If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:17:08

Transcrição de vídeo

agora que fizemos uma pequena revisão do que aprendemos sobre a oxidação e redução vejamos se podemos aplicar o que tenhamos entendido melhor sobre respiração celular na respiração celular para cada molde glicose 6h 12 a 6 combinamos que ela deve estar em um estado acordo foi dissolvido em água reagimos isto com 6 molz de co2 e nossas células realizam a respiração celular em toda uma série de etapas farei mais vídeos sobre esse assunto só vou resumir a respiração celular e então terminamos com terminamos com 6 molz de dióxido de carbono temos que inspirar esse oxigênio para realizar a respiração celular e temos que respirar esse idiota de carbono porque se trata simplesmente de um subproduto da respiração celular seis molz de dióxido de carbono seis motos de água e toda a questão da respiração celular se resume a um pouco mais de energia que é gerada por esta reação em nossos corpos armazenam essa energia outros apenas a transforma em calor mas toda a questão da respiração celular se resume em armazenar essa energia como 38 até peso que já aprendemos que é a moeda energética dos sistemas biológicos nossos corpos ou sistemas biológicos em geral podem usar esses attps para contrair músculos gerar impulsos nervosos cultivar células ou dividi las ou qualquer outra coisa que um sistema biológico tem que fazer no último vídeo aprendemos um pouco sobre o xxii da ação e redução então vamos aplicar aquelas idéias aqui agora vimos no último vídeo que um químico diria vamos colocar dessa forma um químico diria que oxidação significa perder elétrons ou não ser capaz de consumi los todos um químico diria a vocês que a redução é a redução é ganhar elétrons ganhar elétrons e se vocês não conseguem lembrar a oxidação é perder lembre-se de o pl oxigênio perde elétrons este é o mínimo nico oxigênio perde elétrons redução é ganhar ou reg redução é ganhar portanto basta lembrar de o pl reg foi isso que vocês aprenderam na aula de química já os biólogos bioquímicos diria um bom vocês sabem eu prefiro definir isto de uma forma diferente um biólogo diria que a oxidação é perder átomos de hidrogênio perder átomos de hidrogênio e diriam que redução é ganhar ganhar átomos de hidrogênio átomos de hidrogênio e vimos no último vídeo que essa definição fica muito difícil quando aplicamos ao hidrogênio porque não é como se um átomo de hidrogênio pudesse perder ou ganhar a ele mesmo é a razão pela qual dissemos que essas duas idéias são coerentes é porque se estou falando sobre o carbono e um carbono está perdendo o hidrogênio então digamos que eu tenho um composto que se parece com isso pode ser que esse composto esteja conectado a uma série de outras coisas em algum outro lugar e mais tarde no carbono digamos que eu tenho um carbono que se parece com esse que há oxigênio que pode estar ligado a outro gênio estudando uma explicação meio confuso aqui mas talvez esse oxigênio esteja ligado a outra coisa foi com isso que eu comecei e no outro lado dessa equação terminei com algo parecido com isso onde um carbono está ligado a um oxigênio e esse outro oxigênio está ligado a esse hidrogênio o biólogo diria a esse carbono foi oxidado porque perdeu seu hidrogênio o hidrogênio foi daqui farei isso com uma cor diferente foi desse carbono para esse oxigênio eo biólogo também diria que esse oxigênio foi reduzido o oxigênio foi reduzido porque ganhou hidrogênios mas na realidade ou talvez pela definição dos químicos que eu gosto um pouco mais é porque o carbono é mais eletronegativa como podemos ver o carbono é muito mais eletronegativa do que o hidrogênio e oxigênio é ainda mais do que o carbono quando qualquer um deles se liga o hidrogénio eles viram um elétron portanto aqui o carbono tem que consumir o elétron portanto aqui o carbono consome os elétrons consome os elétrons enquanto aqui o carbono