If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal

Regulação da população

Saiba a diferença entre fatores dependentes e independentes de densidade que afetam o crescimento da população e explore exemplos de cada um.

Quer participar da conversa?

  • Avatar leaf orange style do usuário bryannikael.0711
    8.20 como que a "terra" é chamada de plana
    (1 voto)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
  • Avatar hopper cool style do usuário Lucas Gomes
    Venho que enfatizar a nossa excelente capacidade em lidar com os limitadores de espécies por densidade populacional como, um "vírus".

    Esses dois anos que transcorreram foram difíceis para nossa população e com certeza um evento benéfico para os ecossistemas do planeta Terra, devo admitir. Mas o que mais me fascina é o potencial do ser humano que, mesmo não tendo ferramentas biológicas que o faça ser imbatível por qualquer vírus, teve a capacidade de, através do estudo e análise/compreensão do mundo, desenvolver meios de transpassar obstáculos em sua sobrevivência e prosperidade.

    Continuem estudando! sei que parece difícil pensar que o Homo sapiens tomou conta do planeta Terra e o está destruindo, mas podemos mudar essa realidade, assim como fizemos com os nossos limitadores de população por densidade populacional. As ideias, análises e compaixão para com outros seres vivos estão fazendo com que, através da ciência, eles tenham mais uma chance de viver. A preguiça gigante foi um dos animais que infelizmente o ser humano extinguiu, mas extinguiu por sobrevivência. A nossa ascensão como espécie fará com que possamos dar a capacidade das espécies perdedoras nessa guerra entre predador e caça, mais uma chance de viver de modo pacífico.

    "Uma mente que se abre a uma nova ideia nunca mais volta ao seu tamanho original" - Albert Einstein
    (1 voto)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
Você entende inglês? Clique aqui para ver mais debates na versão em inglês do site da Khan Academy.

