If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:5:51

Comparação entre mitose e meiose

Transcrição de vídeo

RKA4MB - Antes de nos aprofundarmos aqui em meiose, eu quero, primeiro, fazer uma grande revisão e comparar a mitose com a meiose. Vamos lá! Em mitose... (isso aqui é apenas uma revisão, caso você tenha visto os vídeos anteriores )... em mitose, é o seguinte: se você tem aqui uma célula e essa célula tem aqui um número diploide de cromossomos, que eu vou chamar de "2n"... por exemplo, nos seres humanos, o número aí de cromossomos é de 46. Portanto, aqui são 46 cromossomos para os humanos, certo? Você recebe 23 cromossomos do seu pai e 23 cromossomos da sua mãe, então, você pode falar que você tem 23 pares homólogos de cromossomos. E, aí, após esse processo de mitose acontecer, você vai ficar com duas células que têm a mesma informação genética daquela célula original. Então, aqui: uma, duas células. E cada uma delas também vai ter um número diploide de cromossomos. Então, "2n" aqui e "2n" aqui. E elas vão fazer as mesmas coisas que a outra célula fazia: entrar em interfase, crescer e se replicar, duplicar o seu DNA e também seus centrossomos. E, aí, as outras células que forem replicadas também vão entrar em mitose novamente. Olha aí! E é assim que a maior parte das células do seu corpo cresce. É assim que você se torna de um organismo... sei lá... unicelular para você próprio. E, portanto, isso daqui que é a mitose, ou seja, todo esse ciclo que eu acabei de explicar. E, agora, o que acontece com a meiose? Deixe-me fazer aqui. Na meiose, uma coisa um pouquinho diferente acontece, e acontece em duas fases. Olha só! Então, você começa aqui com uma célula que tem um número diploide de cromossomos... (vou colocar aqui: número diploide de cromossomos, ou seja, "2n")... e, aí, entra na interfase e duplica o seu DNA novamente. E, aí, nós temos a meiose 1. E, quando ela se duplica aqui, você vai ter duas células que vão ter um número haploide de cromossomos. Então, aqui: duas células com um número haploide de cromossomos. Então, aqui nós vamos ter "n", e aqui nós vamos ter o "n" também. E, então, em se tratando de seres humanos, a gente começa aqui com 46 cromossomos. Nessa célula vamos ter 23 cromossomos e nessa daqui 23 cromossomos também dentro do núcleo, certo? Só que não é. Isso não é tudo. Essas duas células aqui vão entrar em uma outra fase que é bem similar à mitose. E o que vai acontecer aqui é que nós teremos células... quatro células, no caso, porque são duas se duplicando... nós vamos ter quatro células aqui com o número haploide de cromossomos. Olha aí! E não necessariamente... todas elas aqui, é claro, têm o número haploide de cromossomos, mas, não necessariamente, elas terão as mesmas informações genéticas. Porque nessa primeira fase aqui, que a gente passa de uma célula diploide (número diploide de cromossomos) para uma célula haploide, nessa primeira fase que é chamada de meiose 1, a gente, essencialmente, separou aqueles pares homólogos. Então, aqui nós temos alguns cromossomos que você pegou do seu pai e da sua mãe, e aqui também alguns que você pegou do seu pai e da sua mãe, e eles foram separados de uma maneira arbitrária. Portanto, foram divididos aqui nesses dois grupos que estão nessas células aqui, certo? E, nessa segunda fase, que é a meiose 2... (vai ser essa fase, vou botar aqui: meiose 2)... essa fase é bem parecida com a mitose, só que você termina aqui com as células que têm aquele número haploide de cromossomos, em vez de diploide aqui na mitose, certo? O que acontece aqui é que essas células aqui (resultado final, certo?), elas são os gametas, que podem ser usados para a fertilização, por exemplo. Então, por exemplo, se você for homem, essas daqui são células que são fabricadas nos seus testículos e são os espermas. E, se você for mulher, isso daqui acontece no seu ovário e são, é claro, os seus óvulos. Em uma planta, isso pode ser um pólen ou, então, um alvéolo. Então, isso daqui vai ser usado na fertilização, elas vão se fundir com outras células para formarem essas células diploides. E, assim, vão formar um organismo inteiramente novo. Portanto, o que acontece aqui na meiose é que essas células vão se juntar com outras células para poder acontecer o processo de reprodução, fertilização, enfim. Agora, isso não acontece aqui na mitose. Na mitose, é claro, o organismo já está feito, e essas células aqui vão se duplicando, e se duplicando, e se duplicando com o passar do tempo. Portanto, essa célula aqui é exatamente igual a essa célula aqui, enquanto essas células... por exemplo, essa daqui é diferente dessa célula aqui. E onde isso daqui acontece no seu corpo? A gente já falou em vídeos anteriores. Essas células aqui são células somáticas, que acontecem ao redor do seu corpo. E essas, aqui, são células germinativas (germinativas, certo?) E essas células germinativas podem tanto passar pelo processo de mitose (vão gerar outras células diploides), ou passar pelo processo de meiose (em que vão gerar células haploides, que serão utilizadas para a fecundação, para reprodução). Portanto, para este vídeo é só. Até o próximo vídeo!
O conteúdo de Biologia foi criado com o apoio da Fundação Amgen