If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:11:40

Transcrição de vídeo

RKA - E aí, pessoal, tudo bem? Neste vídeo, nós vamos falar um pouco sobre os tipos de energias presentes no Brasil. Mas, primeiro, eu quero que você se lembre que a energia é bastante importante para acender a luz, para preparar nossas refeições, nos transportar, ir à praia, entre outras coisas. E essa energia vem de um conjunto de fontes que formam o que chamamos de "matriz energética", que nada mais é do que um conjunto de fontes disponíveis em um país, estado, ou no mundo, para suprir a necessidade, ou seja, a demanda de energia. E nós vimos, na aula passada, que esse conjunto de fontes de energia pode ser renovável ou não renovável; sendo que eu disse que os recursos de uma energia renovável são infinitos e os recursos de uma energia não renovável são finitos. E, nesse sentido, quando eu tenho uma matriz elétrica, significa que eu tenho um conjunto de fontes disponíveis apenas para a geração de energia elétrica. E nós precisamos da eletricidade para assistir à TV, ouvir músicas etc. Mas, pensando nesses tipos de energia, nós sabemos que a matriz energética brasileira é a mais renovável do mundo. Então, a matriz energética do Brasil é a mais renovável do mundo. Você pode ver isso no gráfico que está aparecendo em sua tela. E essa é uma característica muito importante, porque, como consumimos mais energia das fontes renováveis que os outros países, se nós dividirmos a emissão de gases do efeito estufa pelo total de habitantes no Brasil, nós podemos ver que o nosso país é o que menos emite gases do efeito estufa. E, pensando ainda em Brasil, mas agora na matriz elétrica, nós sabemos que a matriz elétrica brasileira é mais renovável do que a matriz energética. Isso porque grande parte da energia elétrica gerada no Brasil vem de usinas hidrelétricas. A energia eólica também vem crescendo bastante, contribuindo para que a nossa matriz elétrica continue sendo, em sua maior parte, renovável. E você pode ver no gráfico que a matriz elétrica brasileira é baseada em fontes renováveis de energia, ao contrário da matriz elétrica mundial. E isso é ótimo para o Brasil pois, além de possuírem menores custos de operação, as usinas que geram energia a partir de fontes renováveis, em geral, emitem bem menos gases de estufa. Ok, vamos falar um pouco dessas energias e pensar em termos de Brasil. Ok, mas você sabe o que é uma energia eólica? A energia eólica é o processo pelo qual o vento é transformado em energia cinética e, a partir dela, em eletricidade. Então, eu posso colocar que o vento é transformado em energia cinética (ou seja, energia de movimento) e, a partir daí, nós transformamos em energia elétrica. Isso com o uso de equipamentos específicos. Basicamente, a energia eólica é gerada com a movimentação de grandes turbinas conhecidas por aerogeradores em formato de cata-vento ou de moinhos. E, claro, essas turbinas, elas são instaladas em regiões onde os ventos são predominantes. E, claro, eu falei que nós transformamos energia cinética em energia elétrica; e energia cinética é um tipo de energia mecânica. Bem, entendido o que é uma energia eólica, agora, vamos especificar o que acontece no Brasil com esse tipo de energia. Bem, a energia eólica no Brasil surge a partir da necessidade de diversificação das fontes energéticas do país. Ou seja, é necessário o uso de fontes de energia que causem menos impactos ao meio ambiente; e, embora a energia a partir do vento seja pouco representativa no território brasileiro, fica bem clara a evolução do setor no país ao longo dos últimos anos. Para você ter uma ideia de como o Brasil está evoluindo nesse tipo de energia, em 2003, ele produzia cerca de 22 megawatts de eletricidade a partir de fontes eólicas; e nós temos expectativas de aumentar até 13 gigawatts até o fim de 2018. Mas eu quero deixar claro que isso ainda é pouco, porque o Brasil tem um potencial de aproximadamente 140 gigawatts de eletricidade a partir de energia eólica. E a região com maior potencial é a região do Nordeste, que tem cerca de 75 gigawatts de potencial, ou seja, mais da metade da capacidade de todo o país. E não é à toa que a maioria das usinas se encontram nessa região. Então, só para você ter uma noção do potencial das outras regiões, o Sudeste, ele tem um potencial de aproximadamente 29,7 gigawatts; o Sul, ele tem aproximadamente 22,8 gigawatts de potencial; o Norte, ele tem aproximadamente 12,8 gigawatts; e o Centro-Oeste, ele tem aproximadamente 