If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal

Impactos ambientais do uso dos combustíveis fósseis | Parte I

Transcrição de vídeo

RKA12 Olá, meu amigo ou minha amiga! Tudo bem com você? Seja muito bem-vindo ou bem-vinda a mais uma aula de ciências da natureza. E, nesta aula, nós vamos conversar sobre a utilização dos combustíveis fósseis, e como isto tem impactado o meio ambiente e causado vários problemas, entre eles, a poluição e as mudanças climáticas. Mas antes de conversar sobre estes impactos é importante a gente saber o que são e quais são os combustíveis fósseis. Os combustíveis fósseis são tipos de materiais utilizados como fontes de energia e que [se] originam a partir da decomposição de resíduos orgânicos, tais como resíduos de árvores ou de animais mortos que foram soterrados, entraram em processo de decomposição, e depois foram fossilizados. Inclusive, esta é a origem do nome deste combustível. Os combustíveis fósseis mais conhecidos são o carvão natural, o gás mineral e o petróleo. E, pelo fato de eles possuírem uma alta quantidade de carbono, eles são utilizados para alimentar a combustão por meio da queima destes materiais. Inclusive, neste processo, eles produzem uma grande quantidade de energia. É esta energia que é utilizada em nossos automóveis de motor à combustão, no fogão a gás de nossas casas, e também em diversas usinas termoelétricas para produzir energia elétrica. Ah, um resíduo orgânico não se transforma em combustível fóssil do dia para a noite. Isto demora milhares de anos para ocorrer. Por este motivo, meu amigo ou minha amiga, eles precisam ser minerados e extraídos do subsolo. Além disto, eles são considerados recursos naturais não renováveis, justamente por demorarem muito tempo para serem produzidos. Só para você ter uma ideia estima-se que o combustível que estamos utilizando agora é originado de matérias-primas de 65 milhões de anos atrás. Ou seja, é muito tempo! Bem, agora que você já sabe o que é um combustível fóssil e qual é a sua função, cabe aqui nesta aula falar dos pontos negativos do uso destes combustíveis, principalmente porque eles poluem o meio ambiente. Mas, antes disto, é legal a gente falar sobre a poluição ambiental, não é? Você sabe o que é a poluição ambiental? A poluição ambiental é o resultado de qualquer tipo de ação ou obra humana capaz de provocar danos ao meio ambiente, ou seja, quando nós introduzimos na natureza substâncias que são nocivas à saúde humana, aos outros animais e ao próprio ambiente, que inclusive altera de forma significativa o ecossistema. Então, tudo isto é o que nós chamamos de poluição ambiental. Uma das coisas que mais polui o meio ambiente é a utilização dos combustíveis fósseis. E por que isso? Como eu falei com você, um combustível fóssil possui uma grande quantidade de carbono, já que foi produzido por meio de resíduos orgânicos. Até aí, nenhum problema nisto. Só que no processo de queima deste combustível é liberada uma grande quantidade de dióxido de carbono, um composto formado por dois átomos de oxigênio e um átomo de carbono. O dióxido de carbono, ou CO₂, em quantidades moderadas é bom. Afinal, ele é essencial para a vida das plantas, já que é necessário no processo de fotossíntese. Porém, em quantidades excessivas, isto gera um problema, já que aumenta a capacidade da atmosfera de reter calor. E, com isso, temos o aumento da temperatura média do planeta. Ou seja, ele contribui para acelerar o aquecimento global. Mas aqui, meu amigo ou minha amiga, cabe um pequeno parêntese para falar sobre algo conhecido como efeito estufa. O efeito estufa leva este nome porque acontece na atmosfera da Terra algo parecido com o que acontece com uma estufa para plantas. Uma estufa, normalmente, é um ambiente feito de vidro, onde são colocadas plantas em seu interior. A ideia é permitir que a radiação solar atravesse o vidro e atinja as plantas no interior da estufa. Com isso, a temperatura média do ambiente aumenta, já que parte do calor fica retido em seu interior justamente devido à sala estar totalmente fechada. Isto é bom porque mantém as plantas em uma temperatura ideal para elas viverem. O nosso planeta também faz isto, mas, em vez de ser delimitada com vidros, são os gases que estão na atmosfera que realizam o processo de permitir a radiação solar passar e reter parte do calor em nosso ambiente próximo à superfície da Terra. Observe aqui do lado que eu vou te explicar direitinho como que isto funciona. Aqui, nós temos o nosso planeta, e aqui nós temos o Sol. A radiação solar vem, atinge estes gases que estão na atmosfera da Terra, e, aí, parte da radiação é refletida de volta para o espaço e parte atravessa até a superfície da Terra. Desta parte que atravessa, uma pequena porção aumenta a temperatura da superfície e outra parte é refletida. Parte do que é refletido é retido pelos gases da atmosfera e o restante volta para o espaço. O legal é que esta parte retida pelos gases da atmosfera é o que mantém a temperatura média do planeta, colaborando inclusive para que a gente não passe por grandes variações de temperatura entre o dia e a noite. Se isto não ocorresse, a gente teria dias muito quentes e noites muito frias. Enfim, meu amigo ou minha amiga, todo este processo é o que é conhecido como efeito estufa. Isto é ótimo e nós precisamos deste efeito para sobreviver. Mas o problema começa a ocorrer quando são liberados muitos gases na atmosfera que maximizam este efeito, como, por exemplo, o dióxido de carbono. Gases como este começam a reter mais calor do que é devido, e isto colabora para o aumento da temperatura média do planeta e o aquecimento global. Eu espero que você tenha compreendido tudo o que conversamos aqui. E, mais uma vez, eu quero deixar para você aí um grande abraço e até a próxima!