If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal

Isolamento reprodutivo

O que faz com que dois organismos sejam membros de diferentes espécies? Aprenda sobre os fatores que impulsionam o isolamento reprodutivo. Por Ross Firestone.. Versão original criada por Ross Firestone.

Transcrição de vídeo

o Olá meu amigo minha amiga tudo bem com você seja muito bem-vindo ou bem-vindo a mais um vídeo aqui na casa da minha Brasil e nesse vídeo vamos conversar sobre o isolamento reprodutivo e para começar eu quero te fazer uma pergunta você já se perguntou como nós que ela se ficamos diferente os organismos em espécies diferentes bem antes de responder isso vamos relembrar Qual é a diferença entre reprodução assexuada e reprodução sexuada na reprodução assexuada um organismo com uma única célula divide-se em duas células Pires que são ambas geneticamente idênticas à célula original na reprodução sexuada dos membros da mesma espécie serão reproduzir juntos a fim de formar uma descendência geneticamente única em geral organismos que geralmente se reproduzem assexuadamente não tem baixa diversidade genética em espécies que se reproduzem sexualmente tem alta diversidade genética É mas o que é uma espécie isso pode ser uma pergunta muito difícil de responder para organismos que se reproduzem sexualmente podemos dizer que os dois organismos como esse gato e esse humano são membros de espécies diferentes eles são incapazes de ter descendência juntos no entanto para organismos que se reproduzem assexuadamente como bactérias protistas e a águia isso fica um pouco mais confuso essas espécies não é casaram com outros organismos com isso temos uma grande dificuldade para classificá-los em diferentes categorias e aí nós chamamos isso de o problema das espécies Não se preocupe com isso agora nesse vídeo Eu apenas vou olhar para organismos que se reproduzem sexualmente Ou seja que temos uma reprodução de forma sexual e esses organismos são separados em espécies diferentes por diferentes formas através do que nós chamamos de isolamento reprodutivo Isso é uma ideia e tem muitas forças ou Barreiras que fazem com que dois organismos diferentes não tenham filhos juntos Podemos dividir essas forças em duas categorias distintas Barreiras preze góticas e Barreiras posse góticas O isolamento pré-zigótico refere-se a todas as diferentes forças que previnem dois organismos de terem filhos juntos que ocorrem antes da formação de um zigoto não se esqueça que eu não seguro tem uma única célula que é feita de um material genético de ambos os organismos que se reproduziram juntos agora as barreiras posse góticas são forças que surgem após a formação do zigoto mas a gente vai conversar sobre isso daqui a pouco ok sendo assim vamos observar aqui agora os tipos de isolamento pré-zigótico são Barreiras preze góticas e o primeiro é o isolamento temporal e o isolamento de habitat O isolamento temporal se refere ao fato de que nem todos os organismos são companheiros ao mesmo tempo em algumas podem acasalar a noite Enquanto o outro e se acasalam durante o dia Alguns podem acasalar na primavera Enquanto o outro e se acasalam no verão si dois organismos não encontram companheiros ao mesmo tempo eles estão isolados temporalmente O isolamento de habitat se refere ao lugar onde os organismos se acasalam Alguns podem preferir acasalar na floresta enquanto outros preferem acasalar nas montanhas isso dois organismos não encontram companheiros no mesmo lugar então eles estão isolados também se tempo e lugar não é um problema então a próxima barreira é o isolamento comportamental que se refere a seleção de companheiros e como organismo circulam atraindo um companheiro Afinal nem todos os organismos vão atrair um companheiro da mesma forma temos um animal como um pássaro que vai atrair um companheiro cantando uma música enquanto um coelho pode fazer uma pequena dança para atrair um companheiro portanto e o seu o comportamental agora temos o isolamento mecânico que lida com a incapacidade física de dois organismos poderem se acasalar mesmo se eles quisessem um ótimo exemplo desse caso é o fato de um animal enorme como um elefante ser incapaz de acasalar com um pequeno rato você mesmo assim dois organismos encontrarem um companheiro com sucesso eles ainda podem encontrar o isolamento ga médico que é quando a fertilização entre dois gametas para formar um zigoto é impossível agora uma vez que o zigoto foi formado a gente pode seguir em frente e olhar nas Barreiras posse góticas de isolamento reprodutivo a primeira forma minha mortalidade dos zigotos isso ocorre mesmo que os dois gametas dos dois organismos possam se fundir com sucesso e formar um zigoto esses zigotos teria uma alta taxa de mortalidade e seria incapaz de se desenvolverem uma prova é madura em seguida temos a inviabilidade dos híbridos que ocorre o outro é capaz de crescer e se tornar uma prova é madura mas essa prole vai ter uma alta taxa de mortalidade e não será capaz de crescer e se tornar um adulto maduro finalmente temos a última forma do isolamento reprodutivo que a esterilidade do híbrido isso ocorre quando a praia pode crescer e se tornar um adulto maduro mas aquele adulto maduro não será capaz de acasalar e ter os seus próprios descendentes as em si dois organismos sexualmente reprodutores não são isolados por qualquer uma dessas Barreiras então geralmente podemos dizer que eles são membros da mesma espécie sendo assim o que aprendemos com tudo isso bem primeiro Nós aprendemos sobre o problema das espécies e como classificar organismos diferentes em espécies diferentes pode ser muito difícil nós temos uma definição muito boa para organismos que se reproduzem sexualmente mas não temos o mesmo para organismos que se reproduzem assexuadamente também aprendemos sobre o isolamento reprodutivo bom e que podemos dizer que o dois organismos que se reproduzem sexualmente são isolados reprodutivamente E se ele juntos são incapazes de livremente produzir descendente e fértil Enfim meu amigo minha amiga eu espero que você tenha compreendido tudo que a gente conversou aqui e mais uma vez eu quero deixar para você um grande abraço e até a próxima