If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:5:43

Transcrição de vídeo

o Olá meu amigo minha amiga tudo bem com você seja muito bem-vindo ou bem-vinda a mais um vídeo daquela Academy Brasil e nesse vídeo vamos conversar se eu desligar ações covalentes no vídeo passado o apresentei a ideia de ligações e falei sobre as ligações iônicas esse tipo de ligação ocorre quando um átomo é sem cialmente capaz de tirar um elétron de um outro átomo aí devido a isso um átomo fica carregado positivamente e o outro fica carregado negativamente e como consequência eles são atraídos um pelo outro agora vamos para o outro lado do espectro de ligações onde é o invés de roubar elétrons uns dos outros eles vão compartilhar esses elétrons como exemplo Vamos considerar que estamos lidando com dois átomos de oxigênio Vamos colocar um oxigênio aqui o oxigênio neutro tem 8 elétrons no total as seis deles estão em sua camada externa sendo assim temos aqui um dois três quatro 16 elétrons de Valência Observe que eu estou emparelhando esses dois elétrons aqui e aqui mas aqui eu tenho esses dois últimos elétrons de Valência que não estão emparelhados vamos agora colocar outro oxigênio aqui eu vou usar uma cor diferente para que a gente possa acompanhar os elétrons sendo assim temos outro oxigênio bem aqui que também tem 6 elétrons de Valência Então temos um dois três quatro cinco seis elétrons de Valência como sabemos para que esse oxigênio a esquerda se torne mais estável de alguma forma ele adoraria ganhar ou talvez compartilhar mas dois elétrons e claro esse outro oxigênio aqui a direita ainda é o oxigênio ele também adoraria ganhar ou compartilhar mais dois elétrons de Valência Então como eles poderiam fazer isso bem seu oxigênio da esquerda Compartilhar esse elétron e esse elétron com o oxigênio da direita e o oxigênio da direita Compartilhar esse elétron e esse é o oxigênio da esquerda o que vai acontecer bem se eles fizerem isso Você tem algo que você parece com isso aqui você tem o oxigênio da esquerda e você tem o oxigênio da direita EA forma como representamos que dois elétrons estão sendo compartilhado vamos dizer que esses dois aqui estão sendo compartilhados é apenas usando uma linha como essa Isso mostra que existem dois elétrons que estão sendo compartilhados por esses dois oxigênios vamos dizer também que esses dois elétrons estão sendo compartilhados aí você também tem nenhuma linha como essa aqui aí Claro podemos desenhar o restante dos elétrons de Valência esse oxigênio a esquerda tinha afora os elétrons estão sendo compartilhados mas quatro elétrons de Valência a mesma coisa que eu comecei a oxigênio O que que está direita ele tinha mais quatro elétrons de Valência um dois três quatro agora o que é interessante aqui é que devido a esses elétrons compartilhados os oxigênio vão ficar juntos se eles não ficarem juntos esses e não serão compartilhados Então o que formamos aqui é conhecido como uma ligação covalente e O interessante é que isso permite que ambos os oxigênios fiquem um pouco mais estáveis do ponto de vista do oxigênio da esquerda ele tinha seis elétrons de Valência mas agora pode compartilhar mais dois lembre-se cada um desses vínculos cada uma dessas linhas representam dois elétrons Então esse oxigênio poderia dizer Ei eu tenho que ter 1 2 3 4 6 8 elétrons e a mesma coisa vai acontecer para esse oxigênio a direita por outro lado Existem algumas ligações covalentes que não são tão Iguais por exemplo no caso da água vamos observar aqui como que o oxigênio se liga o hidrogênio teremos um oxigênio bem aqui mais uma vez eu posso desenhar seus seis elétrons de Valência um dois três quatro cinco eu vou desenhar o sexto aqui e o hidrogênio agora o hidrogênio tem um elétron de Valência temos 11 é bem aqui com um elétron de Valência e talvez tem um outro hidrogênio bem aqui com o outro elétron de Valência o oxigênio eo hidrogênio formam ligações covalente na verdade é assim que se forma a água Então como que seria essa ligação bem vai ser assim você vai ter um oxigênio bem aqui você tem esses dois pares de elétrons que continua desenhando E então esse elétron bem aqui pode ser compartilhado com o hidrogênio e aquele elétron do hidrogênio pode ser compartilhado com o oxigênio aí eu sou forma uma ligação covalente com esse hidrogênio esse outro elétron do oxigênio pode ser compartilhado com o hidrogênio e esse elétron aqui do hidrogênio pode ser compartilhado com oxigênio isso aqui também formaria uma ligação covalente com o outro hidrogênio olha aqui mais uma vez esse oxigênio meio que fingir que tem 8 elétrons de Valência 1 2 3 4 6 8 e os hidrogênios podem fingir que tem dois elétrons de Valência ao Oi bença aqui é que o oxigênio é muito mais eletronegativo que o hidrogênio ele está direita que o hidrogênio ele está nesse canto superior direito e não é um gás nobre sendo assim ele gosta de atrair elétrons então o que você acha que vai acontecer aqui bem os elétrons em cada uma dessas ligações covalentes vão ficar em volta do oxigênio mais frequentemente do que em torno do hidrogênio é então como os elétrons gastamos mais tempo em torno do oxigênio em geral vai ter uma carga mais negativa em torno do oxigênio sendo assim teremos uma carga parcialmente negativa na extremidade do oxigênio da molécula da água e teremos uma carga parcialmente o positiva Nas extremidades dos hidrogênios da molécula Aí caso você esteja curioso ou curiosa esse pequeno símbolo que estou usando aqui para parcial e a letra grega Delta minúsculo que é apenas usado para representar uma convenção é quem química enfim esse tipo de ligação covalente é do tipo que existe a claridade um lado tem mais carga do que o outro e isso é conhecido como ligação covalente polar enfim eu espero que você tenha compreendido tudo direitinho que conversamos aqui e mais uma vez eu quero deixar para você um grande abraço e até a próxima
O conteúdo de Biologia foi criado com o apoio da Fundação Amgen