têm seus elétrons consumidos pelo oxigênio é o oxigênio que consome portanto ao perder o hidrogênio o carbono perde a oportunidade de consumir elétrons e como ele acaba se ligando ao oxigênio e não apenas não consome elétrons do hidrogênio como tem seus elétrons consumidos por um átomo ainda mais eletronegativa e é por isso que essas duas definições são coerentes o mesmo ocorre com oxigênio aqui o oxigênio se liga outro oxigênio sem consumir nada mas quando ele ganha o hidrogênio é capaz de consumir os elétrons do hidrogênio porque o oxigênio é muito mais elétron negativo ou se pode dizer que o oxigênio está ganhando elétrons e é por isso que essas duas definições são tanto coerentes embora algumas vezes essas definições não se sustentem se não estivermos lidando com hidrogênio a definição dos químicos se aplica de forma mais coerente a todas as situações mas algumas vezes a definição dos biólogos é mais fácil de visualizar ou encontraram essa definição nos livros voltemos então a respiração celular e tentemos imaginado que está sendo a cidade o que está sendo reduzido se olharmos aqui temos nossa glicose na verdade eu copiei e colei da wikipédia uma molécula de glicose na verdade tem um erro aqui e talvez eu deva corrigir na wikipedia deveria haver outro hidrogênio ligado a esse carbono bem aqui mas como vocês podem ver todos os hidrogênio também estão ligados a um oxigênio ou a um carbono aqui no lado esquerdo eles também estão ligados a um oxigênio ou a um carbono se inscrever temos sobre o estado de oxidação ele está ligado a algo que é mais elétron negativo portanto estará desistindo dos seus elétrons e portanto teremos o estado de oxidação mais um eo oxigênio em todos os casos também está ligado a um carbono ou o hidrogênio e oxigênio está ligado a um carbono ou o hidrogênio e vai consumir um elétron de qualquer um deles portanto em todas as situações da glicose e oxigénio tem um estado de oxidação menos 2 ou 2 negativo e o carbono como tudo isso é neutro pode se pensar que o carbono possui estado de oxidação neutro e se vocês continuarem nessa área vamos descobrir que a maior parte desses carbonos possuem estado de oxidação neutro vamos ver de outra forma esse carbono aqui está consumindo um elétron de hidrogênio mas ele tem um elétron consumido por esse oxigênio e é claro que isso não afeta o carbono portanto ele é neutro e se pela mesma razão e cianeto pela mesma razão e se também pela mesma razão ele está ligado a dois carbonos e os elétrons é consumido pelo oxigênio mas ele consome um elétron de hidrogênio portanto fica neutro assim os quatro desses carbono são neutros esse aqui tem dois elétrons consumidos pelos oxigênios e então ele tem que pegar um de volta do hidrogênio e assim ele tem estado de oxidação mais um com esse acontece o contrário ele tem dois hidrogênio que ele consome então ele tem que se desfazer de um para o oxigênio por tanto esse tem menos um e esses dois se neutraliza na média pode dizer que os carbonos na glicose tem um estado de oxidação neutro estou tratando da definição química e vou mostrar a vocês que elas são equivalentes aqui nenhum dos outros gênios têm esse estado de oxidação porque eles acabaram de se ligar deixa fazer isso como uma coisa melhor nenhum estado de oxidação ou o estado de oxidação neutro porque eles estão duplamente ligados ao oxigênio ninguém consome de ninguém e eles são obviamente igualmente elétron negativo se olharmos para os produtos o dióxido de carbono se parece com isso em qualquer um desses casos o oxigênio está consumindo 2 elétrons desse carbono portanto esse tem um estado de oxigênio de -2 york gênio está consumindo 2 elétrons do carbono portanto ele tem um estado de oxidação menos dois está conseguindo todos os seus elétrons da valência todos os 4 consumidos pelo oxigênio ele ficou com o estado de oxidação mais quatro ele perdeu 4 elétrons por que estão sendo