If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal

Transcrição de vídeo

RKA7MP - Olá, meu amigo ou minha amiga! Tudo bem com você? Seja muito bem-vindo ou bem-vinda a mais uma aula de ciências da natureza. Nesta aula, nós vamos conversar sobre o sistema reprodutivo. Então, vamos começar fazendo uma pergunta: O que é o sistema reprodutivo? O sistema reprodutivo é basicamente um sistema em nossos corpos que inclui nossos órgãos sexuais e certas partes do nosso cérebro. Você pode ver os órgãos sexuais no macho e em dois lugares na fêmea. Esse sistema dentro de nossos corpos é o que nos permite reproduzir, nos permite fazer bebês. E para fazer bebês, o que fazemos é combinar material genético do óvulo de uma mãe biológica e o esperma de um pai biológico para criar nossos descendentes. Normalmente, nós fazemos isso através de relações sexuais. Para gente compreender todo o cenário, vamos dar uma pequena olhada nos órgãos sexuais mais importantes, que tanto os machos quanto as fêmeas têm em seus sistemas reprodutivos? Em se tratando dos machos, temos aqui os testículos e essas são as estruturas mais importantes, porque basicamente toda a estrutura do sistema reprodutor de um macho se ordena em torno dos testículos. E são os testículos que produzem a sua contribuição para o bebê. Eles fazem pequenas células móveis que carregam o material genético do macho até uma fêmea para que esse material seja fundido com material genético da fêmea e, assim, causar uma gravidez. Essas pequenas células móveis é o que nós chamamos de espermatozoide. Outro órgão masculino muito importante é o pênis. O pênis é utilizado para entregar o esperma dentro do parceiro feminino e, assim, aumentar a chance de ele encontrar o óvulo. Enfim, esses são os principais órgãos masculinos. Agora vamos observar o lado feminino. Um dos principais órgãos é o ovário. e, no caso, temos 2, assim como os machos têm 2 testículos. E de fato os ovários e testículos são homólogos, eles vieram do mesmo precursor quando nós estamos falando da etapa de desenvolvimento. Os ovários são responsáveis por produzir a contribuição genética da fêmea para um bebê, que nesse caso é o óvulo. Os ovários, no entanto, são muito diferentes dos testículos. Os testículos estão constantemente produzindo muitos e muitos espermatozoides, são coisas assim de milhões por dia, enquanto que os ovários só liberam 1 óvulo por mês. O próximo órgão feminino realmente importante é o útero. O útero é basicamente um órgão muscular, muito espesso que é capaz de se esticar e é ali que o bebê se desenvolve durante a gravidez até o nascimento. As próximas estruturas femininas que são muito importantes são os seios. Os seios são importantes porque produzem leite durante a gravidez e também, depois, através de um processo chamado lactação. A lactação acontece devido a uma série de hormônios que normalmente são liberados ao longo da gravidez e esse leite materno que é produzido pode alimentar e nutrir o bebê que está em crescimento. Isso realmente desempenha um papel muito importante na criação de um sistema imunológico mais forte para o bebê. Enfim, nós vimos algumas das principais estruturas de ambos os sistemas reprodutivos, tanto masculino quanto feminino. Mas o sistema reprodutivo é formado apenas por essas estruturas? Na verdade, não! Além de produzir o espermatozoide e o óvulo, os sistemas reprodutivos produzem produtos químicos cujos sinais têm uma influência muito forte sobre as atividades do nosso corpo. Esses produtos químicos são chamados de hormônios. E pelo fato desses hormônios terem origem nos sistemas reprodutivos, nós os chamamos de hormônios sexuais. Por exemplo, o principal hormônio sexual do homem é a testosterona, que realmente é produzida nos testículos e é responsável por muitos traços masculinos. Traços como pelos no corpo, a caracterização da voz masculina, o crescimento muscular e até mesmo certos níveis de agressão que os machos possuem. Agora, do lado feminino das coisas ovário é o principal produtor de alguns hormônios femininos, tais como estrogênio e a progesterona. O estrogênio e a progesterona desempenham um papel muito importante no processo de liberação dos óvulos pelos ovários. O estrogênio também é responsável pelo desenvolvimento de muitas características femininas, por exemplo, o desenvolvimento da mama. Então, além da produção do esperma e do óvulo, existe também a produção dos principais hormônios sexuais. O que mais o sistema reprodutivo faz? Uma coisa realmente muito importante que é coordenar o encontro dos espermatozoides com o óvulo. Isso é feito através do pênis dos machos e da vagina das fêmeas. Esses dois órgãos são usados para garantir que o espermatozoide e o óvulo se encontrem. Basicamente falando, o pênis realmente deposita espermatozoides dentro da vagina, para que, assim, o esperma tenha uma chance melhor de alcançar e fertilizar o óvulo liberado dentro do trato reprodutivo. Você deve estar pensando uma coisa agora: "O sistema reprodutor faz tudo isso por conta própria? Ou seja, ele sabe exatamente o que tem que fazer?". Essa é uma boa pergunta! O sistema reprodutor é controlado pelo cérebro. Há uma área do cérebro chamada hipotálamo, que fica no interior do cérebro, quase no meio dele. O hipotálamo libera um hormônio chamado hormônio liberador de gonadotrofina ou GNRH. O GNRH afeta outra parte do cérebro chamada hipófise anterior, que fica logo abaixo do hipotálamo. Em resposta ao GNRH, a hipófise anterior libera outros hormônios, por exemplo, o hormônio luteinizante, também chamado de LH, e hormônio folículo estimulante, também chamado de FSH. Então, nós temos o hormônio luteinizante e hormônio folículo estimulante. Esses hormônios afetam principalmente os órgãos sexuais masculinos e femininos. Os testículos do macho e os ovários da fêmea são controlados por esses hormônios. Finalmente, nós vamos falar sobre a gravidez. A gravidez é uma parte muito importante da reprodução e, sem dúvida, é a parte mais duradoura. A gravidez é o resultado do encontro com o sucesso entre o espermatozoide e o óvulo. Quando isso ocorre, nós temos a criação de um zigoto. O zigoto é a primeira célula de um novo organismo. Esse zigoto tem um material genético da mãe e do pai. Esse material genético veio do espermatozoide e do óvulo que se fundiram. O zigoto passa por uma série de desenvolvimentos e, eventualmente, se implanta dentro da parede interna do útero de uma mulher para conseguir crescer. Lembre-se que nós falamos que o útero é um órgão muscular espesso, certo? Agora chegamos ao terceiro passo, que é a gestação. A gestação é basicamente o desenvolvimento do feto em um bebê. Temos o desenvolvimento de todos os sistemas do feto, incluindo o cérebro, a medula espinhal, os pulmões, o sistema cardiovascular, o sistema reprodutor, todos os sistemas do corpo. A gestação prepara o bebê em desenvolvimento para nascer e demora cerca de 9 meses. Quando os bebês estão prontos para sair do útero, uma série de mudanças hormonais começam a ocorrer no corpo da mãe. Isso sinaliza para ela começar a se preparar para empurrar o bebê para fora do seu corpo. Em outras palavras, dar à luz. Ela vai passar por um processo chamado de trabalho, também conhecido como parto, e, assim, dar à luz ao bebê. Depois do nascimento, chegou o último passo: dar um nome a ele ou a ela. Eu espero que você tenha gostado dessa aula. Quero aproveitar o momento e deixar para você um grande abraço e até a próxima!