If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal

Transcrição de vídeo

RKA10GM - Olá, meu amigo ou minha amiga, tudo bem com você? Seja muito bem-vindo ou bem-vinda a mais uma aula de ciências da natureza. E nesta aula, vamos conversar sobre a gonorreia. Das muitas infecções sexualmente transmissíveis, ou DSTs, a gonorreia é a segunda mais comum. A DST mais comum é a clamídia, e falaremos um pouco mais sobre ela mais tarde. Agora vamos nos concentrar na gonorreia e no por que ambas acontecem juntas. Essas duas doenças ocorrem frequentemente em conjunto por dois motivos: o primeiro é que ambas têm fatores de riscos semelhantes, que incluem coisas como ter múltiplos parceiros sexuais e/ou com sexo desprotegido com muita frequência. A outra razão é que a infecção causada por uma bactéria deixa o corpo suscetível a uma segunda infecção, já que ela amortece o sistema imunológico. Bem, prometo que entraremos em mais detalhes sobre a clamídia depois, mas por enquanto, vamos focar na gonorreia. Ela é causada por uma bactéria conhecida como "Neisseria gonorrhoeae" ou simplesmente gonococo. A razão pela qual chamamos a gonorreia de doença sexualmente transmissível é pelo fato de passar por um processo chamado transmissão, no qual ela vai se mover de uma pessoa para outra através de vários mecanismos. O mecanismo mais comum de transmissão da gonorreia é através do sexo, que pode incluir sexo oral, vaginal ou mesmo anal. Outro mecanismo importante de transmissão inclui o parto, e vamos falar mais sobre isso daqui a pouco. Estas são as principais formas que a gonorreia pode ser transmitida. Vamos colocar isto um pouco mais para o lado e vamos nos concentrar no meu pobre amigo aqui, que vai ter todos os diferentes sinais e sintomas que uma pessoa com gonorreia pode ter. Como falamos que a principal forma de transmissão da gonorreia de uma pessoa para outra é através do sexo, vamos começar nos concentrando em sinais e sintomas nos órgãos sexuais. Repare que aqui do lado esquerdo, temos uma genitália feminina, e aqui do lado direito, temos uma genitália masculina. Vamos imaginar como a infecção por gonorreia vai ocorrer. Vou usar isto como uma forma de imitar a gonorreia enquanto se espalha. Talvez possa haver uma mulher infectando um homem com a gonorreia e, assim, como pênis é usado durante o sexo, ela pode semear ou se espalhar pela uretra. Esta linha amarela é a uretra. Vamos entrar em mais detalhes em outro vídeo, mas a bactéria da gonorreia trancará as paredes da uretra. Não se esqueça que a uretra é revestida por células epiteliais, e, assim, essa bactéria entrará nessas células, desencadeando uma resposta imune. Os glóbulos brancos detectarão que algo está errado e irão até a uretra através da corrente sanguínea atacar onde quer que a gonorreia tenha se espalhado. Se a gonorreia só entrou em uma única célula epitelial na uretra, os glóbulos brancos vão matar aquela célula em um processo conhecido como apoptose. Talvez você já tenha ouvido falar sobre isso: é quando o corpo decide matar uma célula por estar fazendo algo errado ou por estar infectada, como é o caso aqui. Em um mundo ideal, o glóbulo branco vai matar essa célula epitelial que se encontra na uretra e que foi infectada. Assim, acabaríamos com a infecção. O problema é que em muitas vezes existem múltiplos organismos realizando um tipo de disseminação ao longo do trato uretral, fazendo com que mais e mais glóbulos brancos venham através da corrente sanguínea para atacar as bactérias ou as células que estão infectadas. Como resultado, teremos uma inflamação: a inflamação da uretra. Essa inflamação vai causar dor quando você urina, talvez sinta alguma ardência também. Ou seja, vai haver um grande desconforto. Por causa da bactéria, a uretra fará com que você sinta muita dor e ter algo chamado de uretrite. Se a gonorreia se espalhar para a próstata, esta coisa rosa é a próstata, você vai obter o que chamamos de prostatite. Esse processo inflamatório que está ocorrendo ao longo de todo o caminho vai fazer com que os glóbulos brancos que, porventura vieram a morrer, além das células epiteliais que também passaram por apoptose e, também, algumas bactérias gonorreicas, possam vir a sair pelo meato uretral ou pelo fim do pênis. E você realmente vai ver pus saindo do pênis. Assim como as células epiteliais dentro da uretra, a gonorreia também pode afetar células epiteliais no ânus ou até mais acima, no reto. Como resultado, você pode não ver pus saindo do ânus, mas em vez disso, pode ver infecções das células nessa linha do ânus ou nele mesmo. Essas infecções de pele que você veria são referidas como pústulas. Não custa nada repetir: isso é proveniente da bactéria gonorreica, infectando as células epiteliais do ânus. Também pode haver pústulas na mulher. Vamos rotular isto, vamos colocar como uretrite. Mas por causa da diferença na anatomia entre macho e fêmea, também é possível ver uma infecção da vagina ou vaginite. Agora uma coisa muito comum é que as mulheres infectadas terão muita dor durante o sexo por causa da pressão que é colocada no colo do útero, devido à gonorreia que se espalhou causando cervicite. A gonorreia pode se espalhar ainda mais pelo colo do útero, podendo chegar ao útero e realmente sair pelas trompas de Falópio para causar uma infecção dentro da cavidade pélvica. É por isso que a chamamos de doença inflamatória pélvica ou DIP. Do trato genital a gonorreia pode se espalhar na corrente sanguínea e ir para outro lugar no corpo. Algo muito comum é ir para as articulações, como o joelho, infectando a cápsula articular e causando artrite. Aqui embaixo, podemos ver a cápsula articular. Aqui está o osso, aqui está a cartilagem articular, e isto é o fluido sinovial ou apenas algum fluido entre os dois ossos na articulação. Se a gonorreia se espalhar aqui, pensemos sobre o que virá logo depois disso: glóbulos brancos. Lembrem-se, eles vão atrás da gonorreia e vão causar inflamação, e podemos notar isso nesta foto: não há muito espaço entre os dois conjuntos de cartilagem articular e os ossos. Se muitos glóbulos brancos entrarem na cavidade sinovial e causarem inflamação, você vai ter um incômodo ao usar essa articulação, já que irá sentir muita dor no joelho e dificuldade para andar. Se a gonorreia não for tratada, pode se espalhar para o sistema nervoso central. Ela pode infectar o revestimento ao redor do cérebro e a medula espinhal. Esse revestimento é chamado de meninge. A infecção das meninges é chamada de meningite. Infelizmente, a meningite por gonorreia é muito mais comum nas crianças do que nos adultos. Falando de crianças, mencionei antes que é possível transmitir a gonorreia através do parto. Uma mãe infectada, caso a doença não tenha sido detectada antes, pode transmitir a infecção para o filho. Saberíamos que uma criança está infectada com a gonorreia caso ela se parecesse mais ou menos com esta imagem. Vamos perceber que o bebê pode ter essa crosta nos olhos, algo que é muito marcante e é chamado de oftalmia gonocócica, que é uma infecção ocular provocada pela gonorreia. Esse bebê também pode ter uma variedade de outras coisas relacionadas à gonorreia, tais como a meningite, da qual já falamos, ou até mesmo pneumonia. É por isso que quando o gonococo é identificado em mulheres grávidas, normalmente elas passam por um processo de tratamento para diminuir as chances desse tipo de coisa acontecer. Espero que tenha gostado desta aula, meu amigo ou minha amiga, e aproveitando, quero deixar um grande abraço e até o próximo vídeo!