consumidos portanto esse é o carbono podemos escrever como mais quatro para o carbono então cada oxigênio tem menos dois e podemos fazer os cálculos mais tarde para descobrir qual é o total se olharmos para a água já olhamos para ela antes o oxigênio está consumindo 2 elétrons um de cada hidrogênio portanto menos dois cada um dos hidrogenados tem um estado de oxidação de mais um se você deseja fazer metade da reação para a respiração celular e sob o ponto de vista vista dos químicos e lidar apenas com elétrons você pode dizer eu começo com 12 hidrogênios desse lado vou escrever isso dessa forma o h 12 desse lado todos eles têm um estado de oxidação mais um em seguida ocorre a respiração celular agora eu tenho 12 hidrogênio poderia escrever o 12 um pouco diferente aqui mas eles ainda têm mais um cada um deles ainda tem um estado de oxidação mais um portanto nada do ponto de vista de uma redução da oxidação acontece o hidrogênio agora se fizermos o carbono no lado esquerdo da equação temos seis carbonos eles têm um estado de oxidação neutro mas então o que acontece do lado direito da equação eu tenho seis carbonos escritos de forma um pouco diferente mais tenho seis carbonos e cada um deles tem um estado de oxidação mais 4 o que significa que eles perderam 4 elétrons ou sua carga hipotética ao perder esses quatro elétrons aumentou para 4 porque eles estão perdendo elétrons carregados negativamente portanto 16 carbonos depois da respiração celular terminam com 6 carbonos oxidadas com o estado de oxidação mais quatro além disso cada um desses perdeu 4 elétrons nós temos seis desses quatro vezes seis é igual a 24 elétrons esses são os elétrons que o carbono perdeu portanto vimos na respiração celular que o carbono foi oxidado o carbono foi oxidado o oxigênio perde elétrons vimos na respiração celular nós desenhamos metade da reação o carbono está perdendo os 6 carbonos estão perdendo um total de 24 elétrons e então finalmente se eu tivesse que fazer o oxigênio desse lado perdi-me equação aqui em cima então aqui eu tenho dois oxigênios não desenhamos um pouco separados então eu tenho esses seis oxigênio saque a um estado de oxidação - dois no lado esquerdo então vou desenhando assim eles têm um estado de oxidação menos dois e depois eu tenho esses 12 oxigênio que são completamente neutros e eu não vou nem mesmo escrever um estado de oxidação ou o número de oxidação ali tá bom e então depois de realizarmos a respiração celular o que acontece bom agora eu tenho no dióxido de carbono tenho 12 carbonos com um estado de oxidação menos 2 6 vezes o 2 deixa escrever isso sobre o dióxido de carbono então tenho seis o 2 e todos eles com o estado de oxidação negativo e depois eu tenho outros seis oxigênios com o estado de oxidação menos dois portanto mais seis oxigênios com o estado de oxidação menos dois se você pensar a respeito eu tive um estado de oxidação total em todos os gênios e se disseram neutros tenham seis vezes menos dois o que é igual a menos 12 você pode ver isso como carga total de todos os 66 vezes menos dois aqui eu tenho seis vezes menos dois que é igual a menos 12 e então tenho seis vezes dois oxigênios por molécula e isso é 12 vezes menos dois o que é igual a menos 24 para ir de -12 para uma oxidação total um tipo de carga hipotética que menos 36 tenho que ter ganhado 24 elétrons e esses 24 elétrons que eu ganhei que o oxigênio ganharam são os mesmos 24 elétrons que os carbonos perderam então do ponto de vista da química fica bem claro o carbono foi oxidado e oxigênio que ganhou elétrons lembra redução é ganhar o oxigênio foi reduzido isso é uma pequena revisão legal mas é bom ver isso no contexto da respiração celular e isso na verdade é como responder a uma das perguntas sobre de onde vem essa energia em qualquer uma dessas reações químicas quando o energia é produzida é porque os elétrons estão passando de um estado de maior energia