Transcrição de vídeo

RKA12MC - Bom, o que eu quero fazer neste vídeo é, então, pensar um pouco mais sobre como as populações podem ser reguladas. Em termos gerais, nós podemos pensar na regulação de populações de duas diferentes maneiras: nós temos, então, a regulação dependente da densidade; e então um outro tipo de regulação que não é dependente da densidade, que nós vamos, então, chamar de regulação independente da densidade. Bom, primeiro, vamos então pensar um pouco mais sobre a regulação dependente de densidade. Eu vou desenhar aqui um pequeno gráfico para nos ajudar a visualizar isso. Vamos, então, dizer que esse eixo aqui é a população. E eu vou usar "P" para a população. E vamos dizer que esse eixo é o tempo. Então, "t" para tempo. Em vídeos anteriores, nós falamos sobre populações e eu gosto bastante de usar o exemplo dos coelhos. Nós falamos, então, como essas populações podem crescer exponencialmente. E, então, se essa população está crescendo, aumentando de tamanho, a uma certa porcentagem por mês, essa população então está crescendo exponencialmente. Mas nós não podemos esperar que isso vá acontecer para sempre. Se os coelhos continuassem crescendo exponencialmente, não ia demorar muito para que eles cobrissem a superfície da Terra, ou, então, para que eles preenchessem o Universo, se, de alguma maneira, eles não tivessem nenhum tipo de limitação para o seu crescimento. Mas nós sabemos que eles são limitados. Então, o ambiente tem uma certa capacidade de carga, na qual a gente vai pensar um pouco mais, falar um pouco mais sobre essa capacidade de carga daqui a pouco, e o que é que vai determinar essa capacidade de carga. Então, como a densidade de coelhos em uma certa área se torna maior e cada vez maior, a densidade então depende... os fatores dependentes de densidade então vão começar a agir... vão começar a agir então os fatores limitantes que são dependentes de densidade. Quais podem ser, então, alguns desses fatores limitantes e dependentes da densidade que impedem uma população de continuar crescendo dramaticamente acima da sua capacidade de carga? Bom, o mais óbvio pode ser em se pensar em competição por recursos, e aquele que deve vir à nossa mente mais claramente são os recursos alimentares. Bom, essa aqui é uma imagem da Austrália em meados dos anos 1800. Eles tiveram um problema com uma população de coelhos. Esses coelhos foram inicialmente introduzidos para haver um pouco de caça no país, mas então eles começaram a se reproduzir como coelhos. Foi estimado, então, que em algum momento havia mais de 1 bilhão de coelhos povoando o país. E isso foi... bom, em um primeiro momento você pode dizer: nossa, isso foi muito fofo! Mas, não! Na verdade, não! Isso foi um problema bem grande, porque esses coelhos começaram então a comer todos os alimentos cultivados no país, todas as colheitas, e também as gramas que outros tipos de animais poderiam comer. Isso foi então uma enorme infestação de coelhos e, você pode imaginar, uma competição de recursos, não apenas a grama em si. Nesta imagem, aqui, você pode ver a terra estéril. Talvez isso tenha acontecido porque os coelhos comeram todos os vegetais daqui. Então, é competição por recursos um tipo de recurso pode ser a comida, outro tipo de recurso pode ser a água. Tem que haver bastante água para dar suporte para certos tipos de organismos. Bom, aqui, nós muitas vezes falamos sobre animais, mas poderiam ser plantas ou poderiam ser bactérias; poderiam ser todos os tipos de organismos sobre os quais nós poderíamos falar. E, se nós estivéssemos falando em planta, nós poderíamos pensar também na luz. Bom, mas aí você poderia dizer: que limite teria uma planta de crescer infinitamente em uma determinada área? Bom, a água seria um fator limitante, os nutrientes no solo também podem limitar, mas também o acesso à luz. Você pode ver em fotos de dosséis densos de florestas tropicais, e as plantas estão ali tentando procurar alguma lacuna no dossel para que elas possam ter acesso à luz. Um outro tipo de exemplo também, e esse não se aplica muito às plantas, mas outro exemplo é ideia de abrigo. Isso pode se aplicar a humanos ou a outros tipos de animais que precisem de um abrigo para se esconder ou de um lugar para reproduzir ou para desenvolver alguma outra atividade. Bom, então, nesse ponto, se a densidade populacional se torna muito alta em uma determinada região, então essas coisas vão limitar a densidade, delimitando o tamanho que a população realmente pode ter. E isso levaria mais uma vez a um assunto de que nós já falamos em um vídeo anterior: sobre essa curva logística em que nós apenas começamos nos aproximando da capacidade de carga e é possível que você possa até mesmo ir acima da capacidade de carga se você tiver uma espécie em uma situação muito instável. Então, poderia acontecer alguma coisa; você vai abaixo dessa capacidade; acima dessa capacidade; então, você poderia ficar circulando em torno dela. Mas que outros fatores dependentes da densidade nós podemos pensar? Bom, outra coisa seria se você fosse um predador... eu digo, quando os coelhos tinham essa densidade muito grande, seria muito mais fácil para pegá-los, seria muito mais fácil você conseguir o seu almoço. Então, nós teríamos aqui os fatores predatórios, ou podemos dizer simplesmente predação. Uma vez que a população se torne densa o suficiente, se você for um predador, você poderia dizer: "Ei, nós podemos começar! É um jeito muito fácil de conseguirmos nosso almoço!" E, agora, uma outra coisa