3,1 gigawatts. Ah, claro, eu vou botar um "aproximado" aqui também no Nordeste, porque nós não temos valores exatos, né? E esse tipo de energia é importante porque ela gera impactos ambientais pequenos. E uma desvantagem é porque é uma energia cara, ou seja, gasta-se bastante para construir parques eólicos, que nada mais é do que um espaço onde estão vários aerogeradores que têm como objetivo fazer a transformação de energia eólica em energia elétrica. Você pode ver um, bem aqui, nessa imagem. E, no Brasil, você já tem alguns parques eólicos em atividade, mas você tem altos custos para esse tipo de energia. Agora, um outro tipo de energia presente no Brasil é a energia solar. Deixa eu descer aqui e vamos falar a respeito da energia solar. Mas você sabe que a energia solar é um termo que se refere à energia que vem da luz ou do calor do sol? Mas você sabe como acontece a captação de energia solar? Bem, nós temos um painel que reage com a luz do sol, e isso faz a produção de energia elétrica, que nós chamamos de energia fotovoltaica. Ou seja, esses painéis solares aqui, eles estão conectados uns aos outros, e, então, são conectados no seu inversor solar, que nada mais é do que um aparelho que converte a energia solar para a energia elétrica. Mas o interessante desse tipo de energia é que ela também é uma energia limpa; e, pensando no Brasil, as áreas localizadas no Nordeste do país têm valores de radiação solar comparáveis às regiões do mundo com maior recurso solar. E, como na energia eólica, o Brasil passa a investir bastante nesse tipo de energia. E o interessante é que esse tipo de energia é um tipo de energia que você pode utilizar em sua residência, e o benefício disso é que você tem uma redução na sua conta de energia. E, claro, a energia solar fotovoltaica no Brasil ainda possui uma baixa participação na matriz energética brasileira (cerca de 1%); porém, é um dos sistemas de geração de energia que mais cresce no Brasil, e nós temos diversas usinas solares no país. Eu vou listar duas aqui que são as principais. A primeira é o Parque Solar Lapa, na Bahia, que é a maior usina solar do país, que foi criada em agosto de 2017, e ela possui uma capacidade de geração de 80 megawatts. E uma outra é a usina Cidade Azul, em Santa Catarina. Ela possui capacidade geradora de cerca de 4 megawatts, e essa energia apresenta baixos impactos ambientais no país. Por fim, nós vamos ver a energia hidrelétrica no Brasil, e essa energia é produzida pelo aproveitamento do potencial hidráulico, ou seja, das forças das águas dos rios, mediadas pela construção de usinas hidrelétricas. E isso transforma em energia elétrica. E você sabe como é produzida a energia elétrica? Bem, a energia hidrelétrica é produzida nas usinas hidrelétricas com um processo de transformação de energia potencial, energia cinética e energia mecânica, que, por sua vez, chega em sua casa em forma de energia elétrica (isso transportada pelos fios). Em outras palavras, a usina hidrelétrica, ela aproveita a energia hidráulica para a produção de energia elétrica. E você sabia que a energia hidrelétrica é a principal fonte de energia do Brasil? E ela é gerada por meio dessas usinas hidrelétricas; isso porque o Brasil é um país rico em rios com grandes tensões. Mas, mesmo assim, esse tipo de energia tem um custo de investimento bastante caro; isso por causa das grandes obras de grande porte, principalmente para abastecer a região Sudeste, por ser a mais industrializada, ou seja, a que mais consome energia. Para você ver como o Brasil é dependente de energia hidrelétrica, as usinas hidrelétricas fornecem aproximadamente 90% da energia em todo o território brasileiro. E, claro, o país tem ainda mais chances de construir usinas, já que o seu potencial hidráulico é reconhecido como o terceiro maior do mundo (ele fica apenas atrás de Rússia e da China). Para você ter uma ideia, o Brasil tem um total de 263.285 megawatts de potencial; mas, infelizmente, as usinas hidrelétricas, elas causam altos impactos ambientais. Isso porque, mesmo que utilizem recursos naturais renováveis e de custo zero, que é a água (ou seja, não poluem o ambiente), elas podem alterar a paisagem com desmatamentos, provocando prejuízos à fauna e à flora. Claro, em muitos casos, muitas famílias são deslocadas de suas residências para darem lugar à construção desse tipo de fonte de energia. Mas, enfim, pessoal, eu espero que você tenha entendido o quanto a energia é importante em seu dia a dia. Mas é isso aí. Até a próxima!