para o estado de menor energia se eu tenho um elétron aqui em um estado de energia alta e é capaz de passar para um estado mais confortável para uma órbita menor ou com menos energia portanto menos energia o estado de s dia mais estável será gerada energia na forma de calor ou algum trabalho de alguma forma e ajudar a criar moléculas de atp quando vêem essas reações pela metade vocês vêem esses 24 elétrons que estão sendo perdidos pelo carbono carbono está sendo oxidado e estão passando para o oxigênio fazem isso em uma série de etapas isso não acontece apenas uma enorme explosão acontece durante uma série de etapas e à medida que isso acontece os elétrons entram em estado de energia cada vez menores e quando esses elétrons entrou em estado de menor energia basicamente ao passarem dos carbono serem empurradas para o oxigênio é daí que vem a energia é daí que vem a energia para criar os 38 atp s então até agora falamos um pouco sobre como um químico ver a oxidação eu abordei o início do vídeo de como um biólogo ver a oxidação e depois vimos que a respiração celular do ponto de vista de um químico e mostrar claramente que o carbono está sendo oxidado ele está perdendo elétrons e que o oxigênio está sendo reduzido está ganhando elétrons está sendo reduzido esses elétrons estão passando desse carbono principalmente pra esses oxigênios bem aqui e agora como a definição da biologia de nossa posição se sustenta bom aqui ela se sustenta muito bem porque podem imaginar aqui todos os hidrogênio da equação estão associados à glicose e também estão ligados se vocês olharem para a estrutura da glicose os hidrogênios estão ligados tanto os carbonos como aos oxigênios portanto estão ligados aos carbono de oxigênios e quando você vai para o lado direito da equação todos os projetos estão ligados apenas ao oxigênio por tanto o carbono perdeu o hidrogênio e os hidrogênios e o oxigênio ganharam hidrogênios deixou escrever isso vemos na respiração o carbono perdeu hidrogênios e o oxigênio ganhou hidrogênios e isso é coerente porque vemos que ao perder hidrogênio estamos sendo oxidadas do ponto de vista de um biólogo e ao ganhar hidrogênio e oxigênio está sendo reduzido e só assim vocês podem ver algum sentido nisso quando vocês vêem que eu vou começar a desenhar o mecanismo que eu espero não estar muito cabeluda esse processo de transferir esses hidrogênio é facilitado por moléculas como n adfa de e vemos isso se quisermos apenas conciliar as duas funções como o hidrogênio estão sendo transferidos de um átomo elétron negativo para outro ato um elétron negativo o que realmente está sendo transferida é a oportunidade de consumir elétrons se o carbono tem hidrogênio ele consome os elétrons mas se esse hidrogênio passa do carbono e todo o ato não só o núcleo mas todo o átomo passa para o oxigênio ele ganhou esse elétron que pode consumir e o carbono perdeu o elétron portanto o carbono foi oxidado e oxigênio reduzido e eu mencionei isso em vídeos anteriores mas provavelmente a coisa mais confusas sobre oxidação é que vocês sempre gostam de dizer que ela deve ter alguma coisa a ver com oxigênio e tem mesmo a palavra realmente vem do que o oxigênio faria alguma coisa portanto o oxigênio quando se liga as coisas ele perde e dos seus elétrons ou em uma reação onde normalmente tira os hidrogênios ele tirou o hidrogênio do carbono nessa situação e é daí que vem o termo oxidação mas não é preciso ter oxigénio em qualquer lugar da sua reação para que ocorra uma oxidação ou uma redução em todo caso espero que achem isso razoavelmente útil esse ponto é complicado pra mim quando eu aprendi e me sentir confortável com a definição de oxidação e redução da pena química seu livro de biologia pode falar sobre perder e ganhar hidrogênios ao contrário de elétrons eu demorei um pouquinho pra conciliar essas duas nações
O conteúdo de Biologia foi criado com o apoio da Fundação Amgen