que pode ser um pouco menos óbvia... mas, quando você tem uma alta densidade populacional e há exemplos disso na... na Europa dos tempos medievais, e mesmo hoje em dia em tempos modernos com populações humanas, mas isso pode acontecer com todos os organismos... que é o fato de que, quando você tem uma população muito densa, você tem um número maior de interações e, com isso, você tem mais contato e há então um maior compartilhamento de recursos como água, e também doenças e parasitas podem se tornar um problema. Eles podem se espalhar mais facilmente e eles têm muita chance de limitar uma população. E uma coisa que eu sempre penso é a peste nos tempos medievais, em que era muito fácil espalhar de um humano para outro humano, ou até mesmo de ratos para humanos, ou qualquer outro organismo. Agora, uma outra coisa também que pode estar relacionada a todo o resto de que nós já falamos é o acúmulo de resíduos. Se você está em uma alta densidade populacional, esses resíduos vão estar em todos os lugares e isso poderia contaminar a água, o que poderia contaminar as fontes de comida, e poderia contribuir para espalhar doenças e parasitas. E, uma vez mais: todas essas coisas ajudam a definir a capacidade de carga e o quão densa uma população pode ser em uma determinada região. Bom, mas você poderia dizer: talvez eles não fiquem o tempo todo em uma mesma região ou talvez eles possam sair explorar outros locais. Isso realmente é possível! E isso tem sido parte da história de diferentes tipos de espécies. Os lêmingues, por exemplo, são famosos por quando as suas populações se tornam muito densas em uma determinada área, um pequeno grupo deles começa a deixar aquela área para começar a explorar áreas novas, e, algumas vezes, eles saem em direções que nem são tão boas para eles. Bom, então, todos esses fatores dependentes de densidade. Esses fatores de que nós acabamos de falar. Você pode pensar como sendo fatores bióticos e eles vão estar relacionados às coisas vivas ao redor desse ambiente. Já os fatores independentes da densidade tendem a ser abióticos. Eles tendem a não ser relacionados com os seres vivos. Então, um fator independente da densidade muito comum são os desastres naturais. Nós temos aqui, por exemplo, a imagem de um incêndio florestal, e essa população de cervos aqui pode não estar de qualquer maneira perto da sua capacidade de carga, mas, independente disso, o incêndio florestal talvez possa matar um grande número desses cervos. E outros tipos de desastres naturais também podem acontecer, como uma inundação, pode haver um tsunami, ou um meteorito vindo do espaço como o que aconteceu com os dinossauros, e simplesmente eliminar grandes populações. Então, fatores independentes de densidade... você pode ter uma população crescendo e, em algum momento aleatório, você tem a ação de um fator independente de densidade. Você pode ter um incêndio florestal, uma inundação, ou alguma outra coisa. Então, a população cresça a partir daí e eventualmente chegue perto da sua capacidade de carga (quem sabe). Mas, mais uma vez: os fatores independentes de densidade não estão relacionados com onde estamos nessa curva e eles podem acontecer a qualquer hora, em algum grau. A qualquer momento eles podem aparecer aleatoriamente. Bom, agora com tudo isso o que foi falado sobre capacidade de carga e os diferentes fatores dependentes de densidade, você pode estar pensando: bom, e os seres humanos? Nós, com certeza, somos uma espécie, então as mesmas ideias se aplicam a nós. Então, existe uma capacidade de carga natural para o ambiente onde nós estamos? Existe um famoso filósofo chamado Thomas Malthus e nós temos também um vídeo inteiro sobre ele, ele "hipotetizou" que a humanidade teria um problema muito sério, pois a nossa população estava crescendo exponencialmente. Então, aqui é o que ele disse, olha... apenas a capacidade de carga natural para seres humanos... e, como os seres humanos apenas se mantêm crescendo exponencialmente, nós atingiríamos a capacidade de carga... (e o termo para capacidade de carga, no caso dos seres humanos, estabelecido pelo Thomas Malthus, é o limite malthusiano)... ele "hipotetizou" então que, uma vez que cruzássemos esse limite ou nos aproximássemos dele, haveriam todos os tipos de crise. Uma vez que estivéssemos nessa capacidade de carga, poderia não haver comida o suficiente Então, poderia haver fome. Ou, se nós atravessássemos isso, as doenças poderiam se espalhar muito mais. Então, ele estava apenas aplicando essas ideias de fatores dependentes de densidade para a população humana. E disse que isso não ia ser favorável então para a humanidade. Agora o que tem sido interessante é que a humanidade tem encontrado diversas maneiras de repetidamente elevar essa capacidade de carga para nós como uma espécie. Nós temos sido capazes de fazer isso através da tecnologia, encontrando meios de aumentar a quantidade de comida, de afastar doenças, de se livrar dos resíduos do esgoto, e tudo mais. E essa é uma questão filosófica e interessante de se pensar: será que vai haver um ponto em que os seres humanos apenas atingirão o limite malthusiano (em que a sociedade humana atinja esse limite malthusiano) ou seremos capazes de nos mantermos fora (por apenas melhorar e melhorar as tecnologias ou talvez mesmo apenas regulando a nossa população, de modo que nós apenas teremos controle de natalidade ou um planejamento familiar, ou o que quer que seja), de modo que nós sejamos menos prováveis de chegar a esse limite eventual?