto apendicular

O esqueleto apendicular compreende os membros superiores e inferiores, os ombros e a pélvis.
Figura 3: O esqueleto apendicular. Crédito: adaptada de axial esqueleto de Mariana Ruiz Villareal. Acesso em: 30/08/18.
A pélvis é fortemente unida ao esqueleto axial por diversos ligamentos, porque ela suporta o peso de quase todo o corpo e é responsável pela locomoção.

Articulações

Articulação ou junta é o nome dado a toda junção de dois ossos. Elas dão estabilidade ao sistema esquelético e estão relacionadas aos tipos de movimentos que podemos realizar com cada parte do nosso corpo.

Sistema muscular

A movimentação dos ossos se dá pelas contrações dos músculos, que ocorre sob o comando do sistema nervoso. Como os músculos se prendem aos ossos pelos ligamentos, cada contração muscular deslocará o osso em determinada direção.
A contração é a especialidade das fibras que compõem os músculos. É através das contrações e relaxamentos dos músculos que ocorrem todos os movimentos do corpo, sejam eles voluntários (como levantar, pegar uma caneta, andar, correr etc.) ou involuntários (como o batimento cardíaco, a digestão e a respiração).
O corpo humano possui aproximadamente 650 músculos, que são classificados em três tipos: músculo estriado cardíaco, músculo estriado esquelético e músculo liso.
Figura 4: Tipos de músculos. Músculo estriado esquelético na esquerda, músculo liso no centro e músculo estriado cardíaco na direita. Crédito: modification of work by NCI, NIH; scale-bar data from Matt Russell. Acesso em: 30/08/2018.
Os músculos estriados esqueléticos formam o esqueleto muscular, ligam-se aos ossos e à pele e controlam todos os movimentos que fazemos conscientemente (ou por vontade própria). Como suas contrações podem ser controladas pelo pensamento, os músculos que compõem esse esqueleto também são chamados de voluntários. São estriados porque possuem fibras quando observados ao microscópio.
Os músculos lisos forram todos os espaços ocos dos órgãos, como o estômago, o intestino e a bexiga urinária. Eles contraem e relaxam independentemente da nossa vontade, por isso são chamados de involuntários.
O músculo estriado cardíaco só é encontrado no coração. Apesar de ser estriado, ele não está sob o controle da consciência, e por isso o coração bate – contraindo e relaxando – independentemente da nossa vontade.

Referências das figuras

Figura 1: Esqueleto axial
Figura 2: A vértebra

Quer participar da conversa?

Você entende inglês? Clique aqui para ver mais debates na versão em inglês do site da Khan Academy.