If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:8:49

Hershey e Chase: DNA é o material genético

Transcrição de vídeo

no último vídeo começamos a ver algumas boas evidências de que o dna é a base molecular da hereditariedade proposta por mendel e vimos também o trabalho de livre mercado e na clean no qual tentou se identificar se era o dna os eram proteínas que atuavam como princípio da transformação propostos pelos experimentos the gift se isso tudo sua estranha você e eu lhe aconselho assistir esse vídeo anterior mas mesmo trabalho que citei publicado em 1944 não era visto como uma evidência conclusiva mas sim como uma forte evidência isso porque lembrando como eles fizeram isso senão aquecida a linhagem lisa de bactérias é violenta e quando aplicado em camundongos mata os a mesma linhagem lisa após ser morta pelo calor pode ser aplicado em camundongos em matá los porém se a linhagem lisa foi aquecida mas misturada à linhagem áspera o dna da linhagem luiza é incorporado ao dna da linhagem áspera anteriormente não violenta tornando a violenta e posteriormente quando aplicada em camundongos leva estes à morte após isolarem os componentes da linhagem lisa e misturá los separadamente a linhagem áspera viram que o provável responsável pelo princípio da transformação de ghost era o dna porém os resultados não foram de fato conclusivos porque havia a possibilidade de o elemento não ter sido isolado adequadamente contendo um pouco de proteína por exemplo talvez sua composição majoritária fosse o dna mas talvez um pouco de proteína que lá permaneceu estava sendo responsável pela transformação assim a comunidade científica não disse ótimo isso parece muito bom vamos assumir isso e seguir em frente não ela quis continuar testando dna diferentes formas ea evidência conclusiva só vi alguns anos mais tarde em 1952 com dois pesquisadores chamado rush e case tanto ao fred hersch quanto marta case decidiram estudar o bacteriófago t2 um vírus que infecta bactérias apenas lembrando a palavra fago faz referência à vírus eles sabiam que o bacteriose eu era composto por proteínas e por dna que sabemos hoje ser uma cápsula proteica contendo em seu interior o dna os dois pesquisadores sabiam que se fábio injetava algo no interior as bactérias que altera a informação genética das bactérias e começa a produzir mais bacteriófagos t2 se eles conseguissem identificar o que era se algo serão proteínas ou se era dna eles estariam encontrando evidências conclusivas de qual era o material que constitui a base molecular da codificação genética da hereditariedade note que esses dois eram muito céticos contas experimentos de irmã karina clyde recheie case muito provavelmente queria mostrar que era proteína a base molecular da hereditariedade pois lembra se as pessoas nesse tempo pensava sabemos que as proteínas são moléculas complexas que têm diversos aminoácidos e portanto tem diversas formas diferentes é muito mais provável que essa molécula as proteínas dotado de toda essa diversidade seja uma base molecular da codificação genética nessa época não se tinha conhecimento acerca da estrutura do dna então resch case planejar um experimento para descobrir o que de fato bacteriófago injetava no interior das bactérias serão proteínas o cérebro dna então eles desenvolveram dois grupos de bacteriófago t 21 contém 18 por de fósforo radioativo o fósforo 32 e outro contendo isótopo por de enxofre radioativo o enxofre 35 porque eles fizeram isso porque o fósforo é um componente do dna e portanto no primeiro lote o marcador radioativo está incorporado no dna visto aqui em verde e não em proteínas no segundo lote o marcador radiativo enxofre será incorporada proteínas uma vez que é um componente das mesmas você deve estar se perguntando como se desenvolvem esses lotes radioativos basta que você insira o vírus em um ambiente contendo componentes de seu interesse que serão seqüestradas e incorporados nas respectivas moléculas desta maneira os dois pesquisadores produziram então um lote de bactéria lagos com enxofre radioativo e outro lote de bacteriófagos com fósforo radioativo isto é produzir um lote de bacteriófagos com apenas proteínas marcadas e outro lote com apenas o dna marcado em seguida em injetar os dois lotes em grupos diferentes de bactérias após tempo suficiente para que ocorresse a infecção das bactérias pelos vírus eles então submeteriam cada grupo há uma centrífuga a centrífuga é uma máquina na qual você a cópula o tubo de ensaio que passa a girar muito muito rápido em torno de um eixo fixo assim o conteúdo de todo o tubo de ensaio estará sujeito às força g como uma força centrífuga de modo que o conteúdo de maior massa se deposita no fundo do tubo ao passo que o conteúdo de menor massa se posiciona mais próximo à boca do tubo logo verifica se que as células bacterianas maiores e portanto portadores de maior massa dirigem-se ao fundo formando material que chamam de pede os vírus por sua vez são menores e portanto de menor massa posicionando-se mais próximos da boca do tubo junto aos demais componentes presentes na solução em que em conjunto chamamos de sobrena dante eles disseram então depositado ao fundo contém células bacterianas ou menos resto delas e nem está presente o fósforo radioativo significa que o dna é o material genético que foi injetado pelos vírus no interior das bactérias mas se observarmos que é o inverso do fósforo enxofre foi depositado no fundo significa que os vírus e injetaram na verdade proteínas no interior as bactérias ao fim do experimento observou se que no fundo dos tubos de ensaio encontrava-se o fósforo radioativo possibilitando os dois pesquisadores concluírem quero dna de fato a base molecular da hereditariedade eles eram o alvo então ele foi maccari e na crise estavam corretos na verdade é o dna que atua como princípio da transformação que pode entrar na bactéria e usurpação maquinaria celular modificando sua genética por isso isso é realmente um grande negócio mais uma vez começou vamos comendo dizendo nós temos fatores hereditários que se segregam e se classificam de determinadas maneiras distintas depois bovo isso é tão disseram conforme o comportamento da célula durante a divisão meióticas parecem ser os cromossomos os portadores dos fatores hereditários de mendel tal sugestão ganhou mais evidências com morgan e sua equipe com o experimento e grite envolvendo camundongos e duas linhagens de bactérias alisa virulento e áspera não violenta ele disse ei olhe algum princípio de transformação aqui em seguida e vê em macaé na crise averiguaram disseram quando tentamos purificar o princípio da transformação parece ser o dna a molécula que realmente importa no processo finalmente resch case validam tal hipótese de maneira ainda mais conclusiva mostrando que é o dna molécula injetado por bacteriófagos alterando a sua estrutura genética